São José dos Quatro Marcos

Operação resulta em oito prisões, apreensões de armas e recuperação de produtos furtados

Outros oito mandados de buscas e apreensões também foram cumpridos durante a operação que investiga crimes de roubos de veículos e homicídios ocorridos na região.

Publicado

A Operação Ordenha, realizada nesta sexta-feira (22.05) pela Polícia Civil no município de São José dos Quatro Marcos e em mais quatro cidades da região oeste, resultou no cumprimento de seis mandados de prisões preventivas, duas prisões em flagrante, apreensões de armas de fogo e munições de diversos calibres e recuperação de produtos furtados. Outros oito mandados de buscas e apreensões também foram cumpridos durante a operação que investiga crimes de roubos de veículos e homicídios ocorridos na região.

Delegado, Edson Pick

Coordenada pelo delegado de São José dos Quatro Marcos, Edison Pick, a operação é resultado de uma investigação iniciada em setembro de 2019, após a ocorrência de roubo de veículos com restrição de liberdade das vítimas, na zona rural do município. Homens armados ameaçaram as vítimas e roubaram veículos em uma propriedade na comunidade Caeté.  A partir da investigação desse roubo, a Polícia Civil do município levantou diversas informações e chegou à identificação de alguns suspeitos que estavam ligados a outros crimes na região.Os mandados de prisões foram cumpridos em Araputanga, Mirassol d’Oeste e Comodoro. Durante as buscas foram aprendidas cinco armas de fogo, entre elas espingardas.

Leia mais:  PM percebe mudança de ponto de venda de droga e detém dupla em Nova Xavantina

“Mostramos para sociedade o resultado de nossas investigações, que seguem para esclarecer todas as informações apuradas com a operação Ordenha. Agradeço o empenho de todas as equipes envolvidas com o trabalho da Polícia Civil”, disse o delegado.

A operação Ordenha teve apoio de equipes policiais das Delegacias de Mirassol d’Oeste e de Porto Esperidião, da Delegacia Especial de Fronteira (Defron) e do 17º Batalhão da Polícia Militar.

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍCIA

Governo vai investir quase R$ 4,9 milhões em compra de farda para Polícia Militar

Publicado


.

Por meio do programa Tolerância Zero, a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) vai investir R$ 4,88 milhões para a aquisição de fardamento operacional para quase 7,5 mil policiais militares de Mato Grosso, de soldado a coronel. Os recursos são oriundos do Tesouro Estadual.

Além da compra do uniforme operacional, os policiais lotados nas tropas especializadas como Força Tática, Bope, Rotam, Batalhão de Trânsito, Cavalaria, Batalhão Ambiental, dentre outros, também serão contemplados com as aquisições.

“Os recursos para aquisição já estão em caixa e a Polícia Militar precisa deste importante investimento que o Governo do Estado está fazendo. A segurança pública é uma prioridade do governador Mauro Mendes”, destacou o secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante.

O processo de compra se dará pelo Comando Geral da Polícia Militar. De acordo com as informações do comandante-geral da corporação, coronel PM Jonildo José de Assis, será realizado um pregão para a compra do fardamento das tropas especializadas e para a farda operacional.

Leia mais:  Polícia Civil prende suspeito que utilizava motocicleta para cometer graves roubos em Várzea Grande

Assis destaca que a PM já fez a adesão a uma ata de registros de preços, passo fundamental, e está adotando outras medidas no sentido de agilizar a aquisição do fardamento.

O comandante diz que é prioridade e compromisso atender todos os policiais militares com fardas, armamentos e outros equipamentos de uso pessoal, assim como a infraestrutura necessária ao bom desenvolvimento das atividades policiais e prestação de serviços de qualidade à sociedade.

“O Governo do Estado e a Secretaria de Segurança Pública entenderam que mesmo em momento de crise, o investimento no fardamento é necessário e disponibilizaram verbas para a aquisição”.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana