mato grosso

MT Prev muda local de recadastramento presencial de Cuiabá, Cáceres e Barra do Garças

Publicados

em


O Mato Grosso Previdência (MT Prev) informa que foram alterados os endereços do recadastramento presencial para os moradores das cidades de Cuiabá, Cáceres e Barra do Garças, de acordo com a retificação do edital de convocação nº 04/2020, publicada no Diário Oficial desta quarta-feira (02.12). O recadastramento presencial deve ser previamente agendado pelo site www.mtprev.mt.gov.br.

Quem vai fazer a atualização cadastral em Cuiabá deve se dirigir a sede da Controladoria Geral do Estado (CGE), localizada no Centro Político; em Cáceres o local de recadastramento será o Campos Universitário da Unemat; e em Barra do Garças, o atendimento será na Escola Técnica Estadual, localizada na Rua Xavante setor Sul.

Os outros locais de recadastramento seguem inalterados. Quem reside fora dos nove polos que terão locais para recadastramento presencial pode optar pelo censo on-line, a partir de 14 de dezembro. 

Sobre o recadastramento

Fazem parte desta edição do censo os inativos e pensionistas que tenham tido o benefício concedido até 30 de junho de 2020, incluindo os abrangidos pelo Convênio CV0032006/MT-MS.

O agendamento começou no dia 1º de dezembro de 2020. O recenseamento presencial acontece entre 14 de dezembro de 2020 até 11 de junho de 2021, de acordo com o cronograma de cada cidade polo.

A atualização cadastral é obrigatória, de acordo com o decreto estadual 556/2020 e será requisito para a continuidade do pagamento do benefício. Caso o beneficiário não atualize os seus dados cadastrais, poderá ter o pagamento suspenso.

A retificação do edital pode ser acessado na íntegra clicando AQUI.

Confira a lista completa de locais de apresentação de documento, e cronograma:

 

POLOS E CRONOGRAMA

Cidade Polo – Local

Endereço

Data do Recenseamento

Cuiabá

CGE – Controladoria Geral do Estado

Palácio Paiaguás – Rua Des. Carlos Avalone, s/n – Centro Político Administrativo – Cuiabá – MT

Início:

14/12/2020 

Fim:

11/06/2021

Cáceres

Campus Universitário de Cáceres – UNEMAT

AV. São João, S/N – Bairro: Cavalhada

Início:

14/12/2020 

Fim:

13/01/2021

Tangará da Serra

E. E. 29 de novembro

Rua José Cândido Melhorança – Centro, Tangará da Serra – MT

Início:

22/01/2021

Fim:

10/02/2021

Sinop

CEFAPRO

Rua dos Lírios, 460A – St. Res. Sul, Sinop – MT

Início:

23/02/2021

Fim:

08/03/2021

Alta Floresta

CEFAPRO

Av. Perimetral Rogério Silva – St. D, Alta Floresta – MT

Início:

17/03/2021

Fim:

30/03/2021

Vila Rica

E. E. Prof. Maria Esther Peres

Rua Um – Setor Sul,

Vila Rica – MT

Início:

18/03/2021

Fim:

24/03/2021

Barra do Garças

SECITEC – Escola Técnica Estadual de Barra do Garças

Rua Xavante, esquina com a Rua independência Setor Sul II – Barra do Garças – MT

Início:

24/02/2021

Fim:

09/03/2021

Rondonópolis

E. E. Major Otávio Pitaluga

Av. Amazonas, 789 – Centro, Rondonópolis – MT

Início:

18/01/2021

Fim:

08/02/2021

 

 

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Diretores das escolas estaduais têm até 31 de janeiro para prestar contas

Publicados

em


Os gestores das escolas estaduais de Mato Grosso têm até o dia 31 de janeiro para prestar contas sobre os recursos para alimentação escolar recebidos dos governos Federal e Estadual em 2020. Conforme levantamento da Secretaria de Estado de Educação (Seduc-MT), até esta terça-feira (26) diretores de 367 unidades de ensino ainda não repassaram os dados, o que é obrigatório.

A Secretaria Adjunta de Administração Sistêmica (SAAS) da Seduc-MT esclarece que os diretores devem procurar a secretaria caso haja dúvidas sobre como fazer a prestação de contas. Também estão sendo programadas visitas de equipes técnicas às unidades de ensino para auxiliar nessa tarefa.

Com isso, a intenção da SAAS é evitar que os diretores deixem de dar esclarecimentos sobre como os valores foram gastos. Há escolas que não prestam contas desde 2009, por exemplo.

“Nossa ideia não é desfavorecer as escolas. O que queremos é que fiquem adimplentes, com a situação regularizada. Por isso queremos também levantar quais são as dificuldades enfrentadas na hora de fazer a prestação de contas”, diz Artur Barros, superintendente de Serviços da SAAS.

A não prestação de contas gera notificações extrajudiciais que, se não forem respondidas, podem acarretar na abertura de um procedimento na Unidade Setorial de Correição (USC) da Seduc-MT. O processo, que pode durar de três a seis meses, pode resultar na devolução de recursos ao erário – caso sejam comprovadas irregularidades – e em demissão.

O coordenador de Alimentação Escolar, Hesloan Maia, explica que há muitos casos em que a prestação de contas é realizada, mas com algum tipo de inconsistência ou informação incompleta, e que essas informações precisam ser esclarecidas.

“O que ocorre é que a Seduc pede mais informações e a escola acaba não dando esses esclarecimentos. Em vários desses casos, isso ocorre por falta de conhecimento”, diz Maia.

Artur Barros ressalta que a Seduc-MT está à disposição para tirar as dúvidas dos diretores.

“Queremos orientar, resgatar esses gestores e esclarecer para eles a importância de prestar contas, evitando assim prejudicar tanto a vida funcional deles quanto das escolas”.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana