TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

Memória do PJMT: Márcio Vidal fala sobre capacitação de juízes e institucionalização da Esmagis-MT

Publicados

em


Estreia hoje o programa Memórias do Poder Judiciário de Mato Grosso, que visa resgatar histórias e acontecimentos da Instituição, principalmente voltadas à Escola Superior da Magistratura (Esmagis-MT). O primeiro programa tem como entrevistado o desembargador Marcos Vidal, o primeiro diretor da Escola depois que ela foi institucionalizada. A entrevista conta ainda com a participação da desembargadora Helena Maria Bezerra Ramos, idealizadora do projeto e vice-diretora do órgão.
 
Na entrevista o desembargador dá sua opinião sobre os juízes que dão muitas palestras e fazem muitos cursos, explanando até que ponto entende ser capacitação e quando acredita ser afastamento da jurisdição. Ele fala também sobre os cursos ofertados na Esmagis, como foi assumir comarca sem ter o curso de formação inicial que hoje é ofertado aos novos magistrados e também sobre os desafios que a Escola enfrenta.
 
O magistrado ressalta ainda a importância da Esmagis na transmissão de conhecimento para magistrados. “O conhecimento não pode ficar retido com apenas uma pessoa, ele tem que ser compartilhado. É dessa forma que a gente constrói uma comunidade mais digna. (…) Quando você transmite informações para os alunos, você aprende mais com os próprios alunos.”
 
Assista AQUI. A entrevista está disponível nos canais oficiais do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (@tjmtoficial) e da Esmagis (esmagis-mt) no YouTube.
 
Keila Maressa
Coordenadoria de Comunicação da presidência do TJMT
 
 

Comentários Facebook
Propaganda

TRIBUNAL DE JUSTIÇA MT

PJMT ilumina de verde a fachada de prédios em apoio à campanha de prevenção ao glaucoma

Publicados

em


O edifício-sede do Tribunal de Justiça de Mato Grosso e o Fórum da Comarca de Cuiabá já estão com iluminação verde, uma iniciativa que marca a adesão do Judiciário mato-grossense à mobilização nacional de conscientização com o tema “24 horas pelo Glaucoma”, neste mês de maio.
 
A campanha, apoiada pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), é promovida pelo Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) e marca o Dia Nacional de Combate ao Glaucoma (26 de maio). A iniciativa visa incentivar o diagnóstico e tratamento precoce dessa doença ocular crônica que atinge mais de um milhão de brasileiros e que pode ocasionar a perda da visão.
 
Apesar de se tratar de uma doença ocular crônica sem cura, ela pode, na maioria dos casos, ser controlada com adoção de cuidados adequados e contínuos. Os resultados favoráveis do tratamento, porém, estão diretamente relacionados à precocidade do diagnóstico e rapidez na adoção dos recursos terapêuticos para reduzir as chances de perda da visão.
 
Dados – Segundo o Conselho Brasileiro de Oftalmologia, estima-se que de 1 a 2% da população mundial convive com glaucoma e, em 2040, 111,8 milhões de pessoas poderão sofrer com a doença.
 
Diante deste cenário, o CBO alerta que é urgente que sejam adotadas medidas que ampliem o conhecimento sobre glaucoma junto à população, que promovam o diagnóstico precoce, especialmente entre o grupo de risco, e que garantam o acesso ao tratamento adequado, a fim de evitar complicações, uma vez que a doença é a principal causa de cegueira irreversível em todo o mundo.
 
Saiba mais sobre a campanha 24 horas pelo Glaucoma, cujo dia D será realizado em 22 de maio, AQUI.
 
 
 
Lígia Saito (com informações do CBO)/ Fotos: Alair Ribeiro
Coordenadoria de Comunicação da Presidência do TJMT
 
 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana