cultura

Museu de Arte Sacra traz lives sobre a situação dos povos indígenas durante pandemia

Publicado

Xingu | Foto: Marcos Bergamasco | Portal Mato Grosso

“Vozes indígenas – a situação atual dos povos e a pandemia” é o tema da programação online desta semana do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso (MASMT). Representantes de povos e organizações indígenas irão apresentar as dificuldades e perspectivas diante do avanço da Covid-19 em suas comunidades nas lives organizadas pelo equipamento cultural da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer (Secel).

Diferentes estudos mostram que os povos indígenas são mais vulneráveis a epidemias devido à falta de anticorpos a doença infectocontagiosas, condições sociais e à dificuldade de acesso a serviços de saúde. Dos 896 mil indígenas no Brasil, quase 52 mil estão em Mato Grosso (Censo IBGE 2010) e, todos enfrentam, ao mesmo tempo, os crescentes ataques a seus territórios e culturas, e mais essa grave ameaça à existência representada pelo novo coronavírus.

De acordo com os dados compilados pela Articulação dos Povos Indígenas do Brasil (Apib), até o dia 1º de julho havia quase 10 mil casos confirmados e 405 mortos. Dos 305 povos existentes no país, 121 já haviam sido afetados pela doença.

O espaço aberto para dar visibilidade às vozes indígenas por meio das transmissões ao vivo pode ser acompanhado de quinta a sábado, sempre às 19h, no instagram do museu (@museudeartesacramt). Abaixo programação das lives e respectivos convidados:

Quinta-feira (02.07): Questões indígenas de enfrentamento à Covid-19 na aldeia Boe Bororo

O assunto será tratado por Eloenia Ararua do povo Boe Bororo. Formada em Serviço social pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), a ativista dos direitos indígenas atualmente assessora a Federação e Organização Indígena de Mato Grosso (FEPOIMT).

Sexta-feira (03.07): Povo Xavante durante a pandemia

O líder xavante Lucio Wa Ane Terowa vai falar sobre como a etnia está enfrentando a pandemia, apresentando as principais dificuldades e necessidades. Atualmente secretário-executivo da Federação dos povos e organizações indígenas do Mato Grosso (FEPOIMT), Lúcio atuou na defesa dos direitos povos indígenas e já foi presidente da Organização Abhuwawe Xavante e também assessor do Conselho Distrital de Saúde Indígena (Condisi Xavante).

Sábado (04.07): Os desafios do movimento indígena na pandemia

A convidada que vai abordar o assunto é Eliane Xunakalo, assessora da Federação dos Povos e Organizações Indígenas do Mato Grosso (FEPOIMT). Pós-graduada em Direito Administrativo e Administração Pública, Eliane atua no movimento indígena auxiliando no planejamento e na execução de projetos sustentáveis. Ela também integra o Instituto Yukamaniro de apoio às mulheres Bakairi.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

cultura

Live com artistas regionais homenageará servidores públicos de Mato Grosso

Publicado

Em comemoração ao Dia do Servidor Público, celebrado no dia 28 de outubro, será realizada uma live especial com um show de humor organizado pelo ator André D’Lucca e vários outros artistas que compõem o quadro de servidores do Estado. A iniciativa conta com o apoio da primeira-dama Virginia Mendes.

A ação está sendo operacionalizada pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc), em parceria com a Unidade de Ações Sociais e Atenção à Família (UNAF), e com apoio técnico da Secretaria de Estado de Cultura, Esporte e Lazer.

A live será realizada no dia 28, às 20h, e transmitida pelos perfis no Facebook da primeira-dama do Estado, Virginia Mendes, da Setasc e do artista André D´Lucca, interprete da famosa personagem Almerinda.

Participarão também os servidores Romeu Benedicto, que dá vida ao Totó Bodega; Eloá Pimenta, que faz a Kotinha; Alberto Yoshiara, fazendo o palhaço Berinjela; e Wagton Douglas, com um personagem indígena.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana