mato grosso

MT não registrou ocorrência de roubo a instituições financeiras em 2020

Publicados

em


A política de tolerância zero à criminalidade tem demonstrado efetividade com a redução dos principais índices criminais no ano de 2020. Neste contexto, os crimes de roubos e furtos a bancos e outras instituições financeiras, antes muito comuns no estado, não só apresentaram redução, como não tiveram nenhuma ocorrência, como é o caso de roubos consumados. No mesmo período de 2019, foram registrados quatro casos.

Os dados são da Superintendência do Observatório de Segurança da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) e são referentes ao período de janeiro a dezembro. O levantamento ainda aponta que em 2020 houve 13 furtos consumados, enquanto em 2019 este número foi de 29 furtos, ou seja, uma redução de 55%. Vale destacar que a diferença entre roubo e furto é que a primeira consiste no emprego de ameaça ou violência.

A forte atuação das forças de segurança para coibir este tipo de crime demonstrou bons resultados. No caso de roubos tentados, também não houve registros em 2020, enquanto em 2019 foram registradas três ocorrências. Já com relação às tentativas frustradas de furto a bancos, no ano passado 19 ocorrências foram registradas, contra 51 que ocorreram em 2019. Ou seja: uma redução de 63%.

Do modus operandi utilizado pelos criminosos em ocorrências tentadas e consumadas, 55% são de aberturas ou cavidades nas paredes das instituições e 45% dos ataques direcionados a caixas eletrônicos.

O secretário adjunto de Integração Operacional da Sesp-MT, coronel PM Victor Fortes, lembra que desde o início da atual gestão, o programa Tolerância Zero já era uma proposta, que dentre os vários eixos de atuação, também previa o enfrentamento aos crimes contra as instituições financeiras. 

“É um crime que há tempos Mato Grosso tem registrado taxas de redução e a gente atribui isso às ações de prevenção que são realizadas com o apoio da Inteligência, que atua de forma muito integrada entre as instituições estaduais e federais, o que colabora com o monitoramento das organizações criminosas”, destacou Fortes.

O secretário adjunto também pontua que qualquer tentativa de crime contra instituições financeiras é respondida de forma rápida e eficiente, devido à estrutura existente no Estado, desde o apoio aéreo para deslocamento de tropa feito pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), como o trabalho investigativo realizado pela Polícia Judiciária Civil (PJC), e a prevenção e enfrentamento pela Polícia Militar (PM-MT) e suas unidades especializadas.

“Cabe também destacar a parceria com as próprias instituições financeiras, que sempre subsidiam a Sesp com informações, e que também têm feito sua parte relacionada ao reforço dos meios de segurança nas unidades financeiras do estado”, finalizou Fortes.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Governador de MT declara situação de emergência para ajudar os municípios

Publicados

em


O governador Mauro Mendes declarou situação de emergência no Estado de Mato Grosso por conta do avanço do coronavírus, de forma a auxiliar os 141 municípios a enfrentar a pandemia.

O decreto foi publicado nesta quarta-feira (14.04) e ainda deverá passar pela validação do Governo Federal.

A situação de emergência atendeu solicitação da Defesa Civil do Estado e terá validade de 30 dias, podendo ser prorrogada por mais 180 dias.

Conforme o governador, a declaração de emergência ajuda os municípios a conseguirem, com menos burocracia, realizar as ações de enfrentamento à covid-19.

“A maioria dos municípios está com classificação de risco alta ou muito alta, com UTIs na capacidade máxima. Com o decreto, as prefeituras conseguem fazer aquisições e investimentos emergenciais com mais agilidade, tendo em vista a urgência em salvar vidas”, explicou.

Outras ações

O Governo de Mato Grosso tem tomado uma série de providências para o combate à pandemia. Confira as principais:

SAÚDE

Abriu o Centro de Triagem Covid-19 na Arena Pantanal, que oferece consulta, testes, medicamentos e até tomografia. Já foram mais de 146 mil atendimentos
Abriu 608 leitos de UTI em 1 ano, entre pactuados, próprios e em parceria com municípios de todas as regiões do Estado.
Construiu o maior número de UTIs por 100 mil habitantes entre os estados do Centro-Oeste, segundo o Ministério da Saúde.
Ampliou o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande, de 38 leitos, para 278 leitos (238 clínicos e 40 UTIs)
Ampliou o Hospital Regional de Cáceres, com 30 novos leitos covid (10 de UTI e 20 de enfermaria)
Paga, em parceria com os municípios, as despesas de 899 leitos de enfermaria para covid.
Está em processo de abertura de mais leitos de enfermaria, em parceria com municípios.
Repassou verba extra de R$ 69,8 milhões a todos os 141 municípios para ajudar no tratamento da covid.
Distribuiu 600 mil testes para todos os municípios e está comprando mais 550 mil. É o segundo estado do país que mais testa a sua população.
Comprou 239 respiradores e 326 monitores.
Entregou 20 ambulâncias para os municípios do interior.
Enviou 12,9 milhões de medicamentos aos municípios.
Paga verba extra aos profissionais de Saúde da linha de frente.
Comprou EPIs para os profissionais de Saúde
Distribuiu 360 mil litros de álcool 70% e mais 60 mil litros de álcool gel para unidades de saúde, prefeituras, órgãos estaduais e forças de segurança. Tudo produzido em parceria com instituições privadas e de ensino.

EDUCAÇÃO

Distribuiu 342,3 mil kits-alimentação a alunos de baixa renda
Entregou 850 mil apostilas aos alunos sem acesso à internet
Instituiu ajuda de custo para 15,9 mil professores comprarem notebooks e planos de internet

MEDIDAS ECONÔMICAS

Prorrogou e parcelou o ICMS de 180 mil empresas inscritas no Simples Nacional
Isentou o IPVA de 2021 aos setores de bares, restaurantes, eventos, motocicletas de até 160 cc, e motoristas de aplicativo.
Isentou o IPVA do 1º emplacamento até dezembro de 2023
Prorrogou o pagamento do IPVA 
Prorrogou o pagamento do licenciamento 
Manteve a isenção de ICMS sobre os produtos da cesta básica
Isentou o ICMS da energia elétrica a 147 mil famílias de baixa renda em 2020
Isentou o ICMS sobre os produtos usados no combate a covid em 2020
Reduziu o ICMS de 7% para 3% a bares, restaurantes e similares
Concedeu R$ 55 milhões em linhas de crédito para socorrer micro e pequenas empresas e setor de bares, restaurantes e eventos.
Parcelou dívidas pendentes de ICMS para o setor de bares, restaurantes e eventos por 60 meses e postergou os novos pagamentos por 3 meses.
Isentou o ICMS para transporte escolar e fretamento turístico em 2020
Prorrogou o pagamento das parcelas dos financiamentos do Fundeic contraídos com a Desenvolve MT
Isentou a Taxa de Serviços Estaduais para abertura de novas empresas
Prorrogou a validade de certidões negativas de débitos em 2020
Prorrogou as licenças de operação, outorgas e CC-Sema em 2020

AÇÃO SOCIAL

Implantou programa que ajuda 100 mil famílias de baixa renda, com auxílio mensal de R$ 150
Distribuiu 330 mil cestas básicas e está em processo de aquisição de mais 534 mil.
Entregou 200 mil máscaras aos servidores e população.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana