POLÍTICA NACIONAL

Nomeação de Mendonça para o Ministério da Justiça é elogiada

Publicado


source

Agência Brasil

Mendonça Ministro
Isac Nóbrega/PR

André Mendonça foi nomeado para substituir o ex-ministro Sergio Moro.

Ministros de tribunais superiores elogiaram hoje (28) a nomeação do ministro da Justiça e Segurança Pública, André Luiz de Almeida Mendonça , que entra na vaga deixada após o pedido de demissão de Sergio Moro. Antes chegar ao cargo, Mendonça estava na função de advogado-geral da União.

Leia também: “É chavismo”, afirma Joice sobre Bolsonaro

Em nota à imprensa, o ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso elogiou a nomeação. “O Dr. André Mendonça teve um desempenho admirável na Advocacia-Geral da União. Íntegro, elegante e preparado. Desejo a ele toda sorte na nova missão”, declarou.

O presidente do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio Noronha, cumprimentou o ministro da Justiça e desejou sucesso no desempenho da nova missão.

“A nomeação de André Luiz de Almeida Mendonça para o cargo de ministro da Justiça e Segurança Pública é motivo de boas expectativas para todos os brasileiros. A admirável formação intelectual, que inclui mestrado e doutorado pela Universidade de Salamanca, e a rica experiência profissional do novo ministro inspiram a confiança de que teremos nos negócios da justiça e da segurança uma gestão marcada pela eficiência e pelo espírito público”, afirmou.

André Mendonça, de 46 anos, é natural de Santos, em São Paulo, advogado, formado pela Faculdade de Direito de Bauru (SP). Ele também é doutor em estado de direito e governança global e mestre em estratégias anticorrupção e políticas de integridade pela Universidade de Salamanca, na Espanha; é pós-graduado em direito público pela Universidade de Brasília (UnB).

Comentários Facebook
publicidade

POLÍTICA NACIONAL

Na “mira” do Planalto, Doria pretende organizar evento para vacinar Lula e FHC

Publicado


source
Doria
Reprodução

Governador de São Paulo mira agora evento com ex-presidentes para alavancar vacinação

A “batalha das vacinas” entre o  governo Bolsonaro e João Doria deve ganhar novos capítulos nos próximos dias. Após posar ao lado da primeira pessoa vacinada no país horas depois da confirmação da Anvisa para o uso emergencil da CoronaVac, o governador de São Paulo pretende realizar um evento para vacinar os ex-presidentes Lula e Fernando Henrique Cardoso.

Segundo informações do blog da jornalista Andréia Sadi, a organização seria o próximo passo de Doria no embate pessoal com o presidente, de quem é adversário político e deverá ser concorrente nas eleições presidenciais de 2022. Inclusive, o governador tem dito a aliados que o episódio do último domingo foi a “pior derrota de Bolsonaro desde que foi eleito”.

Ainda de acordo com a publicação, o “outro lado” da história também já se prepara para a continuidade da guerra. Para evitar a capitalização da vacina, a ideia do Planalto é desgastar a imagem de Doria junto a outros governadores do país e, principalmente, com a opinião pública, intensificando os ataques à sua gestão nas redes sociais.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana