mato grosso

Peritos são treinados para processamento de amostras de crimes sexuais

Publicados

em


Nesta terça-feira (16.02), peritos oficiais criminais da Coordenadoria de Perícias em Biologia Molecular da Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) participaram de um treinamento teórico para o processamento de amostras de vestígios de crimes sexuais. A capacitação é necessária devido à alteração do fluxo de atendimento destes casos, adotado pela Coordenadoria desde agosto do ano passado, para a otimização no processamento de amostras custodiadas pela Politec.

Os assuntos abordados nos conteúdos teóricos foram os tipos de amostras coletadas, confronto genético, estrutura e composição do DNA, procedimentos adotados pelo setor, etapas do processamento das amostras, dentre outros.

A Coordenadoria de Perícias em Biologia Molecular da Politec é subdividida em duas áreas, sendo elas a Biologia Forense e o DNA. Antes de agosto de 2020, os exames laboratoriais que poderiam constatar a violência sexual era realizado por exame de PSA,  que consiste na identificação da proteína prostática presente no sêmem, e de DNA, que excluía outros tipos de vestígios biológicos que pudessem materializar o crime.

“Quando a vítima passa por exame no IML, é coletada uma amostra de secreção vaginal ou anal, dependendo da violência, para se verificar se tem material masculino nesse swabe. Antes, nós fazíamos um exame de triagem na Biologia, no entanto, quando o PSA dá negativo, ou seja, a ausência de sêmen, não significa a ausência de material genético masculino, porque podem ter células epiteliais masculinas presentes nesta amostra. Agora, com a alteração no fluxo de trabalho nós não fazemos mais o PSA, e a amostra já vai direto para o DNA para a quantificação, que nos diz a proporção de DNA que tem ali, e se a quantidade é o suficiente para outras etapas de análise”, explicou a coordenadora de perícias de Biologia Molecular, Késia Renata Lopes Lemos Mello.  

O treinamento visa à capacitação dos peritos nas etapas de amplificação e para a obtenção do perfil genético. Com a migração da técnica, as respostas nos laudos estarão mais precisas e robustas. Para a Coordenadora, a nova rotina de trabalho irá contribuir para a inserção de dados no Banco de Perfis Genéticos, auxiliando ainda mais às investigações.  

“Teremos a certeza de emitirmos um laudo que não tenha DNA do suposto agressor,  ou que tem uma quantidade ínfima que a gente não consegue processar. Permite que não pecamos o material  durante a  etapa de triagem,  que não nos diz muita coisa. A gente precisa saber se a quantidade de material masculino dessa amostra é suficiente para se conseguir um perfil que possibilite a identificação do suspeito, ou que dê um perfil para ser inserido no banco de dados como vestígio”, observou.

O treinamento prático dos servidores foi realizado em agosto do ano passado, onde eles foram capacitados nas etapas de amostragem, extração do DNA e quantificação.  

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Taxa de ocupação das UTIs em Mato Grosso está em 97,73%

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (18.04), 342.896 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 9.084 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 653 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos  342.896 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 11.183 estão em isolamento domiciliar e 320.566 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 516 internações em UTIs públicas e 456 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 97,73% para UTIs adulto e em 57% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (72.910), Rondonópolis (25.530), Várzea Grande (22.540), Sinop (17.967), Sorriso (12.308), Tangará da Serra (11.451), Lucas do Rio Verde (11.004), Primavera do Leste (9.771), Cáceres (7.351) e Alta Floresta (6.500).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 303.006 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 1.273  amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (17), o Governo Federal confirmou o total de 13.900.091 casos da Covid-19 no Brasil e 371.678 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 13.832.455 casos da Covid-19 no Brasil e 368.749 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (18).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana