POLÍCIA FEDERAL

Operação Pasto de Papel investiga crimes contra o Sistema Financeiro Nacional cometidos na região de Delmiro Gouveia/AL

Publicados

em


Maceió/AL – A Polícia Federal deflagrou nesta quinta-feira, 2/12, a Operação Pasto de Papel, que tem como objetivo investigar crimes contra o Sistema Financeiro Nacional cometidos na região de Delmiro Gouveia/AL e adjacências.

A Operação Pasto de Papel teve apoio do Banco do Brasil, instituição bancária que opera a concessão dos financiamentos relacionados ao Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar.

Aproximadamente 50 policiais federais foram mobilizados para dar cumprimento a 10 mandados de busca e apreensão, expedidos pelo juízo da 11° Vara Federal de Alagoas, Subseção de Santana Do ipanema/AL.

As investigações indicam que um determinado grupo, através de simulações de contratos de promessa de compra e venda, comodato e de outras formas capazes de sugerir titularidade de uma propriedade rural, além de outras fraudes na instrução dos pedidos de financiamento, logrou êxito em obter a liberação dos recursos, que, tão logo disponibilizados nas contas bancárias, eram destinados para finalidades diversas do Programa, sendo que em grande parte dos casos investigados o dinheiro circulava entre os membros da própria associação criminosa ou eram transferidos para terceiros, que aparentemente  não tinham qualquer atividade profissional que justificassem as transferências.

Estima-se que o valor total dos contratos investigados se aproxima de R$ 1,5 milhão.

 Comunicação Social da Polícia Federal em Alagoas

82.99327.7671 ou 82.3216.6723

[email protected]

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF deflagra Operação Reach Stackers para combater o crime organizado no Terminal Portuário de Paranaguá

Publicados

em


Curitiba/PR – A Polícia Federal e a Receita Federal deflagraram hoje (28/1) a Operação Reach Stackers, que tem como objetivo desarticular grupos criminosos que atuam dentro do terminal portuário de Paranaguá/PR. O grupo operacionalizava e promovia a remessa de carregamentos de cocaína para o exterior em contêineres, sem o conhecimento do exportador, na modalidade conhecida internacionalmente como “RIP ON/RIP OFF”.

Foram expedidos 8 mandados de prisão temporária e 9 mandados de busca e apreensão, para cumprimento nas cidades de Paranaguá/PR, Matinhos/PR e Piraquara/PR. Também foram decretadas medidas patrimoniais de sequestro de imóveis e bloqueio de valores existentes em contas bancárias e de aplicações financeiras.

Trata-se de desmembramento da Operação Enterprise, deflagrada pela Polícia Federal, no dia 23/11/2020, em diversos Estados da Federação e no exterior, para combater um conglomerado de organizações criminosas especializado em tráfico internacional de drogas.

Os investigados são responsáveis por fornecer informações privilegiadas sobre posições, rotas e cargas dos contêineres, para subsidiar organizações criminosas em ações no Porto de Paranaguá, além de movimentarem os contêineres de forma a possibilitar a inserção dos carregamentos de cocaína dentro do pátio do terminal portuário. As ações criminosas ocorriam de forma dissimulada e sem o consentimento da administração do Terminal de Contêineres de Paranaguá (TCP), que auxiliou no desenvolvimento das investigações.

Os investigados responderão pelos crimes de tráfico transnacional de entorpecentes, com penas que podem chegar até 25 anos de reclusão para cada ação perpetrada, bem como pelos crimes de organização criminosa e de associação para o tráfico, que podem chegar a 24 anos de reclusão.

Comunicação Social da Polícia Federal no Paraná

Contato: [email protected]

(41) 3251-7810

*** A operação foi batizada Reach Stackers em alusão ao equipamento de mesmo nome utilizado em terminais portuários para o deslocamento de contêineres.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana