Mirassol d’Oeste

Município de Mirassol d’Oeste comemora 56 anos de fundação; conheça sua história

Publicado

Mirassol d’Oeste, na Região Sudoeste mato-grossense, distante 304 quilômetros de Cuiabá, comemora seus 56 anos de fundação nesta quarta-feira (28.10) com ações do Governo do Estado nas áreas de infraestrutura, educação e saúde.

Por meio da Sinfra (Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística), estão em execução as obras de manutenção da MT-175, que cruza o município entre o entroncamento da BR 174 e Reserva do Cabaçal, num total de 104,10 quilômetros. Estão sendo investidos R$ 14,5 milhões.

Por meio da Seduc (Secretaria de Estado de Educação), estão sendo realizados serviços de manutenção na Escola Estadual Pedro Galhardo Garcia, localizada no bairro Parque Morumbi.

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) enviou à prefeitura municipal de Mirassol d’Oeste, cuja população estimada pelo IBGE em 2020 é de 27.941 habitantes, 2.350 testes rápidos para detecção do coronavírus e medicamentos para combatê-lo, num total de 101.525 comprimidos entre azitromicina (12.483), ivermectina (9.986) e dipirona (79.956), também enviados em gotas, num total de 1.942 frascos.

O Governo do Estado repassou R$ 12,16 milhões aos cofres municipais em ICMS, IPVA e Fethab, entre janeiro e setembro deste ano, além de R$ 2,99 milhões em assistência social, transporte escolar e convênios na área de saúde, entre 2019 e julho de 2020.

Economia

Com dois frigoríficos, um laticínio, uma indústria de ração animal, uma distribuidora de insumos e uma planta de etanol, cuja matéria-prima é a cana-de-açúcar, Mirassol d’Oeste registrou em 2017, segundo o IBGE, um PIB (Produto Interno Bruto) municipal de R$ 667,4 milhões.

Serviços (R$ 266,8 milhões), administração pública (R$ 146,8 milhões) e indústria (R$ 137,14 milhões) foram os principais componentes desta riqueza. O PIB per capita ficou em R$ 24.933,69.

Oitavo no ranking estadual na produção de cana-de-açúcar, o município colheu em 2019,segundo o IBGE, 638 mil toneladas, avaliadas em R$ 51,1 milhões. É também o quarto produtor estadual de tomate, com 228 toneladas.

Na agricultura, Mirassol d’Oeste produz ainda (em toneladas) soja, 13,7 mil; banana, 1.680; mandioca (650), melancia (460) e milho (385), além de abacaxi (100 mil frutos).

O rebanho bovino municipal é formado por 184,9 mil cabeças, das quais 5.159 vacas ordenhadas, com 8 milhões de litros de leite. Já o rebanho galináceo conta com 147,6 mil cabeças – 61,7 mil galinhas, com 1,1 milhão de dúzias de ovos.

História

Antonio Lopes Molon, fundou o núcleo que deu origem ao atual município de Mirassol d’Oeste. Por volta de 1958, Molon começou a interessar-se por terras em Mato Grosso.

Espírito de aventura, investiu todo o seu capital nesta região, requerendo terras devolutas através do Departamento de Terras do Estado. A seguir decidiu dividir a gleba em lotes rurais e urbanos.

Molon montou um escritório de venda de terras, no local da futura Mirassol de Mato Grosso. Para melhor gerir os negócios associou-se a Mário Mendes, José Lopes Garcia, Nírcia Lopes d’Áuria e Paulo Mendonça.

O negócios progrediram e o escritório de vendas de lotes, antes restrito à pequena localidade teve de ser ampliado. Mudou-se para Cuiabá. As vendas estouraram e muita gente afluiu ao lugar.

A cidade ganhou esta denominação em homenagem aos familiares de Molon, que residiam na cidade de Mirassol, no Estado de São Paulo.

O patrimônio foi oficialmente fundado em 28 de outubro de 1964. O município com o nome de Mirassol d’Oeste foi criado pela Lei Estadual nº 3.698, de 14 de maio de 1976. O termo “d’Oeste”, foi acrescentado para que não fosse confundido com o município de Mirassol, no Estado de São Paulo.

Mirassol d’Oeste concentra um grande número de migrantes (e de seus descendentes) paulistas de Mirassol, Fernandópolis, Jales, Santa Fé do Sul, São José do Rio Preto e Votuporanga, entre outras.

A área era ocupada pelos Bororos, chamado pelos colonizadores de cabaçais, cujos remanescentes vivem atualmente em reservas.

A construção da ponte sobre o Rio Paraguai em 1960, em Cáceres, impulsionou a colonização da região, baseada em projetos dos governos Federal e estadual.

Até 1976, quando foi elevada a município pela lei estadual 3.698, de 14 de maio, foi distrito de Cáceres. Os atuais municípios de Araputanga, São José dos Quatro Marcos e Glória d’Oeste (então conhecida como distrito de Cruzeiro do Oeste) foram seus distritos.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mirassol doeste

Cão de busca localiza idoso desaparecido em Mato Grosso

Publicado

Durante patrulhamento de rotina no município de Cáceres (217 km a Oeste de Cuiabá), o Grupo Especial de Segurança de Fronteira (Gefron) recebeu uma solicitação por meio do Corpo de Bombeiro Militar sobre o desaparecimento de um idoso de 72 anos na zona rural de Mirassol D’Oeste (288 km a Oeste da Capital).

A equipe policial teve conhecimento dos fatos na terça-feira (13.07). O idoso estava desaparecido desde o dia 12 de julho.

Diante da ocorrência, uma equipe de busca e resgate com cães do Canil Integrado de Fronteira (Canilfron) se deslocou até a cidade de Mirassol D’Oeste para realizar buscas. Após a chegada dos policiais, os familiares informaram que se tratava de um desaparecido com problemas de saúde. Ele sumiu depois que saiu da residência onde mora com uma das filhas.

Com base nas informações passada pela família foi possível realizar buscas com o cão Meg, na região urbana, que levou a equipe de busca e resgate até uma região de chácaras.

Já na manhã desta quarta-feira (14.07), após retorno da equipe de resgate e a ajuda de familiares foi possível realizar buscas mais amplas direcionadas pelo cão, que resultou no encontro do idoso caído no chão em região de mata.

O resgate da vítima foi feito por meio da 2º Companhia Independente Bombeiro Militar (CIBM). O idoso foi encaminhado para o hospital e permaneceu sob cuidados médicos e de seus familiares.

Outra ocorrência

No mesmo dia, às 18h, no Posto Limão em Cáceres, uma pessoa foi presa com a quantia de R$ 35.655 mil em moedas nacional durante fiscalização na região, onde seguia em um veículo Space Fox de cor branca, sentido Brasil – Bolívia.

Na abordagem, foi efetuado buscas veicular, mas sem sucesso. Já na revista pessoal foi possível encontrar seis invólucros contendo dinheiro, três em cada tênis e mais outros invólucros nos bolsos da calça.

O suspeito, juntamente com dinheiro apreendido, foi encaminhado para a Delegacia da Polícia Federal em Cáceres para providências.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana