POLÍCIA

Nove mandados são cumpridos em operação de combate a criminalidade em Alto Taquari

Publicado


.

Assessoria/Polícia Civil-MT

A Polícia Civil, através da Delegacia Regional de Rondonópolis (212 km ao sul de Cuiabá) e Delegacia de Alto Taquari, deflagrou na manhã de quinta-feira (24.09), a operação Fronteira Segura, para dar cumprimento a nove mandados de busca e apreensão domiciliar com objetivo de combater crimes de tráfico de drogas, porte e posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

A ação resultou em nove pessoas conduzidas, além da apreensão de armas, drogas, munições, apetrechos relacionados ao tráfico e na recuperação de uma motocicleta roubada. Também foram apreendidos aparelhos celulares que serão periciados para verificação do envolvimento dos suspeitos com facções criminosas.

Entre os conduzidos, três foram autuados em flagrante pelos crimes de tráfico de drogas e posse ilegal de arma de fogo e dois responderão a Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO) por uso de drogas.

Em um dos alvos identificado como ponto de venda de drogas os policiais apreenderam porções de maconha, três aparelhos celulares possivelmente de origem, balança de precisão, além de uma espingarda 4.5 e munições calibre 22.

Nas buscas em outro endereço, foi encontrada uma arma de fogo e munições que estavam escondidas dentro de uma garrafa de café, na cozinha da casa. A busca em um terceiro alvo, resultou na apreensão de uma espingarda calibre 28.

As ordens de busca foram decretadas pela Justiça com base em investigações da Delegacia de Alto Taquari com apoio do Núcleo de Inteligência da Delegacia Regional de Rondonópolis. Segundo o delegado regional, Thiago Garcia Damasceno, esse tipo de operação será frequente no município e região.

“A atuação da Polícia Civil será intensificada no combate a criminalidade na cidade de Alto Taquari, com objetivo de coibir crimes de tráfico de drogas, porte de arma, além da atuação de organizações criminosas no município”, disse.

A operação deflagrada pela Delegacia de Alto Taquari contou com apoio da Delegacia Regional de Rondonópolis, Delegacia de Alto Araguaia e Prefeitura Municipal.

 

 

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

POLÍCIA

Polícia Civil prende um dos principais alvos de investigação sobre furto e roubo de gado na região metropolitana

Publicado


Assessoria/Polícia Civil-MT

Equipes da Delegacia de Roubos e Furtos de Cuiabá (Derf) cumpriram nesta terça-feira (27) a prisão preventiva contra um dos principais alvos da Operação Mahyas, deflagrada em agosto deste ano contra uma organização criminosa envolvida em roubo, furto e receptação de gado em municípios da Baixada Cuiabana.

O homem, de 46 anos, foi localizado na Capital pela equipe policial coordenada pelo delegado Ruy Guilherme Peral. Conforme investigações da Derf Cuiabá, o alvo foi identificado como o responsável pela logística de transporte, ocultação, abate e revenda da carne dos animais roubados e furtados.

A operação Mahyas foi deflagrada no início de agosto para cumprimento de 53 ordens judiciais, entre prisões, buscas, apreensões e sequestro de bens contra alvos da organização criminosa que teve atuação identificada em várias cidades da região metropolitana de Cuiabá. Durante a operação também foram suspensas as atividades comerciais de três açougues que vendiam carnes de animais provenientes de abatedouros clandestinos.

Os mandados referentes aos crimes de organização criminosa, roubo majorado e furto qualificado foram cumpridos nas cidades de Cuiabá, Várzea Grande, Nossa Senhora do Livramento, Acorizal, Jangada, Barra do Bugres e Nova Mutum. As ordens judiciais foram deferidas pela 7a Vara Criminal de Cuiabá.

As investigações da Derf Cuiabá iniciaram há aproximadamente um ano, devido à complexidade dos trabalhos na zona rural. De acordo com os levantamentos, a atuação da organização criminosa causou um prejuízo de mais de R$ 3 milhões para as vítimas.

Para praticar os crimes, o grupo criminoso rendia moradores e funcionários das propriedades, os mantendo em cárcere privado até realizarem o roubo dos animais, deixando o local somente após o gado ser desembarcado no local em que ficaria escondido.

A expressão ‘mahyas’ é uma das origens da palavra  máfia.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana