BRASIL E MUNDO

“Nem sempre a vida vai ser gentil comigo”, diz Mario Frias em rede social

Publicados

em


source

O secretário de Cultura e ator Mario Frias publicou, na noite de ontem, um texto sobre seu recente problema de saúde. “Não importa o quão ruim as coisas estão meu coração e minha mente irão carregar meu corpo quando meus membros estiverem fracos demais”, disse ele no Instagram.

“Nem sempre a vida vai ser gentil comigo, mas eu nunca vou voltar pra casa sem dar tudo que eu tenho, sem dar o melhor que eu posso. Obrigado, meu amor, Juliana Frias, e obrigado a todos pelas mensagens de carinho. Estou bem melhor hoje com a bênção de Deus!”, completou o ator.

Frias, que tem 49 anos, sofreu um princípio de infarto – termo usado para se referir aos problemas que podem levar ao bloqueio de fluxo sanguíneo para o coração – na semana passada e precisou ser hospitalizado.

De acordo com a equipe de comunicação do governo, o secretário precisou de cateterismo cardíaco para a inserção de dois stents, que auxiliam na recuperação e, até a segunda-feira, deve receber alta do Hospital Santa Lúcia Norte, em Brasília.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Policial que matou negro após abordagem de trânsito é presa

Publicados

em


 A policial que baleou e matou um homem negro durante uma briga ocorrida após uma abordagem de trânsito de rotina no estado norte-americano de Minnesota foi presa e formalmente acusada de homicídio culposo nesta quarta-feira (14).

Kim Potter, veterana com 26 anos de serviço que se demitiu da força policial de Brooklyn Center na terça-feira, foi posta sob custódia na manhã desta quarta-feira e fichada na prisão do condado de Hennepin por matar a tiro Daunte Wright, de 20 anos, na tarde de domingo, disse o Órgão de Apreensão Criminal de Minnesota em um comunicado.

Potter, de 48 anos, estava detida sem direito a fiança, segundo registros da prisão.

Wright foi parado no domingo devido a um registro de veículo vencido, disse a polícia. Policiais descobriram que existia um mandado de prisão contra ele e Potter sacou a arma de fogo ao invés da arma de choque acidentalmente durante uma luta com Wright, que voltou para o carro, disse na segunda-feira o chefe policial de Brooklyn Center, Tim Gannon, que também pediu demissão na terça-feira.

No vídeo da polícia, ouve-se Potter gritando um palavrão e, em seguida, “acabei de atirar nele”.

Para que ela seja condenada pela lei do Minnesota por homicídio culposo, os procuradores precisam mostrar que Potter foi “culposamente negligente” e que correu um “risco insensato” em suas ações contra Wright. A acusação implica uma pena máxima de 10 anos de prisão e uma multa de 20 mil dólares.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana