BRASIL E MUNDO

Ossada gigante é encontrada no litoral de São Paulo; veja imagens

Publicados

em


source
 Especialistas afirmam que há semelhanças com uma baleia enterrada no local há 12 anos
Reprodução/Arquivo pessoal/Marcelo Rodrigues

Especialistas afirmam que há semelhanças com uma baleia enterrada no local há 12 anos

A ossada de uma baleia surgiu na praia da Barra do Una, em Peruíbe , no litoral de São Paulo, no último fim de semana. O esqueleto possui quatro metros de comprimento e indica ser da espécie “baleia-de-bryde”. Há 12 anos, um animal da mesma espécie foi enterrado no local. As informações são do portal G1.

“Passo por ali quase todos os dias, mas naquele dia me deparei com aquilo tudo. Corri para casa, que fica perto, para buscar o celular e tirar fotos”, revelou Marcelo Rodrigues, pescador local.

 Indícios dão conta de que trata-se do esqueleto de uma Baleia-de-bryde, de 14 metros, que encalhou no local em 2009
Reprodução

Indícios dão conta de que trata-se do esqueleto de uma Baleia-de-bryde, de 14 metros, que encalhou no local em 2009


Douglas Rey dos Santos, biólogo marinho, reiterou que, “apesar de parte da coluna estar enterrada, dá para perceber que são vértebras bem espessas do pedúnculo caudal de uma baleia. Talvez a baleia morreu e ficou boiando por muito tempo antes do encalhe e soterramento.”


Outro especialista da vida marítima, Thiago Augusto do Nascimento argumenta que pode se tratar do esqueleto de uma Baleia-de-bryde de 14 metros. Em 2009, na mesma região, um animal semelhante encalhou e morreu. “Quando apareceu esse esqueleto, eu lembrei desse encalhe. Não lembro de outro acontecido naquela região.”

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Avião retorna a aeroporto após passageira se recusar a usar máscara durante voo

Publicados

em


source
Passageira se recusou a usar máscara de proteção contra a Covid-19 durante voo
reprodução / Twitter

Passageira se recusou a usar máscara de proteção contra a Covid-19 durante voo

Na madrugada desta sexta-feira (30), um voo que saiu de Belém (PA) e partia em direção a Belo Horizonte (MG) precisou retornar ao aeroporto após uma passageira se recusar a usar máscara de proteção contra a Covid-19 a bordo. A mulher não chegou a ser detida, de acordo com a Polícia Federal. As informações foram apuradas pelo portal UOL .

O incidente ocorreu no voo AD4501, da Azul, que disse que o avião voltou ao aeroporto para que a passageira pudesse ser retirada da aeronave. Depois disso, o percurso continuou normalmente. 

Em nota, a companhia também se desculpou com os demais passageiros. “O cliente foi contido e conduzido pela Polícia Federal e, em seguida, o voo decolou novamente para a capital mineira. A companhia lamenta eventuais aborrecimentos ocorridos aos seus clientes e ressalta que medidas como essas são necessárias para conferir a segurança de suas operações”.

O voo decolou de Belém às 2h20 da manhã. O percurso, que geralmente é feito em cerca de três horas, levou mais de cinco horas, por causa do ocorrido. O avião só pôde retomar o trajeto às 4h44, chegando em Belo Horizonte apenas às 7h35, segundo o site FlightStats


Em 17 de dezembro de 2020, uma norma aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e presente na Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) institui o uso obrigatório de máscaras em aeroportos e aeronaves como forma de evitar o contágio da Covid-19.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana