POLÍTICA NACIONAL

Pacheco alerta para 'banalização do mal' em evento sobre o Holocausto

Publicados

em


O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), defendeu nesta quarta-feira (23) o combate ao “discurso de ódio” e à “banalização do mal” ao abrir o seminário Discurso de Ódio e a Banalização do Holocausto.

“Nesta quadra histórica do Brasil, o combate aos discursos de ódio e à banalização do mal é uma responsabilidade que se impõe a toda a sociedade e também ao Parlamento, para que estejamos unidos e vigilantes”, disse o senador, na saída do evento.

Em sua fala, Pacheco citou o livro Eichmann em Jerusalém — um relato sobre a banalidade do mal, da filósofa Hannah Arendt, para ressaltar a importância de “estamos sempre vigilantes, para que coisas como as que aconteceram naquele momento não se repitam”. O livro descreve o julgamento do criminoso de guerra nazista Adolf Eichmann.

Pacheco lembrou o esforço que o Senado e a Câmara vêm realizando, com a aprovação de projetos de lei, para impedir que as redes sociais sejam usadas para “banalizar e disseminar o mal”.

“Esse é o compromisso cívico que todos nós brasileiros temos, para não deixar o Brasil se transformar num país de ódio, de divisão, de hostilização, de radicalização, de extremismo. Essa é uma responsabilidade que neste momento se exige do Congresso Nacional: de agir muito rapidamente para que isso não aconteça no país”, disse.

Organizado pela Confederação Israelita do Brasil (Conib), com apoio do Congresso Nacional, o evento foi realizado no Auditório Freitas Nobre da Câmara dos Deputados.

*Com informações da Agência Senado

Edição: Fábio Massalli

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Datafolha: Lula lidera com 47%; Bolsonaro avança e tem 32%

Publicados

em

 

Bolsonaro e Lula, candidatos à Presidência
Bolsonaro e Lula, candidatos à Presidência

A pesquisa Datafolha divulgada nesta quinta-feira (18.08) aponta que o  ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) segue na liderança da corrida pela Presidência com 47% das intenções de voto. O presidente Jair Bolsonaro (PL) aparece em segundo lugar com 32%.

O levantamento atual demonstra que Bolsonaro está diminuindo a diferença com Lula para 15 pontos. Em maio, a distância era de 21 pontos e, em julho, de 18.

Na pesquisa  divulgada no dia 28 de julho, Lula também aparecia com 47% das intenções de voto, assim como no levantamento de 23 junho. Bolsonaro tinha 29%.

O terceiro colocado na disputa, Ciro Gomes (PDT), aparece com 7% dos votos, diminuindo em relação à última pesquisa. A senadora Simone Tebet (MDB) aparece com 2%.

O Datafolha ouviu 5.744 eleitores em 281 cidades. A pesquisa está registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número BR-09404/2022. A margem de erro do levantamento feito nesta terça (16) até esta quinta-feira (18), é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Fonte: IG Política

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana