economia

Mercado eleva expectativa de inflação de 5,06% para 5,15%; teto da meta é 5,25%

Publicados

em


source
Sede do Banco Central do Brasil
Divulgação/BCB

Sede do Banco Central do Brasil

O Banco Central (BC) divulgou nesta segunda-feira (X) o Boletim Focus , produzido por economistas de mais de 100 instituições financeiras. Na projeção, eles elevaram a expectativa de inflação para  5,15%  em 2021, além de projetar uma alta maior para o Produto Interno Bruto (PIB) de 2021, de 3,21% para 3,45%.

IPCA

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo ( IPCA ), considerado a inflação oficial do país, sofreu um aumento de 5,06% para 5,15%. A meta para este ano é 3,75%, podendo variar entre 2,25% e 5,25%. 

As metas são fixadas pelo Comitê de Politica Comentária (Copom), e para controlar o índice, o braço do BC eleva ou reduz a taxa de juros (Selic). 

Para 2022, o mercado financeiro alterou de 3,61% para 3,64%, o centro da meta é 3,50% no ano que vem. 

Você viu?

PIB

O Produto Interno Bruto (PIB), a soma de todos os bens e serviços produzidos no ano, teve alta de 3,21%% para 3,45%, na comparação com a semana passada. Já para 2022, o mercado elevou a previsão de alta do PIB de 2,33% para 2,38%.

Taxa Selic

Para controlar a inflação, o mercado manteve a previsão que a taxa básica de juros (Selic) termine o ano em 5,50%. 

Na quarta-feira (5) o Copom elevou em 0,75% a taxa, para 3,5% ao ano. A próxima reunião acontece nos dias 15 e 16 de junho, e se a previsão para o fim do ano se concretizar, outra elevação deve acontecer já no mês que vem. 

Já para 2022, a expectativa para a taxa Selic subiu de 6,25% para 6,50% ao ano.

Outras estimativas 

  • Dólar: a projeção para o dólar no fim de 2021 diminuiu de R$ 5,35 para R$ 5,30. Para o fim de 2022, caiu de R$ 5,40 para R$ 5,35 por dólar.
  • Balança comercial: para o saldo da balança comercial (resultado do total de exportações menos as importações), a projeção em 2021 permaneceu em US$ 64 bilhões de resultado positivo. Para o ano que vem, a estimativa dos especialistas do mercado subiu de US$ 55 bilhões para US$ 56,5 bilhões de lucro.
  • Investimento estrangeiro: a previsão do relatório para a entrada de investimentos estrangeiros diretos no Brasil neste ano permaneceu em US$ 55 bilhões. Para 2022, a estimativa continuou em US$ 63,5 bilhões.

Comentários Facebook
Propaganda

economia

G7 apoia taxa mínima global para multinacionais e buscará acordo final em julho

Publicados

em


source
O presidente americano Joe Biden e o premier britânico Boris Johson entre outros líderes no encontro do G7
Foto: LEON NEAL / AFP

O presidente americano Joe Biden e o premier britânico Boris Johson entre outros líderes no encontro do G7

Em seu comunicado final, os líderes do G7 apoiaram a proposta dos ministros de Finanças do bloco de criar um imposto mínimo global de 15% para as multinacionais, em especial as gigantes de tecnologia americanas como Google, Facebook, Apple e Amazon, e prometeram aprofundar o debate sobre a medida.

“Precisamos de um sistema tributário que seja justo em todo o mundo. Apoiamos o compromisso histórico assumido pelo G7 em 5 de junho”, diz o comunicado.

“Vamos agora continuar a discussão para chegar a um consenso sobre um acordo global visando a uma solução equitativa na atribuição de (…) um ambicioso imposto mínimo de pelo menos 15% em uma base país a país, por meio do quadro de inclusão do G20 e da OCDE. E esperamos chegar a um acordo na reunião de julho do G20”, acrescentou. o bloco.

O próprio presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, demonstrou apoiar a medida.

— Empresas demais têm recorrido a paraísos fiscais — afirmou Biden à Reuters. — Um imposto mínimo vai nivelar a competição. Vou avançar nesse tema nos EUA.

Você viu?

Para o G7, os ministros de Finanças, na reunião preparatória, deram “um passo significativo para criar um sistema tributário mais justo para o século XXI”.

“Nossa colaboração criará um campo de jogo mais forte e nivelado, que ajudará a aumentar a receita tributária para apoiar os investimentos e acabar com a evasão fiscal”, afirmou a nota.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana