mato grosso

Motorista deve ficar atento ao prazo para renovação da CNH

Publicado

A partir da próxima terça-feira (01.12), os motoristas que estão com a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) vencida deverão ficar atentos quanto aos prazos para a regularização do documento.

A resolução n° 805 do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) publicada no Diário Oficial da União que circulou terça-feira (24.11), reestabelece os prazos para a renovação do documento vencido ao longo do ano de 2020.

A nova resolução revogou a resolução n° 782 de 2020, que determinava a suspensão e interrupção de alguns prazos relacionados a habilitação e veículos. Portanto, as CNHs que estava com a validade indeterminada em razão da pandemia do novo coronavírus deverão ser regularizadas.

Pela resolução, os documentos de habilitação vencidos em 2020 ganharam mais 01 ano de validade. Por exemplo: habilitações que venceram de 1° a 31 de março de 2020 deverão ser renovadas até o dia 31 de março de 2021.

A medida inclui também a Permissão Para Dirigir (PPD), documento provisório utilizado no primeiro ano de habilitação do condutor.

Para fins de fiscalização, qualquer documento de habilitação vencido em 2020 deve ser aceito até o último dia do mês correspondente em 2021.

Como renovar

A renovação da CNH pode ser feita de forma presencial, com agendamento prévio no site do Detran (www.detran.mt.gov.br), ou através do aplicativo MT Cidadão, que pode ser baixado em aparelhos com sistema Android e IOS.

Abrindo o processo de renovação pelo aplicativo, o motorista precisa se deslocar apenas para realizar o exame médico. A CNH pode ser enviada via Correios, caso solicitada no aplicativo.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Comitês de Bacias Hidrográficas de MT definem datas das reuniões de 2021

Publicado


Os Comitês de Bacias Hidrográficas de Mato Grosso (CBHs) iniciaram 2021 com a aprovação das datas dos seus principais encontros do ano. As datas foram publicadas no Diário Oficial de sexta-feira (08.01). Com isso, os 10 CBHs ativos no estado já começaram a se organizar para dar continuidade nos trabalhos de gestão e conservação dos recursos hídricos de Mato Grosso.

Ao todo, serão 40 reuniões ordinárias, divididas em quatro encontros por Comitê. Além destas datas já estabelecidas, é possível que os CBHs agendem reuniões extraordinárias ou encontros dos chamados Grupos de Trabalho, dependendo da necessidade de cada colegiado.

Com as primeiras reuniões marcadas entre fevereiro e março, a expectativa é que os CBHs abram espaço para discussão sobre seus respectivos Planos de Trabalho e as estratégias que serão adotadas para seguir com as ações respeitando todas as medidas de biossegurança contra a Covid-19.

Segundo a presidente do Comitê de Bacia Hidrográfica do Rio Cuiabá ME, Eliana Beatriz Rondon, o ano deve começar com demandas importantes. “Devemos continuar trabalhando em cima dos dados de outorga dos usuários da bacia, além de seguir organizando os monitoramentos da qualidade da água dos córregos urbanos e o desenvolvimento de planos voltados para educação ambiental”, disse.

Todas as reuniões ordinárias dos Comitês são abertas para participação de toda a sociedade interessada.

Conheça os comitês

Conhecidos como o “parlamento das águas”, os Comitês de Bacia Hidrográfica, são entes do Sistema Nacional de Gestão dos Recursos Hídricos, da Agência Nacional de Águas (ANA), e atuam como pontos de discussão e deliberação a respeito da gestão dos recursos hídricos compartilhando responsabilidades de gestão com o poder público.

Em Mato Grosso, atualmente, são 10 CBHs atuantes em diversas regiões, sendo eles: CBH Covapé, CBH Sepotuba, CBH Baixo Teles Pires, CBH São Lourenço, CBH Alto Teles Pires, CBH Cuiabá, CBH Cabaçal, CBH, Rio Jauru, CBH Médio Teles Pires e CBH Alto Araguaia. Recentemente foi instituído o CBH Alto Paraguai Superior, que ainda passa por adequações burocráticas. Para saber mais sobre os Comitês, clique aqui.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana