POLÍTICA NACIONAL

Pacheco vai propor semana de esforço concentrado no Senado

Publicados

em


Na reunião do Colégio de Líderes prevista para esta sexta-feira (11), a partir das 9h, o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, vai propor que o Senado faça uma semana de esforço concentrado entre 21 e 25 de junho. Ele fez esse anúncio no início da sessão deliberativa do Plenário desta quinta-feira (10).

— [Será] Um esforço concentrado que envolverá a presença física dos senadores. Portanto, teremos obviamente que observar a disciplina do distanciamento e dos rigores sanitários em função do momento excepcional que vivemos, de pandemia — disse. 

Pacheco destacou que entrarão na pauta da semana de esforço concentrado as sabatinas e as votações dos indicados para cargos em agências reguladoras, no Conselho Nacional do Ministério Público, no Conselho Nacional de Justiça, em embaixadas e de ministro de tribunal superior.

Comissões permanentes

O presidente do Senado também informou que pretende reunir a Comissão Diretora do Senado para promover uma alteração em ato relacionado ao funcionamento das comissões permanentes. Pacheco afirmou que, com essa alteração, as comissões permanentes poderão reiniciar suas atividades durante a semana de esforço concentrado, mas por meio de reuniões virtuais.

Faltas justificadas

Rodrigo Pacheco pediu “empenho e dedicação” dos parlamentares durante o esforço concentrado, que será presencial. O senador Jorge Kajuru (Podemos-GO), que é diabético, demonstrou preocupação com os colegas que fazem parte dos grupos de risco em relação à covid-19. 

— Eu vou consultar o meu médico e só participarei presencialmente se houver a liberação dele. Do contrário, eu não vou colocar minha vida em brincadeira, não, presidente — declarou Kajuru.

Apesar de as reuniões serem presenciais, Pacheco garantiu que todos os cuidados serão adotados. Ele afirmou que em eventual impossibilidade de comparecimento, a falta será devidamente justificada.

Ana Lídia Araújo sob a supervisão de Patrícia Oliveira.

Agência Senado (Reprodução autorizada mediante citação da Agência Senado)

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Comissão ouve ministro da Infraestrutura sobre leilões na terça-feira

Publicados

em


Paula Fróes/Governo da Bahia
Avião em aeroporto
O governo federal leiloou 22 aeroportos em abril

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara dos Deputados promove, na próxima terça-feira (22), audiência pública com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas.

Ele vai prestar esclarecimentos sobre leilões de 22 aeroportos, 5 portos e da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia, realizados em abril. O deputado Vanderlei Macris (PSDB-SP), autor do requerimento, lembra que os leilões arrecadaram em bônus um total de R$ 3,5 bilhões.

Os 22 aeroportos serão concedidos à iniciativa privada por um período de 30 anos. Eles foram leiloados em três blocos: Sul, composto pelos aeroportos de Bacacheri (PR), Bagé (RS), Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Joinville (SC), Londrina (PR), Navegantes (SC), Pelotas (RS) e Uruguaiana (RS); Central, formado pelos aeroportos de Goiânia (GO), Imperatriz (MA), Palmas (TO), Petrolina (PE), São Luís (MA) e Teresina (PI); e Norte, integrado pelos aeroportos de Boa Vista(RR), Cruzeiro do Sul (AC), Manaus (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Tabatinga (AM) e Tefé (AM).

São Paulo
O ministro também será questionado sobre o planejamento de ações de infraestrutura no estado de São Paulo e sobre o Trem Intercidades, projeto de ligação da cidade de São Paulo a Jundiaí, Campinas, São José dos Campos, Sorocaba e Santos.

A reunião acontece no plenário 2, às 9 horas.

Da Redação – CL

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana