POLÍTICA NACIONAL

Parauapebas: Darci Lermen lidera com 31% dos votos; Julio Cesar é o segundo

Publicado


source
urna
Coluna Esplanada

Darci Lermen lidera intenções de votos em Parauapebas, seguido por Julio Cesar

Uma pesquisa eleitoral feita na cidade de Parauapebas, no estado do Pará, apontou que o atual prefeito da cidade, Darci Lermen, do MDB, lidera com 31% das intenções de voto, a corrida eleitoral na cidade. Ele é seguido de perto por Julio Cesar, do PRTB, com 24%. A pesquisa foi feita pela empresa Intelligence.

Em seguida, em terceiro lugar nas intenções de votos, aparece Valmir Mariano, do PSD, com 15%. Votos brancos ou nulos somam 10%.

No índice de rejeição, Darci e Valmir estão empatados, ambos com 27%. Julio Cesar tem apenas 5% de rejeição, segundo a pesquisa. Na avaliação do governo, 36% dos ouvidos apontaram como a gestão como péssima.

A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 21 de outubro de 2020, com a população de 16 anos ou mais da região. Foram feitas 600 entrevistas durante o período.

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Senado aprova aumento de penas para fraudes eletrônicas

Publicado


O Senado aprovou hoje (25) projeto de lei (PL) que aumenta penas para quem comete fraudes eletrônicas. O código penal prevê o crime de furto como passível de pena de um a quatro anos. De acordo com o texto, as penas podem ir de três a seis anos de reclusão para quem cometer crimes de furto usando meios eletrônicos ou informáticos. O projeto segue para a Câmara dos Deputados.

O projeto é de autoria de Izalci Lucas (PSDB-DF). Segundo Izalci, a pandemia da covid-19 fez crescer a incidência desse tipo de crime no país e atingiu, inclusive, os beneficiários do auxílio emergencial. Izalci havia proposto uma previsão de pena maior, de quatro a oito anos, mas foram reduzidas no relatório aprovado em plenário.

O texto ainda acrescenta hipótese de agravamento da pena de crime contra a honra quando cometido usando a internet. O PL tipifica o crime de “invasão de dispositivo informático” como a conduta de obter, adulterar ou destruir dados ou informações sem autorização do usuário do dispositivo ou instalar vulnerabilidades para obter vantagem ilícita.

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana