Saúde

Ômicron: Ciro detona Bolsonaro por demora em reação contra nova cepa: ‘Descaso’

Publicados

em


source
Ciro Gomes criticou Jair Bolsonaro por demora em contenção de nova variante
André Carvalho/ CNI

Ciro Gomes criticou Jair Bolsonaro por demora em contenção de nova variante

O pré-candidato a presidente pelo PDT, Ciro Gomes, repreendeu neste sábado (27) a demora do presidente Jair Bolsonaro em tomar medidas mais rígidas para impedir a chegada da nova variante detectada na África do Sul, a omicrôn, ao Brasil

Em suas redes sociais, o ex-ministro fez um desabafo sobre a situação, afirmando que “incurável não é a covid, mas sim Bolsonaro”.

“O mundo ameaçado por uma nova onda mortal da pandemia e o governo Bolsonaro e seus satélites seguindo o mesmo ritual de descaso, imprudência, imprevidência, incompetência e desprezo à vida. Incurável não é a Covid, mas sim Bolsonaro!”, disse no Twitter.


Leia Também

Alvo de crítica de Ciro Gomes no Twitter, Bolsonaro ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Nova variante

Nos últimos dias, o surgimento da variante ômicron no continente africano chamou a atenção dos cientistas pela quantidade e pela variedade de mutações. Essa nova versão do coronavírus, detectada na África do Sul, está se espalhando mais rapidamente pelo país africano, e já atingiu cinco países: Botsuana, Israel, Hong Kong, Bélgica e  Reino Unido.

O Ministério da Saúde afirmou em nota na sexta-feira (26) que não foi identificado nenhum caso da variante B1.1.529 do novo coronavírus, batizada de Ômicron, no Brasil.

Fonte: IG SAÚDE

Comentários Facebook
Propaganda

Saúde

Saúde e Anvisa atualizam regras para doação de sangue durante pandemia

Publicados

em


O Ministério da Saúde e a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) atualizaram as regras para doação de sangue em função da pandemia de covid-19. De acordo com nota técnica divulgada ontem (25), quem foi infectado pelo vírus fica inapto para doação por dez dias após se recuperar da doença. Anteriormente, o prazo era de 30 dias. 

O período de inaptidão de dez dias vale para quem apresentou sintomas de covid, incluindo casos leves e moderados. No caso de assintomáticos, o mesmo prazo deve ser observado, mas em relação a data de coleta do exame. 

A nota também trata de pessoas que tiveram contato com indivíduos que testaram positivo. Nesse caso, a inaptidão é de sete dias após o último contato. 

O ministério e a Anvisa orientam os hemocentros a seguirem medidas de proteção para evitar contaminação durante a pandemia. É recomendada a higienização de superfícies e dos instrumentos, uso de antissépticos, além da manutenção do distanciamento entre os doadores. 

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

Fonte: EBC Saúde

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana