BRASIL E MUNDO

Militar francês se suicida ao ser preso com 4 quilos de cocaína em aeroporto

Publicados

em


source
aeroporto
Neil Martin/Unsplash

O soldado foi preso na alfândega e estava de licença no momento do incidente

Um militar  de 33 anos foi detido com 4 quilos de cocaína no  aeroporto de Paris Orly, na França , nesta quarta-feira (23), e cometeu suicídio ao pegar a arma de um policial. As informações são da agência de notícias AFP .

Segundo a publicação, o soldado francês pertencia ao Nono Regimento de Infantaria de Fuzileiros Navais da Guiana Francesa e roubou a arma de uma policial quando ela foi levar comida até sua cela.

O militar foi preso na alfândega na última segunda-feira (21). Ele estava de licença no momento do incidente, disse o porta-voz do Exército, coronel Eric de Lapresle, à agência de notícias. O homem foi levado às instalações da Polícia de Fornteira de Orly, após a abertura de uma investigação pelo Escritório Antinarcóticos (Ofast) . Assim que roubou a arma da agente, o soldado deu um tiro no rosto, afirmou uma fonte próxima à investigação.

De acordo com a procuradoria de Créteil, que encarregou a IGPN (Inspeção-Geral da Polícia) de investigar “as causas da morte”, o homem morreu enquanto era levado ao hospital.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

DF: Mulher tira arma de policial e atira para o alto em delegacia

Publicados

em


source
 DF: Mulher tira arma de policial e atira para o alto em delegacia
Reprodução/redes sociais

DF: Mulher tira arma de policial e atira para o alto em delegacia

Uma mulher foi presa neste sábado (17) em Brasília pela Polícia Militar do  Distrito Federal após agredir a mãe e a irmã em Planaltina. Após a prisão, a agressora sacou a arma de um policial civil, dentro da delegacia onde foi conduzida, e realizou disparos para o alto. As informações são do jornal Correio Braziliense .

De acordo com oficiais, o motivo da revolta foi a assinatura do Termo Circunstanciado de Ocorrência (TCO). A mulher discutiu com policiais ao se negar a assinar o documento. Após a negativa, os agentes a cercaram para conduzi-la a prisão.

Neste momento, a mulher tomou a arma de um policial e realizou o disparo para o alto. Segundo informações da polícia, a trava do coldre apresentou uma falha que permitiu o saque da arma pela detida.


Após o ocorrido, a situação foi controlada por um grupo de policiais. A acusada se rendeu , entregou a arma e deitou-se no chão. Ninguém ficou ferido.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana