POLÍTICA NACIONAL

Militares se manifestam sobre mansão de Flávio Bolsonaro: “ele que se explique”

Publicados

em

Flávio Bolsonaro declara que comprou mansão de R$ 6 milhões através da venda de imóvel no RJ

 

source
Flávio Bolsonaro declara que comprou mansão de R$6 milhões através da venda de imóvel no RJ
Reprodução: iG Minas Gerais

Flávio Bolsonaro declara que comprou mansão de R$ 6 milhões através da venda de imóvel no RJ

O senador  Flávio Bolsonaro comprou uma mansão em Brasília por R$ 6 milhões e as repercussões não foram positivas. Nem mesmo no núcleo de apoio ao presidente. De acordo com a jornalista Thaís Oyama, os militares receberam a notícia com incredulidade e revolta .

Segundo informações da jornalista, um grupo de assessores do presidente defende que Bolsonaro condene publicamente a atitude do filho de maneira similar ao que ocorreu em janeiro de 2019.

Na época, o escândalo das rachadinhas havia estourado e Jair Bolsonaro declarou que “se, por acaso, ele errou e isso ficar provado , eu lamento como pai, mas ele vai ter que pagar o preço por essas ações que não podemos aceitar”.

Entre as mais diversas opiniões , uma parece ter o consenso: o governo precisa ficar ” fora disso e deixar com que ele se explique “.

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

CPI da Covid: Oposição quer quebra de sigilos e convocação de Guedes e Pazuello

Publicados

em


source
Senador Alessandro Vieira, um dos membros da CPI da Covid
Roque de Sá/Agência Senado

Senador Alessandro Vieira, um dos membros da CPI da Covid

A CPI da Covid-19, que deve ser instalada na próxima semana com Renan Calheiros (MDB-AL) como relator, pode ter os atuais ministros da Economia e da Saúde, Paulo Guedes e Queiroga, e o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello como os primeiros convocados a prestar depoimento. Este é o desejo da ala independente e de oposição ao governo.

Segundo informações da Reuters, a oposição avalia, ainda, quebrar sigilos de autoridades durante as investigações. O roteiro, elaborado pela equipe do senador Alessandro Vieira (Cidadania-SE), informa que senadores pretendem avaliar as ações do governo federal em relação ao pagamento do auxílio emergencial e outras medidas econômicas para conter a pandemia de coronavírus. 

Pazuello é um dos principais alvos da ala na CPI. Entre os principais questionamentos que o general deve responder estão o colapso do oxigênio ocorrido no estado do Amazonas no início do ano e o uso de dinheiro público para comprar medicamentos comprovadamente ineficazes, como a cloroquina e a hidroxicloroquina.

Já o atual ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, deve explicar a falta de medicamentos utilizados na intubação de pacientes com quadros graves de Covid-19, além da demora na compra de vacinas e da falta de campanhas a favor de medidas de distanciamento social.

“A atuação da Comissão Parlamentar de Inquérito de acordo com as diretrizes indicadas no presente plano de trabalho será de importância fundamental para a investigação das ações e omissões do governo federal no enfrentamento da pandemia da Covid-19 no Brasil e, em especial, no agravamento da crise sanitária no Amazonas com a ausência de oxigênio para os pacientes internados, bem como para o exame acerca da licitude do emprego de verbas federais pelos demais entes federativos”, diz o plano.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana