mato grosso

Oficina de tingimento e estamparia vai capacitar mulheres da etnia Kurâ-Bakairi

Publicados

em


O projeto Kywagâ [sobre nós, que está sobre o corpo], contemplado no Edital  MT Criativo da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel-MT), pretende desenvolver peças do vestuário da moda indígena da etnia Kurâ-Bakairi. Cerca de 20 mulheres indígenas devem participar das oficinas que serão realizadas de 8 a 13 de março, na terra indígena Bakairi, em Paranatinga.

A oficina será ministrada pela arte-educadora e artista plástica, Rita Ximenes, que irá ensinar técnicas milenares de tingimento e estamparia. Para Rita “a oficina tem por objetivo desenvolver peças do vestuário com características próprias da etnia, contribuindo dessa forma com a moda indígena mato-grossense, que remete a memória ancestral de uma cultura que desenvolveu alto nível imagético por meio dos grafismos.”

A oficina tem o objetivo de apresentar técnicas de tingimento a partir do uso de plantas tintoriais da região.  Respeitando o tempo da natureza em relação à extração do material, do tingimento, o qual é denominado de ecotingimento. Além de noções sobre distinção dos tecidos que melhor fixam as cores e todo o processo que envolve a estamparia, desde o desenvolvimento e a aplicação no tecido.

A proponente  do projeto, Darlene  Yaminalo Taukane, é membro da etnia e atua como coordenadora do  Instituto YuKamaniru de Apoio às Mulheres Indígenas Bakairi. Darlene destaca que “a oficina é para despertar o interesse pela arte têxtil nas mulheres da nossa etnia, tem a finalidade de produzir peças singulares com características próprias do nosso povo, e que possam dar continuidade na produção de tintas e estamparia”.

A intenção é a posterior comercialização dos produtos, que deverá contribuir para a geração de renda e autonomia financeira das mulheres da comunidade indígena, por meio da iniciativa da economia criativa. É a inserção econômica e social do povo Kurâ-Bakairi.

Em razão da pandemia, a oficina ficará restrita ao povo da aldeia Kurâ-Bakairi, com a participação de 20 mulheres. A organização ressalta que a população indígena da aldeia já recebeu as duas doses da vacina contra a covid-19, e que serão seguidos os protocolos de prevenção, como o uso de máscaras e álcool gel durante as oficinas.

Serviço

Projeto Kywagâ

Onde: Terra indígena Bakairi, Paranatinga-MT

Público: Mulheres indígenas Kurâ-Bakairi

Quando: De 08 a 13 de março

Informações: Isabel Taukane (65) 99272-2024

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Elevador do mirante está em perfeitas condições; Sema-MT agiliza contratação de empresa de manutenção para liberar uso

Publicados

em


A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT) informa que o elevador que leva ao topo do novo Mirante do Parque Mãe Bonifácia está em perfeitas condições de uso. A secretaria está agilizando a contratação de empresa que fará a manutenção do equipamento para liberar a utilização nos próximos dias.

Os cuidados são necessários para garantir a segurança e bem estar dos usuários da atração turística, bem como integridade do bem. 

Assim que disponível para a população, o elevador atenderá idosos, gestantes e deficientes físicos.

O Mirante está com o acesso liberado pelas escadas. A lotação máxima é de 20 pessoas na estrutura e o uso das escadas deve ser consciente, ou seja, apenas para acessar a vista panorâmica e não para atividades físicas de impacto.

O Parque Mãe Bonifácia está localizado na Avenida Miguel Sutil, em Cuiabá, e aberto para visitação todos os dias, das 6h às 18h.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana