mato grosso

MT Hemocentro destaca importância da doação para tratamento de anemia e leucemia

Publicado


.

O MT Hemocentro, banco de sangue público estadual, destaca neste mês de junho a importância de doação de sangue e de seus componentes para o tratamento de pessoas com doenças hematológicas e oncológicas, também conhecidas como anemia e leucemia. 

O chamado Junho Laranja é considerado o mês voltado para a conscientização da população sobre as doenças ligadas ao sangue, que se referem aos distúrbios dos componentes sanguíneos, podendo ser hereditárias ou adquiridas. 

As anemias são caracterizadas pela deficiência na concentração da hemoglobina ou na produção de hemácias. Dentre as principais anemias, existem as chamadas Talassemia e doença falciforme, as não oncológicas.

A talassemia é causada pela deficiência na produção dos glóbulos vermelhos e a doença falciforme é quando os glóbulos vermelhos apresentam formato anômalo. As duas doenças são transmitidas de pais para os filhos.

A leucemia é uma doença dos glóbulos brancos e sua origem está na medula óssea. É uma doença hematológica oncológica, que está entre os 10 tipos de câncer mais comuns no mundo, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA).

Tratamentos pelo SUS

O tratamento das doenças do sangue é realizado por médico hematologista, junto com uma equipe multidisciplinar, explica a diretora do MT Hemocentro, Gian Carla Zanela. Mas o componente principal para o tratamento dos pacientes é o sangue e seus derivados, o que somente pode ser obtido por meio de doação voluntária de sangue e por aférese. 

O serviço ambulatorial que atende aos pacientes funciona no MT Hemocentro, com sede em Cuiabá, na Rua 13 de Junho, n º 1.055, bairro Centro Norte. Na unidade especializada, são realizados também os serviços de coleta de doação de sangue e o cadastro de doadores de medula óssea. 

O MT Hemocentro funciona de segunda a sexta-feira, das 7h30 às 17h, e o telefone para contato, informações e agendamentos é o (65) 3623-0044.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Obras de reconstrução da escola 31 de Março avançam e devem ser concluídas em setembro

Publicado


.

As obras de reconstrução da Escola Estadual 31 de Março, localizada no município de Canarana (a 823 quilômetros de Cuiabá), estão avançadas e devem ser concluídas no mês de setembro. A obra, realizada em convênio com a Prefeitura de Canarana, receberá investimentos na ordem de R$ 3,072 milhões, sendo R$ 2,5 milhões de recursos estadual e R$ 572 mil municipal.

A unidade de ensino será contemplada com um novo e moderno prédio, com 16 salas de aula, refeitório, cozinha, laboratórios, biblioteca integradora, banheiros adaptados para pessoa com deficiência, parte administrativa, além da reforma da quadra poliesportiva, que já existia no local. Com a construção do novo prédio, será possível ampliar a oferta de vagas na escola, que atualmente atende 530 alunos.

Conforme destaca a secretária de Estado de Educação, Marioneide Kliemaschewsk, mesmo com o período de pandemia e as aulas presenciais suspensas, as obras de reformas e construções de escolas na rede estadual continuam a todo vapor. “Nossa intenção é concluir várias dessas obras antes do retorno das aulas presenciais, garantindo que nossos alunos e profissionais da educação voltem para as salas de aula com total segurança e qualidade para continuar a estudar e trabalhar”, afirma a secretária.

Criada oficialmente em 1976, a Escola Estadual 31 de Março por muitos anos funcionou em um prédio precário, colocando em risco a vida dos alunos e profissionais da educação. Tanto que, em 2016, a escola foi demolida com a promessa de construção de um novo espaço. Os alunos foram transferidos para um prédio alugado, mas desde então aguardam pela reconstrução da escola. 

“Essa é uma obra muito importante, pois há cinco anos não sabemos o que é ter uma escola descente, com espaço digno e adequado para abrigar alunos e os profissionais. Estamos esperando ansiosos pela entrega dessa obra”, destaca a diretora da Escola, Janete Maria Sulzbacher Ortolan.

A assessora pedagógica, Sílvia Moura Faitão, ressalta que a escola 31 de Março é uma unidade histórica em Canarana e a comunidade escolar merecia a construção da escola nova. “Enquanto gestora, eu digo que o exercício de resiliência nos acompanhou por muitos anos e acompanhará até o final da construção dessa obra. Poder ver que o desejo da comunidade escolar está se concretizando é motivo de muita alegria e satisfação”, observa.

 

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana