mato grosso

Obras do novo Hospital Julio Muller estão em fase de drenagem do terreno

Publicados

em


A construção do novo Hospital Julio Muller está em fase de execução da drenagem do terreno. As obras foram retomadas pelo Governo de Mato Grosso em novembro de 2021, após mais de seis anos de paralisação.

A área da nova unidade tem 147 hectares e está localizada no km 16 da MT-040, entre Cuiabá e Santo Antônio de Leverger. De acordo com a Secretaria Adjunta de Obras Especiais da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT), os serviços seguem dentro do cronograma de execução e são fundamentais para preparar o terreno e garantir a qualidade da obra.

A ordem de serviço para o início das obras foi assinada no dia 03 de novembro de 2021. O secretário adjunto de Obras Especiais, Isaac Nascimento Filho, explica que a licitação do hospital foi realizada no modelo de Regime Diferenciado de Contratação Integrada (RDCi), no qual a empresa vencedora é responsável por elaborar os projetos e depois executar as obras.

Após a conclusão do processo licitatório em dezembro de 2020, os projetos começaram a ser elaborados em janeiro de 2021. “Foi feito um escaneamento da estrutura toda e esse levantamento constatou que a construção que está lá hoje está preservada e vai ser aproveitada”, explica Isaac.

A obra é executada pelo Consórcio JL-MBM e tem previsão de ser concluída até o fim de 2024. Realizada em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a obra está orçada em R$ 207,4 milhões, sendo 50% em recursos próprios do Governo de Mato Grosso e outros 50% da União.

Com um total de 58,5 mil metros quadrados de área construída, o novo hospital será o maior de Mato Grosso, com 228 leitos de internação, 68 leitos de repouso, 63 leitos de UTI, sendo 18 pediátricos 25 neonatais, além de 12 centros cirúrgicos, 85 consultórios, 45 salas de exame, 21 salas para banco de sangue e triagem.

“O novo Hospital Universitário Júlio Müller é mais uma obra fundamental para o estado de Mato Grosso e que o governador Mauro Mendes colocou como uma das prioridades de sua gestão”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, Marcelo de Oliveira.

Histórico

As obras do novo Hospital Universitário Júlio Muller começaram em 2012 e estavam previstas para serem entregues em 2014, antes da Copa do Mundo, quando a unidade serviria de apoio para os visitantes da cidade. Devido ao não cumprimento do cronograma, o contrato com a antiga empresa foi rescindido em 2014, com apenas 9% do projeto executado e a obra permaneceu paralisada desde então.

A atual gestão assumiu todos os projetos do hospital, que precisaram ser refeitos. A licitação foi lançada em maio de 2020 e teve seu resultado publicado em dezembro, com o consórcio JL-MBM sendo declarado vencedor.

A UFMT será responsável pela gestão do hospital, a partir da sua entrega. Além de atender a população da baixada cuiabana, o novo Júlio Muller terá importante papel para a formação acadêmica na área de saúde.

A retomada das obras do novo Hospital Universitário Júlio Muller faz parte do programa Mais MT, sendo classificada pelo governador Mauro Mendes como uma de suas principais ações e uma virada de página na história de obras paralisadas em Mato Grosso.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Ação integrada apreende carga de pasta base avaliada em R$ 14,3 milhões

Publicados

em


Mais de 608 quilos de pasta base e cloridrato de cocaína, avaliados em mais de R$14,3 milhões, foram apreendidos na BR-174 na manhã desta quinta-feira (27.01), em Porto Esperidião (322 km de Cuiabá). A ação foi um trabalho integrada do Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) e Força Tática do 6º Comando Regional da Polícia Militar e a Polícia Federal.  Em menos de um mês o Gefron soma a apreensão de mais de uma tonelada de drogas em 2022.  

A apreensão ocorreu por volta de 7h da manhã, quando os veículos seguiram pela BR-174 deixando a cidade de Pontes e Lacerda sentido à Porto Esperidião. Durante a aproximação os policiais identificaram que se tratavam de dois veículos, sendo que um Hyundai Elantra que atuava como batedor e uma caminhonete VW Amarok, que transportava a droga.

Após abordagem os veículos, os policiais encontraram diversas malas carregadas com tabletes de entorpecente na cabine e na carroceria do veículo. Ao todo, foram 120 quilos de pasta base de cocaína, avaliados em mais de R$ 2,1 milhões e 488 quilos de cloridrato de cocaína e pode ser comercializada por mais de R$ 12,2 milhões.

Os dois homens que conduziam os veículos foram presos em flagrante durante a ação e podem responder por tráfico internacional de drogas. Um dos presos já tinha passagem por evasão de divisa, tentando atravessar a fronteira com dinheiro não declarado. Os suspeitos, os veículos e a droga foram encaminhados a Polícia Federal de Cáceres (220 km de Cuiabá).  

Com mais esta apreensão, o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron), já aprendeu mais de 995 quilos do entorpecente em ações conjunta com a Polícia Federal. Sendo que outros 272 quilos foram apreendidos em uma Toyota Hillux durante ação no município de Campo de Júlio (566 km de Cuiabá). Na ocasião, quatro homens foram presos fazendo o transporte da droga.

Além disso, os operadores de fronteira apreenderam outros 115 quilos de cloridrato e pasta base de cocaína em três ocorrências diferentes com o apoio da Polícia Militar. Sendo 16 quilos de cloridrato de cocaína em Pontes e Lacerda e 99 quilos de pasta base em Cáceres.  Ambos os municípios estão na faixa de fronteira com a Bolívia.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana