MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Município de Cuiabá se compromete em TAC a retirar ou adequar lombadas

Publicados

em

A 29ª Promotoria de Justiça Cível de Cuiabá de Defesa Ambiental e da Ordem Urbanística firmou Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com o Município, no qual o poder público se compromete a contratar empresa especializada para retirar ou adequar as ondulações transversais instaladas para redução de velocidade na capital (lombadas). O prazo é de seis meses a partir da assinatura do documento. O acordo foi firmado nos autos de uma Ação Civil Pública ajuizada com intuito de garantir segurança no trânsito e colocar fim às irregularidades na instalação de redutores de velocidade nas vias públicas de Cuiabá.

Conforme o TAC, o Município também assumiu o compromisso de finalizar as obras de retirada e readequação das lombadas no prazo de três anos, bem como de se abster de autorizar ou promover a instalação de ondulações transversais fora das especificações técnicas estabelecidas pela Resolução nº 600/2016 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Em caso de descumprimento das obrigações estabelecidas, será imposta multa diária no valor de R$ 100,00, a ser recolhida em favor de projetos ambientais e urbanísticos acompanhados ou promovidos pelo Ministério Público de Mato Grosso. O TAC foi assinado pelo promotor de Justiça Carlos Eduardo Silva, pela procuradora-geral do Município, Juliete Caldas Migueis, e o secretário municipal de Mobilidade Urbana, Juares Silveira Samaniego.

Foto: Secom-PMC.

Fonte: MP MT

Comentários Facebook
Propaganda

MINISTÉRIO PÚBLICO MT

Água para o Futuro conclui ciclo de capacitação em Tangará da Serra

Publicados

em

O sétimo ciclo de capacitação em confirmação e caracterização de nascentes do projeto Água para o Futuro – Interiorização foi realizado nos dias 10 e 11 de agosto, em Tangará da Serra (a 239km de Cuiabá). Dividido entre módulo teórico e prático, o curso habilitou  profissionais da região a dar andamento em ações de proteção de nascentes com base na metodologia já consagrada e utilizada pelo projeto. O promotor de Justiça Thiago Scarpellini Vieira participou da capacitação acompanhado de servidores da Promotoria de Justiça da comarca e de profissionais locais, que comporão a equipe técnica do projeto. 

Conforme o coordenador técnico-científico do projeto, Abílio José Ferraz de Moraes, o módulo teórico consistiu na apresentação do projeto, dos requisitos técnicos, equipamentos básicos e procedimentos metodológicos para confirmação e caracterização hidrogeológica das nascentes, bem como do meio biótico e dos danos ambientais, na quarta-feira (10). 

No decorrer da formação prática, na quinta-feira (11), foram confirmadas e caracterizadas duas novas nascentes que já faziam parte do banco de dados do projeto. “Uma delas foi a Nascente do Rio Queima Pé, um importante manancial de onde é captada a água que abastece a cidade de Tangará da Serra”, contou Abílio de Moraes, acrescentando que a equipe local continuará a prospectar as nascentes, fazendo a caracterização e buscando a reparação. Estima-se que existam cerca de 3,4 mil nascentes no município. 

Saiba mais – A interiorização do Água para o Futuro, projeto desenvolvido em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e o Instituto Centro de Vida (ICV), é uma das iniciativas estratégicas previstas no Planejamento Estratégico do MPMT para o quadriênio 2020-2023. Conforme o coordenador da iniciativa em Mato Grosso, promotor de Justiça Marcelo Caetano Vacchiano, a capacitação das equipes faz parte dessa interiorização e conta com todo o apoio e a expertise da equipe técnica e jurídica do Água para o Futuro de Cuiabá.

Até o momento, ele está presente em Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Jaciara, Lucas do Rio Verde, Sapezal, Rondonópolis, Alto Araguaia, Alto Taquari, Araputanga e São José dos Quatro Marcos. 

Fonte: MP MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

TECNOLOGIA

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana