BRASIL E MUNDO

Nick Cordero morre aos 41 anos após longa batalha contra o coronavírus

Publicado


source
Nick Cordero Twitter @hugogloss
Reprodução Twitter @hugogloss

Nick Cordero


Derrotado após longa batalha contra o coronavírus, o ator da Broadway Nick Cordero , famoso por seu papel em ‘Garçonete’ e ‘Rock of Ages’, morreu aos 41 anos de idade. O artista ficou internado por três meses e teve que sofrer uma amputação de perna após contrair o vírus.


Em entrevista na semana passada, sua esposa,Amanda Kloots, havia comunicado que Cordero precisaria de um transplante de pulmão duplo: “99% de chance de eu precisar viver o tipo de vida que sei que meu marido gostaria”.Sua companheira anunciou neste domingo o falecimento do marido via Instagran:

“Meu querido marido faleceu esta manhã.Ele estava cercado de amor por sua família, cantando e orando enquanto deixava gentilmente esta terra”.

Nick Cordero foi inicialmente diagnosticado com pneumonia, mas após o teste de coronavírus, eles confirmaram a infecção . Kloots manteve os amigos e seguidores do marido atualizados sobre sua saúde desde que ele foi internado.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

STF obriga governo a dar proteção a indígenas contra a Covid-19

Publicado


source
Fachada do prédio do Supremo Tribunal Federal
Dorivan Marinho/SCO/STF

Fachada do prédio do Supremo Tribunal Federal


O plenário do Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu nesta quarta-feira (5) obrigar que o governo federal adote  medidas de proteção a populações indígenas em meio à pandemia de Covid-19, doença causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2). O entendimento dos ministros foi unânime em determinar que o Planalto crie barreiras sanitárias e contenha e isole os invasores de terras indígenas.

No parecer do relator, o ministro Luís Roberto Barroso, ele ainda pedia que o governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) também instalasse uma sala de situação para a gestão de ações de combate à pandemia. Todas essas medidas já haviam sido determinadas pelo ministro Barroso no mês passado.

A ação foi analisada pelo plenário do Supremo após um pedido da ONG Articulação dos Povos Indígenas do Brasil. Se juntaram a ela no pedido mais os partidos da oposição PSB, PSOL, PCdoB, Rede, PT e PDT. De acordo com a ONG, já foram confirmados 22.325 casos e 633 óbitos por Covid-19 entre os povos indígenas do Brasil até as 12h desta quarta-feira.

Em seu voto, o ministro Ricardo Lewandowski disse que a Suprema Corte não quer uma “guerra civil”. “É a hora de nós avaliarmos com precisão o que está ocorrendo efetivamente, darmos uma satisfação para a sociedade brasileira e para comunidade internacional”, afirmou o magistrado.

Bolsa Família

Nesta quarta-feira, o STF também decidiu confirmar decisão do ministro Marco Aurélio Mello que havia determinado a suspensão de cortes no Bolsa Família. A decisão vale para enquanto estiver em vigor o estado de calamidade pública provocado pela pandemia do novo coronavírus.

A ação foi movida por sete Estados: Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte. Segundo os governadores, em março, foram cortadas mais de 158 mil bolsas do programa. Desse total, 61% foi apenas no Nordeste.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana