tce mt

Mesmo com a pandemia da Covid-19, controle social é fortalecido pelo TCE-MT

Publicados

em


Clique para ampliar

A pandemia do novo coronavírus (Covid-19) obrigou o distanciamento físico entre as pessoas. Desta forma, o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) precisou cancelar todos os eventos que estavam programados nos municípios para orientar e capacitar diferentes públicos da sociedade. A alternativa foi promover encontros online para manter a missão da instituição de estar próximo das cidades fomentando o controle social.

O resultado foi extremamente positivo. Os 6 projetos desenvolvidos pela Secretaria de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania (SAI) de forma virtual neste período de pandemia resultaram em 40.246 acessos até o dia 9 de novembro.

“A SAI em 2020, assim como todas as unidades do TCE-MT, tiveram que se adaptar ao novo modelo de trabalho, que é o home office, então tivemos que nos reinventar. Passar atividades que aconteciam 100% de forma presencial, para serem executados de forma virtual. E nós estamos aos poucos, junto com os nossos públicos, adaptando a nossa interação, a nossa articulação, o nosso trabalho conjunto do controle externo com o controle social, agora por meio das mídias sociais, trabalhando junto em um ambiente onde não importa onde você está”, afirmou a secretária da SAI, Cassyra Vuolo.

Os projetos da SAI desenvolvidos de forma virtual neste período de pandemia foram: TCEstudantil Virtual, Consciência Cidadã nas Universidades, Consciência Cidadã Ensino Médio, Consciência Cidadã outros segmentos, Projeto 2 do PDI, EaD Cidadania e Controle Social. As cartilhas voltadas para os Conselhos de Políticas Públicas também passaram da versão impressa para a virtual.

Tony Ribeiro
Clique para ampliar

“Tivemos a participação de universidades de todas as regiões do Brasil, dificilmente temos algum evento onde não temos pelo menos três municípios de outros Estados. Estamos tendo não só uma boa atividade interna, mas também uma ressonância, alcance e reconhecimento de que nossas atividades são realmente efetivas, eficazes e estão de fato gerando valor público, entregando informações, instruções ao cidadão que podem ser utilizadas no cotidiano e que estão reverberando por todo o país”, avaliou a secretária de Articulação Institucional do TCE-MT.

Ao agradecer o apoio do presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf pelo apoio irrestrito para a continuidade dos trabalhos de fortalecimento do controle social mesmo em tempos de pandemia, Cassyra Vuolo avaliou que o ano foi extremamente desafiador para toda a sociedade e os resultados no TCE-MT foram altamente positivos pela realização das capacitações e orientações e intensa participação dos municípios.

“Para 2021, vamos manter todos os projetos em andamento e abrir novas frentes de trabalho de capacitação e orientação com os públicos que já possuímos, com os Conselhos de Políticas Públicas, desenvolvendo novas pesquisas. Além do lançamento de um livro em parceria com a UFMT em maio sobre toda a experiência exitosa que temos no nosso curso EaD que esse ano, das 1000 vagas ofertadas, tivemos mais de 930 alunos aprovados, mesmo com essa pandemia. Esse número é ótimo e superou todas as nossas expectativas”, completou Cassyra Vuolo. 

Confira a matéria em vídeo:

 

Kleverson Souza
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Propaganda

tce mt

TCE-MT lança oficialmente Busca Ativa Escolar em live

Publicados

em


Combater a evasão escolar e traçar um panorama do abandono das salas de aula. Esta é a função da Busca Ativa Escolar. Por meio da plataforma, criada pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), o Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCE-MT) criou uma nota técnica que norteará as estratégias de resgate e inclusão de milhares de estudantes no estado. A iniciativa será oficialmente lançada às 9h desta quarta-feira (21).

Em evento online, promovido pela Escola Superior de Contas, serão apresentadas medidas para estimular ações para melhoria dos indicadores de acesso e de permanência de crianças e adolescentes nas salas de aula. A proposta é que, até setembro, todos os municípios de Mato Grosso estejam inscritos na Busca Ativa Escolar. Hoje, a adesão não chega a 20%.

Além de representantes do TCE-MT e da Unicef, participarão da live membros do Instituto Rui Barbosa (IRB), da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT), da Associação Mato-Grossense dos Municípios (AMM) e da Associação dos Membros dos Tribunais de Contas do Brasil (Atricon). O encontro, em formato híbrido, será transmitido pelo Canal do TCE-MT no YouTube.

Divulgação TCE-MT

A ação conta com o suporte do conselheiro Antonio Joaquim, relator das contas anuais de gestão da Secretaria de Estado de Educação (Seduc), e é coordenada pela Secretaria de Controle Externo (Secex) de Educação e Segurança, com apoio Secretaria de Articulação Institucional e Desenvolvimento da Cidadania (SAI) e da Escola Superior de Contas.

Vale destacar que, a informação técnica que serviu como subsídio para ação, tem como base as boas práticas adotadas no desenvolvimento da proposta no Tribunal de Contas de Rondônia (TCE-RO) e no Ministério Público Estadual de Rondônia (MPE-RO).

Com a aprovação da nota, na última semana, iniciam-se três frentes de ação: a primeira contempla ações de mobilização inicial e de engajamento; a segunda incluiu ações de controle para monitorar as estratégias e a terceira frente diz respeito à realização contínua de capacitações, visando direcionar a administração pública à melhora de sua capacidade técnica e financeira em prol da busca ativa escolar.

Busca Ativa Escolar

A Busca Ativa Escolar disponibiliza dados sobre a exclusão e o abandono escolares no Brasil, nas cinco regiões, nos estados e nos municípios. Fornece, ainda, dados sobre situação de adesão e de implementação da estratégia em todo o país. A intenção é apoiar os governos na identificação, registro, controle e acompanhamento de crianças e adolescentes que estão fora da escola ou em risco de evasão.

Nesta cadeia, cada secretaria e profissional tem um papel específico e todo o processo é acompanhado pela ferramenta tecnológica, que funciona como um grande banco de dados que facilita a comunicação entre as áreas, armazena dados importantes sobre cada caso acompanhado e apoia na gestão das informações sobre a situação da criança e do adolescente no município e/ou estado.

A ferramenta foi desenvolvida pelo Unicef, em parceria com a União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) e com apoio do Colegiado Nacional de Gestores Municipais de Assistência Social (Congemas) e do Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems).

André Garcia Santana
Secretaria de Comunicação/TCE-MT
E-mail: [email protected]
Flickr: clique aqui

Fonte: TCE MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana