Rondolândia

Operação investiga prefeito por se apropriar de salários de médicos

Publicado

 

.
O Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (GAECO/MT) cumpriu na manhã desta quinta-feira (30) mandados de busca e apreensão expedidos em face do prefeito de Rondolândia/MT, Agnaldo Rodrigues de Carvalho, da ex-secretária de Saúde, Kátia Monteiro, do empresário  Nélio de Matos Junior e da empresa F. M. da S. Matos – ME .

A medida cautelar foi cumprida nas cidades de Rondolândia/MT e São Francisco do Guaporé/RO, sede da empresa e local onde residem alguns dos investigados. Nas diligências realizadas no Estado de Rondônia os policiais mato-grossenses receberam o apoio do GAECO/ RO e do delegado da cidade Rondoniense. As buscas também foram realizadas no gabinete do prefeito de Rondolândia/MT, bem com no gabinete e na sede da Secretaria Municipal de Saúde.

A ordem de busca e apreensão foi expedida pelo desembargador Marcos Machado, do Tribunal de Justiça do Estado de Mato Grosso, a partir de pedido apresentado pelo Núcleo de Ações de Competência Originária Criminal – NACO Criminal, sob a coordenação do procurador de Justiça, Domingos Sávio de Barros Arruda.

A investigação apura possível prática de crimes contra a Administração Pública por parte de Agnaldo Rodrigues de Carvalho, Kátia Monteiro e Nélio de Matos Junior, sendo que este último se apresenta como responsável pela empresa F. M. DA S. MATOS –ME, que foi contratada pelo Município de Rondolândia/MT como prestadora de “serviços de médicos plantonistas”.

Os elementos de informação colhidos no inquérito policial indicam que parte dos valores recebidos pela F. M. DA S. MATOS – ME, oriundos dos cofres públicos municipais, ao invés de terem sido utilizados para o pagamento dos profissionais de saúde contratados , teriam sido desviados em proveito do prefeito Agnaldo Rodrigues de Carvalho, de Kátia Monteiro e do próprio Néli de Matos Junior.

Além disso, há indícios de que os investigados se articulavam, frequentemente,   visando manter a empresa F. M. DA S. MATOS – ME como vencedora nos procedimentos licitatórios realizados pelo Município de Rondolândia/MT, sempre com o objetivo de obterem vantagens ilícitas.

Fonte:

Comentários Facebook
publicidade

POLÍCIA

Força Tática identifica e prende homens por extração ilegal de madeira

Os policiais estavam em patrulhamento pela comunidade de Conselvan próximo a uma área indígena quando viram três homens tentando colocar toras de madeira em um caminhão.

Publicado

Uma equipe da Força Tática e do Núcleo de Rondolândia (a 1.600 km de Cuiabá) prendeu na quinta-feira (30.07), dois homens por extração ilegal de madeira. Um terceiro suspeito conseguiu fugir, mas foi identificado.

Os policiais estavam em patrulhamento pela comunidade de Conselvan próximo a uma área indígena quando viram três homens tentando colocar toras de madeira em um caminhão. Foi iniciado o procedimento e localizado no local um trator e uma motosserra. Questionado, um dos homens disse ter contratado os outros dois para colocares as madeiras no caminhão.

Devido à situação de irregularidade, foi iniciado o procedimento para levar os veículos até a delegacia. Como os policiais não tinham habilidade para conduzir o trator, o proprietário se colocou a disposição.  No trajeto, ele abandonou o veículo e correu para uma área de mata, não sendo localizado. Porém, ele já havia passado sua localização por ser dono de uma serralheria na cidade.

Serviço

A sociedade pode contribuir com as ações da Polícia Militar de qualquer cidade do Estado, pelo 190 ou, sem precisar se identificar, por meio do disque-denúncia 0800.65.3939. Nesse número, sem custo de ligação, qualquer cidadão pode informar situações suspeitas ou crimes. Exemplos: a presença de foragidos da Justiça com mandado de prisão em aberto e ponto de venda de droga.

Fonte: PM MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana