ultimas

MT: Incra lança editais para serviços ambientais

Publicados

em


O Incra/MT lançou editais de licitação para execução de serviços de georreferenciamento, licenciamento ambiental e Plano de Recuperação de Áreas Degradadas (Prad) em 44 projetos de assentamento (PAs) de Mato Grosso, todos situados nos Territórios da Cidadania do Portal da Amazônia e do Baixo Araguaia. Serão beneficiadas 10.529 famílias que vivem em 19 PAs do Portal da Amazônia e em 25 PAs do Baixo Araguaia. Os investimentos chegam a R$ 7,896 milhões.

São dois editais. Em ambos a licitação ocorre na modalidade de concorrência pública do tipo menor preço. A concorrência número 2/2008 tem por finalidade a seleção, julgamento e classificação de propostas apresentadas por empresas habilitadas em Cartografia, Topografia e Geodésia para a execução dos serviços de georreferenciamento.

A primeira etapa visa à certificação dos perímetros e das parcelas individuais dos PAs. Após, serão elaborados, apresentados e protocolados o projeto de licenciamento ambiental e o Prad, com o acompanhamento do processo junto à Secretaria de Estado do Meio Ambiente de Mato Grosso (Sema/MT), até a emissão da licença ambiental dos PAs. Os PAs a serem beneficiados com a execução desses serviços estão organizados em oito lotes dentro da mesma região do zoneamento do Estado, a fim de facilitar os estudos ambientais.

Já a concorrência de número 3/2008 tem por objeto a contratação de empresa especializada na elaboração de projeto de recuperação e conservação de recursos naturais, recuperação de áreas degradadas próximas a matas ciliares e nascentes, educação ambiental e capacitação das famílias assentadas de quatro PAs, divididos em três lotes, beneficiando 1.384 famílias.

Para participar, as empresas especializadas devem estar cadastradas e habilitadas parcialmente no Sistema de Cadastramento Unificado de Fornecedores (Sicaf). No dia 26 de novembro, às 9h, ocorrerá o recebimento e abertura dos envelopes para habilitação e propostas de preços relativos à concorrência 2/2008. Já a entrega das propostas para o edital 3/2008 será no dia 15 de dezembro, às 9h. A superintendência regional do Incra/MT está situada à rua 8, quadra 15, Centro Político Administrativo, Cuiabá, MT.

Outras informações podem ser obtidas no site www.comprasnet.gov.br , concorrências 2/2008 (publicada no dia 27/10/2008) e 3/2008 (publicada no dia 30/10/2008).

Comentários Facebook
Propaganda

ultimas

Paulinha Abelha, do Calcinha Preta, morre em consequência da encefalite

Publicados

em

A cantora Paulinha Abelha, vocalista da banda Calcinha Preta, morreu nesta quarta-feira (23.02), aos 43 anos, em Aracaju. Ela foi internada no dia 11 de fevereiro, com problemas renais e o problema evoluiu para uma encefalite. A artista morreu às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico, segundo nota divulgada pela assessoria de comunicação do Hospital Primavera. om encefalite. Inicialmente a cantora apresentou um quadro de infecção renal e foi internada para fazer diálise, mas o problema se agravou, ela entrou em coma e os médicos ainda tentam descobrir o que provocou a encefalite.

“O Hospital Primavera comunica, com pesar, que a cantora, Paula de Menezes Nascimento Leca Viana, Paulinha Abelha, faleceu hoje às 19h26 em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico. Nas últimas 24 horas apresentou importante agravamento de lesões neurológicas, constatadas em ressonância magnética, e associada a coma profundo. Foi então iniciado protocolo diagnóstico de morte encefálica, que confirmou hipótese após exames clínicos e complementar específicos. Ela estava internada no Hospital Primavera desde o dia 17 de fevereiro, sob os cuidados das equipes médicas de terapia intensiva, neurologia e infectologia”, diz a nota de falecimento.

O SUA SAÚDE AQUI falou sobre a doença da cantora dia 17. Saiba mais  aqui

QUEM FOI PAULINHA

Carreira e volta ao Calcinha Preta Nascida em 16 de agosto de 1978, Paula de Menezes Nascimento é natural do interior de Sergipe. Ela iniciou a carreira musical aos 12 anos, cantando em bandas locais e trios elétricos em pequenas cidades sergipanas. Antes do Calcinha Preta, ela chegou a tentar a carreira com outros grupos, criados por ela.

Por 3 anos, cantou na banda Flor de Mel, um investimento próprio que precisou interromper pela falta de recursos financeiros, tanto dela quanto de seus pais. Apesar da tristeza, Paulinha não desistiu, e pouco tempo depois foi selecionada para integrar a banda Panela de Barro. Ela ficou no grupo por mais três anos, período em que ganhou experiência e habilidade com o público. O destaque a nível nacional, no entanto, veio a partir de 1998, quando ela entrou para o Calcinha Preta após ser descoberta pelo empresário Gilton Andrade. O grupo, que é um dos maiores nomes do forró eletrônico, foi formado em 8 de dezembro de 1995 e, desde então, já passou por diversas formações.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

Mais Lidas da Semana