BRASIL E MUNDO

OMS afirma que pode nunca existir solução para a Covid-19

Publicado


source
Segundo o diretor-geral da OMS%2C países precisam conseguir fazer testes para rastrear Covid-19 antes de pensar em relaxar isolamento
Reprodução/Twitter

Segundo o diretor-geral da OMS, países precisam conseguir fazer testes para rastrear Covid-19 antes de pensar em relaxar isolamento

Nesta segunda-feira (03), a Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu que talvez nunca exista uma “solução” contra a pandemia do novo coronavírus (Sars-coV-2), apesar de existir uma corrida acirrada entre laboratórios para se obter uma vacina .

“Não há solução e talvez nunca exista”, afirmou o diretor geral da OMS , Tedros Adhanom Ghebreyesus , em uma entrevista coletiva virtual. “Todos esperamos ter um número de vacinas eficazes que possam evitar que as pessoas sejam infectadas, mas frear os focos depende do respeito às medidas de saúde pública”, completou.

O diretor geral da agência das Nações Unidas também anunciou que a missão da OMS na China concluiu o trabalho preparatório para sua investigação sobre a origem da pandemia de Covid-19 . “A equipe da OMS que viajou à China terminou sua missão, que consistia em estabelecer as bases dos esforços conjuntos para identificar as origens do vírus”, declarou Ghebreyesus.

“Estudos epidemiológicos começarão em Wuhan para identificar a fonte potencial de infecção dos primeiros casos”, completou ele.

O Brasil em quadro grave

Michael Ryan%2C chefe do programa de emergências da OMS
Christopher Black/OMS

Michael Ryan, chefe do programa de emergências da OMS

Durante a mesma coletiva virtual, o diretor de emergências da OMS, Michael Ryan, declarou que a situação do Brasil, apesar de melhor, continua “muito preocupante”.

“A situação no Brasil continua a ser muito preocupante, com muitos estados relatando alto número de casos. A contagem média diária é de 60 mil [novos] casos e mais de mil mortes por dia”, afirmou Ryan. 

O diretor de emergências declarou que a única forma de resolver o problema, no Brasil e em outros países que estão em condições semelhantes, é suprimir a transmissão comunitária, com união das esferas de governo e das comunidades locais.

“Em todos os países, o governo precisa fazer sua parte, para detectar e isolar casos, rastrear contatos, quando possível, e criar condições nas quais a doença não pode se espalhar facilmente”, afirmou. “Isso é muito fácil de dizer, mas muito difícil de alcançar”, discursou.

“Não há bala mágica aqui, como eu já disse antes. Isto vai requerer uma reprogramação, em muitos países, sobre como eles abordam a supressão deste vírus, como eles abordam a comunicação, o empoderamento e o engajamento com as comunidades”, analisou.

“Alguns países realmente vão ter que dar um passo para trás agora e olhar como eles estão lidando com a pandemia em suas fronteiras nacionais. Afinal, eles estão fazendo todo o possível – politicamente, economicamente, medicamente – para suprimir o vírus e apoiar suas comunidades?”, questionou.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Canadenses estão cada vez mais abertos para receber imigrantes e refugiados

Publicado


source
.
Reprodução: iG Minas Gerais

Abertura entre os canadenses


Apesar de uma  pandemia global , que destruiu economias e fomentou o nacionalismo em todo o mundo, os canadenses dizem que estão cada vez mais abertos a acolher imigrantes e refugiados .


Um novo estudo, da empresa de pesquisas Environics Institute, descobriu que as atitudes entre os cidadãos têm se tornado cada vez mais positivas , mesmo com milhões de pessoas desempregadas e o país enfrentando projeções econômicas sombrias.

“Essas opiniões não são um sinal. Não são acaso. Elas parecem estar profundamente enraizadas e amplamente difundidas”, disse Andrew Parkin, diretor executivo da Environics.

Desde 1976, a pesquisa Focus Canada, administrada pela Environics, faz amostras periódicas de canadenses para avaliar suas opiniões sobre o assunto. Os resultados mais recentes, divulgados no início de outubro, mostram, pela primeira vez, que os canadenses estão mais propensos a rejeitar a ideia de que os imigrantes não estão adotando os valores do país.

Ao mesmo tempo, a grande maioria continua a ver os imigrantes como essenciais para a economia  e não sente que eles não lhes tiram os empregos.

Os pesquisadores estavam curiosos para ver se os eventos mundiais recentes mudaram drasticamente a opinião, disse Parkin. “No início, pensamos que talvez Donald Trump derrubasse essas tendências positivas. Talvez os canadenses pegassem a vibração do que está acontecendo nos Estados Unidos e começassem a recuar. Isso não aconteceu “, disse ele.

Mesmo a pandemia da Covid-19 , que até agora gerou milhões de empregos e deixou os canadenses em situação financeira precária, não tornou os residentes negativos em relação aos recém-chegados.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana