BRASIL E MUNDO

“Não está sendo fácil relembrar”, diz vítima de estupro do serial killer do DF

Publicados

em


source
Lazaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, está foragido há 8 dias
Reprodução/TV Anhanguera

Lazaro Barbosa de Sousa, de 32 anos, está foragido há 8 dias

Procurado há oito dias por suspeita de matar quatro pessoas da mesma família (pai, mãe e dois filhos) em Ceilândia e balear outras quatro durante a fuga em Goiás, entre elas um policial , Lázaro Barbosa, 32, também teria estuprado uma mulher em 2009 com a ajuda de seu irmão — Deusdete, morto há cinco anos.

A vítima, uma moradora de Ceilândia atualmente de 31 anos, conta como tem sido acompanhar a caçada pelo criminoso nessa última semana. “Não está sendo fácil relembrar tudo o que passei”, disse ao site Metrópoles.

À época, Lázaro e seu irmão invadiram armados com uma espingarda e uma faca uma casa no Sol Nascente. Eles a vítima de 19 anos e sua família de refém. Todos foram despidos e trancados no banheiro.

A mulher diz que foi violentada e agredida em um córrego da cidade. “Foram bárbaros”, recorda.

 “Comecei a ouvir barulhos de cachorros, vozes ao longe e um helicóptero passava perto. Achei que eles iam me matar, porque vi o rosto deles. Mandaram eu dar uns passos para frente e, quando virei, já não estavam mais lá”.

Lázaro está sendo procurado pelas polícias do Distrito Federal e de Goiás há oito dias. Nesta madrugada (16), ele foi visto em uma fazenda a 8km de Edilândia (GO). Ele teria arrombado a porta, preparado comida e ido embora. 

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

GO: Pastor é investigado por abuso sexual após denúncias de assédio

Publicados

em


source
Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, teria abusado sexualmente de, ao menos, três mulheres
Reprodução

Esney Martins da Costa, líder da igreja Renascendo para Cristo, teria abusado sexualmente de, ao menos, três mulheres

Esney Martins da Costa, pastor e líder da igreja Renascendo para Cristo, situada em Goiânia-GO , é alvo de dois inquéritos políciais que investigam supostas práticas de abusos sexuais. Três mulheres que frequentavam seus cultos acusaram o religioso, no último domingo (01), de assediá-las sexualmente. As informações são da TV Globo.

*Mais informações em instantes

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana