BRASIL E MUNDO

Música ou pedido de ajuda? Urso é flagrado “cantando” em cima de árvore; assista

Publicado


source
Urso
Reprodução/Twitter

Imagens foram compartilhadas por funcionários do Parque Nacional Yosemite, nos EUA

O que você faria se estivesse passeando em um parque nacional e encontrasse um urso “cantando” em cima de uma árvore? Apesar de parecer inusitada, foi exatamente esta a imagem que funcionários do Parque Nacional Yosemite, localizado no estado da Califórnia (EUA), presenciaram no último dia 15 de outubro e as imagens acabaram viralizando nas redes sociais.

Nas imagens, é possível ver o urso negro no topo de uma árvore fazendo diversos sons, que acaram confundindo os especialistas sobre o motivo de o animal estar produzindo tal “canto”: se seria apenas uma música ou se ele estaria pedindo ajuda por não conseguir descer do local em que se encontrava.

Na publicação, os funcionários do parque disseram se tratar de um animal conhecido no local, bastante saudável e de hábitos normais para o urso selvagem. Além disso, revelaram que o “canto” é comum, visto que a espécie tem a habilidade de fazer “um largo repertório de sons, principalmente quando está amedrontado, estressado, agressivo ou em uma situação defensiva”.

Como o texto não deixa claro qual seria o motivo da cantoria , muitas pessoas fizeram brincadeiras na postagem, dizendo que ele estava apenas pedindo aos norte-americanos que fossem votar ou se desculpando por ter esquecido de usar máscara.

Questionado pela reportagem do jornal Los Angeles Times, a bióloga Lynn Rogers, que estuda o comportamento dos ursos há 50 anos, confirmou que este provavelmente era um caso de ansiedade: “é quase como um choramingo. Podemos ver que não é nada explosivo ou agressivo”.

Ela ressaltou ainda que a habilidade de subir em árvores é bastante utilizada por ursos , que utilizam isso como um mecanismo de defesa: “ao primeiro sinal de perigo, ao invés de investigar o que está acontecendo, eles escalam até o topo e aguardam. Assim, têm sobrevivido por séculos”.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
publicidade

BRASIL E MUNDO

Parceria foca em profissões do futuro

Publicado


O mundo do trabalho passa por uma profunda transformação em função da dinâmica da economia global. Pensando nisso, o Ministério da Educação (MEC) e a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) formalizaram uma parceria para favorecer a formulação de políticas públicas e a criação de programas e projetos voltados para a qualificação profissional de jovens e adultos brasileiros. A intenção é atender necessidades do mercado de trabalho e demandas da economia digital.

O Acordo de Cooperação Técnica, assinado nessa quinta-feira (3), prevê as seguintes entregas:

Mobilização e diálogo com o setor produtivo para alinhamento sobre cursos ofertados e as necessidades do mercado de trabalho;

Fornecimento de informações técnicas e estudos relativos às novas tendências e demandas do mercado de trabalho como subsídios para a elaboração e atualização do Catálogo Nacional de Cursos Técnicos (CNCT), Catálogo Nacional de Cursos Superiores de Tecnologia (CNCST) e guia de cursos de qualificação profissional;

Levantamento de informações junto ao setor produtivo sobre demandas profissionais atuais e futuras; e

Estudo com informações do sistema de formação educacional e do mercado de trabalho, construído a partir de diversas bases de dados, sobre a demanda profissional atual, projeções e competências emergentes.

Para o secretário de Educação Profissional e Tecnológica, Wandemberg Venceslau, a integração entre a educação profissional e tecnológica e o setor produtivo é essencial para assegurar que a formação dos estudantes seja compatível com as dinâmicas de transformação que ocorrem na economia.

Igor Calvet, presidente da ABDI, explica que é fundamental entender a demanda do setor produtivo para a formulação de políticas públicas para a qualificação profissional de jovens e adultos. “A nossa intenção é contribuir de forma efetiva para a formação qualificada de profissionais, que estejam aptos a ser absorvidos pelo mercado de trabalho”, reforça. Calvet espera ainda que a retomada da economia deva gerar novos postos de trabalho, que exigirão habilidades específicas e, por isso, os trabalhadores precisam ser qualificados desde já.

Com informações do Ministério da Educação

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana