POLÍCIA FEDERAL

Operação Febo investiga disseminação de pornografia infantojuvenil pela internet

Publicados

em

São Paulo/SP – A Polícia Federal deflagrou nesta sexta-feira (20/5) a Operação Febo, com o cumprimento de um mandado de busca e apreensão em Guarulhos/SP, para investigar a disseminação de pornografia infantojuvenil.

As investigações iniciaram com dados encaminhados pela polícia espanhola, na chamada Operação Zeus, desencadeada em 2020, que identificou quatro usuários brasileiros que estariam disseminando conteúdo de exploração sexual infantojuvenil por meio da internet.

Nas buscas realizadas, foram apreendidos dois HDs, um celular e dois pen drives. Os aparelhos foram apreendidos e enviados para perícia técnica.

Após a análise dos aparelhos, se encontrado algum material de abuso infantil, o suspeito responderá pelo crime de posse de pornografia infantil, crime apenado com até 4 anos de reclusão; e, se confirmado que houve publicação do conteúdo pornográfico na internet, o indivíduo responderá por conduta ainda mais gravosa, a de divulgação de pornografia infantojuvenil, crime apenado com até 6 anos de reclusão.

O nome da operação – FEBO – faz menção a um dos filhos do deus grego Zeus, tendo em vista ser um desdobramento da ação da Polícia da Espanha denominada Operação Zeus, de 2020.

Comunicação Social da Polícia Federal em São Paulo

Contato: (11) 3538-5013

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍCIA FEDERAL

PF incinera aproximadamente 1,3 toneladas de entorpecentes no Amazonas

Publicados

em

Manaus/AM – A Polícia Federal realizou, nesta sexta-feira (24/6), a incineração de aproximadamente 1,3 toneladas de entorpecentes consistentes em cocaína e maconha do tipo skunk.

De janeiro a junho de 2022, a PF realizou a incineração de 7,28 toneladas de maconha e 118,6 quilos de cocaína.

O montante incinerado é fruto de diversas ações diretas da Polícia Federal, deste e anos anteriores, na circunscrição da Superintendência Regional no Amazonas, bem como de ocorrências apresentadas por outras forças de segurança pública do estado.

O trabalho para completa destruição da droga segue os procedimentos estabelecidos na Lei Antitóxicos (Lei n. 11.343/2006). O entorpecente é inserido, pelos policiais e equipe de apoio, num forno industrial e o processo químico é totalmente seguro e obedece a legislação de preservação ao meio ambiente.

Para a segurança da operação, é necessário o envolvimento de diversas equipes de policiais federais, o que garante a segurança da ação, preservação e escolta de todo material até a total destruição da droga.

Por fim, é importante mencionar que, ao longo do primeiro semestre de 2022, a Polícia Federal apreendeu cerca de 5,5 toneladas de entorpecentes e prendeu 52 pessoas por tráfico de drogas.

Comunicação Social da Polícia Federal no Amazonas

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana