ENTRETENIMENTO

Mulekada: Kleber Ramos, o Jacarezinho, anuncia que será pai pela primeira vez

Publicados

em


source
Kleber Ramos e Mayara Laís
Reprodução Instagram

Kleber Ramos e Mayara Laís

Aos 28 anos, o educador social, ator e dançarino Kleber Ramos é mais um dos exemplos de artistas que começaram bem pequenininhos e cresceram diante dos nossos olhos. No começo da década de 2000, ele integrou o Mulekada, espécie de mini É o Tchan!, que fez sucesso com o hit “Foi de Brincadeira” e também contava com a participação de Julyana Lee e Tatiana Ruiz. Juntos, os três gravaram discos, fizeram shows e participaram de eventos por todo o Brasil.

Sem contar que, no meio, apresentou o “Patrulha Nick”, da Nickelodeon, atuou nas peças “LazyTown” e “The Rats”, além da novela “Sangue Bom”, da Globo. Agora, está feliz com a chegada de seu primeiro filho. Ao postar uma foto ao lado da noiva Mayara Laís segurando uma camiseta com a frase “estou a caminho para a felicidade da mamãe e do papai”, acrescentou: “É isso mesmo. Viemos dizer que, sim, estamos grávidos. É com muita gratidão que contamos essa novidade”.

Ao iG Gente, a maquiadora Sidnéia Ramos, mãe de Jacarezinho, abriu o coração. “O nascimento do bebê está previsto para o fim do mês de outubro, mas eles ainda não sabem o sexo. Se for menino, será chamado Kalil Augusto, e menina, Nala Izarin”, disse, afirmando, na sequência, ter chorado de alegria quando soube que seria vovó. “Veio aquela confirmação de ‘nossa, meu garotinho realmente cresceu’, a imagem dele no palco do Raul Gil, lembranças das viagens. Foi um turbilhão de emoção”.

A mãe do artista mostrou itens que guardou da época do auge do Mulekada para quando fosse avó
Divulgação

A mãe do artista mostrou itens que guardou da época do auge do Mulekada para quando fosse avó


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

ENTRETENIMENTO

Âncora da CNN é acusada de desejar morte de policiais ao vivo

Publicados

em


source
Âncora da CNN detona com fala polêmica, é acusada de desejar morte de policiais ao vivo: “Só um?”
Fernando Lopes

Âncora da CNN detona com fala polêmica, é acusada de desejar morte de policiais ao vivo: “Só um?”

A jornalista Daniela Lima, âncora na CNN Brasil , foi atacada nas redes sociais após ter comentado a  chacina em Jacarezinho, uma operação realizada na última quinta-feira (6) pela polícia que deixou 28 mortos, entre elas a de um policial.


Na CNN Brasil, Daniela Lima ironizou o desequilíbrio nas mortes no confronto. “Vinte e cinco mortos, um policial e o discurso da polícia é que estava todo mundo fortemente armado. Aparentemente, estavam armados mas não sabiam matar, né? Porque eram 24 armados e mataram só um do outro lado, mas morreram todos esses”, disse.

O nome da âncora foi parar entre os assuntos mais comentados, com muita gente, especialmente defensores do presidente Jair Bolsonaro, criticando Daniela Lima. Os internautas classificaram o comentário como infeliz e levantaram a tese de que a jornalista estaria defendendo a morte dos policiais, o que ela negou.

Você viu?

“Pelo visto há um esforço de distorção. Então vou responder aqui e só. Operação que tem que prender 21, deixa quase 30 mortos e prende 6 não pode ser considerada eficaz. Obviamente estou questionando a tese de confronto, como também fez o STF. Eu, ao contrário de alguns, não queria ninguém”, explicou a âncora no Twitter.

Ela continua ao afirmar que em nenhum momento quis minimizar a morte do policial. “Rogo por um país em que a polícia não tenha que matar e muito menos morrer. Que tenha condições de, com segurança, cumprir a lei, prender quem deve ser preso”, continua.

“O ‘só’ não exprime , por óbvio, qualquer desejo de que mais homens da lei tivessem morrido. Apenas tentei, e aparentemente não consegui, mostrar que os números colocam em dúvida a hipótese do confronto”, conclui.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana