POLÍTICA NACIONAL

Ministro pede que consórcio de divulgue total de vacinados; contagem já é feita

Publicados

em


source
Fábio Faria, ministro das Comunicações
Alan Santos/PR

Fábio Faria, ministro das Comunicações

O ministro das Comunicações, Fábio Faria , sugeriu em entrevista coletiva nesta quarta-feira (24), ao lado do ministro Marcelo Queiroga (Saúde), que o consórcio de veículos de imprensa divulgue o número de vacinados no Brasil de todos os municípios. Essa contagem, porém, já é feita pelo consórcio, que coleta as informações diretamente com as secretarias estaduais de Saúde.

“Que o foco não fique apenas no número de mortos e no governo federal. Que tenhamos um placar de mortos, mas que também tenhamos um placar do número de vacinados. Eu quero propor à imprensa que faça esse consórcio, que a gente possa acompanhar a evolução do número de vacinados no Brasil cidade por cidade”, disse Faria.

Durante seu comentário, o ministro ainda afirmou que “é importante noticiar tanto as coisas ruins quanto as boas”. “Eu faço essa defesa. Eu acho que em um momento de pandemia nós temos que ter os dois lados. E vocês criaram o consórcio, muito rapidamente, para fazer a checagem do número de mortos”, emendou.

Logo após a entrevista coletiva, Faria usou o Twitter para falar sobre sua colocação. “Só sugeri que publique a relação entre os números distribuídos aos estados e efetivamente repassados aos municípios para aplicação”, escreveu.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Câmara conclui discussão de projeto sobre pedágios; votação será na manhã desta quinta

Publicados

em


Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
Plenário - Sessão Deliberativa
Sessão do Plenário da Câmara dos Deputados

A Câmara dos Deputados encerrou a discussão do Projeto de Lei 886/21, do Senado, que estabelece regras gerais para a implantação do sistema de livre passagem na cobrança de pedágios em rodovias e vias urbanas. Por acordo entre os líderes, a votação ficou para esta quinta-feira (6), em sessão marcada para as 9h30.

O texto é um substitutivo dos senadores para o PL 1023/11, aprovado pelos deputados em 2013 e que concedia isenção de pedágio para moradores das cidades onde estão as praças de cobrança.

Enquanto a redação aprovada naquela ocasião remetia o custo da isenção à revisão de tarifa para os demais usuários, o projeto do Senado cria um sistema de cobrança proporcional aos quilômetros rodados na rodovia ou rua pedagiada.

Para isso, deve ser usado sistema de reconhecimento visual automático de placas (Reconhecimento Óptico de Caracteres – OCR) ou identificação de chips instalados na licença do veículo por meio de rádio (Identificação por Radiofrequência – RFID).

Deputados da oposição pretendem votar o texto da Câmara ou acolher pontos do texto do Senado.

Reportagem – Eduardo Piovesan
Edição – Pierre Triboli

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana