turismo

Pantanal: o que fazer em uma das maiores planícies alagadas do mundo

Publicados

em

 

source
A pesca é uma das principais atrações do Pantanal
O remake de “Pantanal”, famosa novela da extinta TV Manchete, produzido pela TV Globo estreia nesta segunda-feira (28) e, com a nova versão, volta também o interesse do público brasileiro pelo local. Uma das maiores planícies alagadas do mundo, o Complexo do Pantanal, ou simplesmente Pantanal (composto por diversos pantanais), conta com uma extensão de 210 mil km² e é dividida em três países diferentes, sendo eles o Brasil, a Bolívia e o Paraguai.

O local é muito buscado por turistas de todo o mundo, sendo perfeito para quem deseja fazer ecoturismo e conhecer as ricas flora e fauna, com mais de 2 mil espécies de plantas e mais de 1 mil espécies de animais. O bioma local é considerado Patrimônio Natural Mundial pela Unesco.

Entre as aves, peixes, répteis e mamíferos do local, a mais popular entre o público geral é a onça-pintada. Na novela, a personagem Juma – interpretada por Cristiana Oliveira, na versão de 1990, e por Alanis Guillen no remake de 2022 – supostamente se transformava no felino selvagem.

A parte brasileira do Pantanal ainda é dividida em dois estados diferentes, são eles Mato Grosso e Mato Grosso do Sul, também conhecidas como Pantanal do Norte e Pantanal do Sul, compostas por diferentes cidades.

As cidades de Cáceres, Poconé e Barão de Melgaço fazem parte do Pantanal Norte (Mato Grosso); e Aquidauana, Corumbá, Miranda e Porto Murtinho compõe o Pantanal do Sul (Mato Grosso do Sul).

Para conhecer a região pantaneira, é importante que o turista saiba exatamente qual é o propósito da visita. A parte norte é indicada para quem busca conhecer manifestações culturais, como danças típicas, praticar pesca e ver de perto os animais aquáticos. Já a parte sul é uma boa opção para quem deseja pratica canoagem e ter um maior contato com animais selvagens. Não importa qual região seja a escolhida, opções não vão faltar, mas algumas são exclusivas de cada região e é importante pesquisar quais são mais interessantes para cada perfil e assim compor o melhor roteiro.

O clima do Pantanal

Visão panorâmica do Pantanal
Jose Sabino/Pixabay

Visão panorâmica do Pantanal

Outra questão sobre a qual se deve ficar atento antes de pensar em viajar para o Pantanal é o clima local, já que, dependendo da época do ano, pode estar mais seco ou cheio. No geral, o clima é de, em média 25°C, ficando mais seco no inverno e chovendo mais durante o verão.

O período entre abril e setembro costuma ser mais seco, e de outubro até março é o período de maior cheia, devido às chuvas. Caso queira fugir de aglomerações, talvez seja melhor evitar viajar entre julho e outubro, quando é considerada a alta temporada. Porém, esta também é a melhor época para observar os animais e fazer o safári fotográfico.

O que fazer por lá

No geral, será um período de maior contato com a natureza, é comum que os próprios hotéis-fazenda ofereçam pacotes com direito a passeios para observar pássaros e safáris fotográficos. Há também opções de passeios de barco ou a cavalo. Existem barcos-hotel que ficam sobre as águas e oferecem a pesca como atrativo.

No Pantanal Norte é possível conhecer o Parque Nacional do Pantanal Mato-Grossense, que é gratuito, mas antes é preciso conseguir uma  autorização por e-mail.

Como chegar

Das principais capitais brasileiras, pode-se conseguir um voo para Cuiabá e, de lá, seguir viagem de carro até a cidade de Poconé, que fica a 104 km da capital do estado do Mato Grosso. Outros caminhos, um pouco mais longos, são para Barão de Melgaço, a 111 km, e até Cáceres, a 215 km de distância.

Para conhecer a parte correspondente ao Mato Grosso do Sul, a opção é viajar de avião até Campo Grande e de lá percorrer 146 km até Aquidauana, 218 km até Miranda ou 441 km até Corumbá. Já em Corumbá existe a opção de chegar de avião, pelo aeroporto da cidade.

O resto do trajeto deve ser feito de carro, mas somente opções 4×4 dão conta do trajeto em períodos de chuva. Também pode ser feito de ônibus, pelas rodoviárias locais.

Os preços das passagens aéreas variam conforme a data da viagem, mas tudo deve ser sempre reservado com antecedência, por se tratar de uma área de preservação ambiental. Vale a pena se planejar e buscar por promoções em pacotes especiais. É um excelente custo x benefício.

O que fazer no Pantanal

Passeios de barco para observar a natureza são uma das melhores opções. Foto: Abraao Paes/Unsplash

 

A pesca é uma das principais atrações do Pantanal. Foto: anacvial1/Pixabay

 

A Onça-Pintada é a estrela da região. Foto: Abraao Paes/Unsplash

 

Além da diversidade de fauna e flora, o visual é deslumbrante. Foto: anacvial1/Pixabay

 

O Complexo Pantanal é dividido em três países diferentes. Foto: Nathalia Segato/Unsplash

 

São muitas as espécies de aves que podem ser vistas na região pantaneira. Foto: Abraao Paes/Unsplash

 

Fazer programas pela região depende muito da intenção da viagem e de qual cidade se pretende ficar. São diversas opções de passeios de barco, ecoturismo, em tempos de águas baixas também são realizados passeios noturnos para a visualização de animais em seu habitat natural.

O mais indicado é programar pacotes de passeios diretamente com empresas autorizadas locais, ou mesmo com os hotéis-fazenda, com pacotes conhecidos como “day use”. Para quem deseja conhecer as áreas onde foram feitas as gravações da novela, a dica é a cidade de Aquidauana, nos pantanais de Mato Grosso do Sul. Ao todo, a produção da Globo utiliza sete fazendas da região como cenário para a trama.

Onde se hospedar

São três tipos de hospedagens voltadas para o ecoturismo na região, focados em atrações mais específicas, como safáris, pescas e passeios de barco.

Hospedagem ecoturismo: são pousadas, hotéis e hotéis-fazenda, com diárias que já oferecem refeições e os principais passeios pela cidade inclusos. É uma ótima opção para quem quer receber mais, pelo menor preço.

Para comer, não faltarão opções de comida típica, geralmente compostas por peixes, como pintado, o pacu, o piraputanga, o dourado, o curimbatá e diferenciado caldo de piranha. Para quem não é fã de frutos do mar, também existem opções em carne bovina, como o prato conhecido como “Maria Izabel”, uma paçoca de pilão feita com carne e arroz.

Hotéis para a pesca: são mais simples, geralmente o turista só irá para o quarto na hora de repousar após um dia de pescaria, já que a diária inclui o uso do barco.

Barcos-hotéis: cabines com camas e refeições e passeios inclusos no valor dos pacotes.

Na parte Norte, as principais opções são a Pousada Araras Pantanal Eco Lodge, em Poconé, a Pousada Do Rio Mutum, em Barão de Melgaço, Hotel Recanto do Dourado, em Cáceres e o Hotel Pantanal Norte Porto Jofre.

Na parte Sul, as principais opções são a Pousada Refúgio da Ilha, Refúfio Ecólogico Caiman, ambas em Miranda, a Fazenda Pequi, em Aquidauana, a Pousada Xaraés. Há também os hotéis Lontra Pantanal e Kalypso, para quem prefere opções voltadas para a pesca.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Propaganda

turismo

Perrengue de turista: Anitta perde mala e reclama que ‘ninguém acha’

Publicados

em

source
Companhia Air France perdeu malas com figurinos da cantora Anitta e de seu balé
Instagram/@Anitta

Companhia Air France perdeu malas com figurinos da cantora Anitta e de seu balé

A cantora Anitta está passando por um verdadeiro perrengue de turista. A artista compartilhou nos stories de sua conta no Instagram, nesta sexta-feira (24), que sua mala foi perdida por uma companhia aérea.

“Sumiu minha mala com todos os figurinos. Do balé, meu… tudo. Desapareceu. Ninguém acha”, iniciou a artista no desabafo.

A mala estava a bordo de um avião comercial da companhia francesa Air France, e levava figurinos que a cantora e seus bailarinos usariam em uma performance em Dublin, na Irlanda, e no Rock in Rio Lisboa, em Portugal – apresentação que acontece no próximo domingo (26).

“A gente despachou um malão com figurinos de todo mundo para ser mais organizado com tudo. Sumiu a mala com todas as roupas de show. Não tem roupa pro balé, não tem roupa para mim. A companhia aérea não encontra. Não sei como não encontra uma mala imensa cheia de fita e identificação”, indagou a brasileira.

Um fato curioso é que essa não é a primeira vez que as malas da cantora desaparecem prestes à uma apresentação no Rock in Rio. Segundo a artista, em 2016, também na edição de Portugal, ocorreu a mesma situação.

“Todo show de Rock in Rio é isso. Lembra que da outra vez também sumiu a mala com todas as roupas do balé? Só do balé, não tinha minha. Eu e minha mãe passamos a madrugada costurando roupa do balé antes do show. Chegou no show, já estava morta de tanto costurar”, relembrou a artista.

Bem humorada como sempre, ao invés de reclamar, a cantora propôs uma solução divertida para a situação.

“Não esperem looks. Esperem a entrega na dança, na alegria e no carisma. Vou beber shots para esquecer que era para eu estar com looks incríveis. Vamos seguir. Se tiver que ir pelada, eu vou. Faço pintura corporal”, brincou Anitta.

Fonte: IG Turismo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana