TECNOLOGIA

McDonald’s faz promoção com controle de PS5 personalizado, mas Sony veta

Publicados

em


source
Controle DualSense personalizado
Divulgação

Controle DualSense personalizado

O McDonald’s está realizando uma promoção na Austrália para comemorar os 50 anos do primeiro restaurante da rede no país. Um dos prêmios, porém, foi vetado pela Sony.

Dentre os brindes, a rede de fast-food anunciou um controle DualSense, do PlayStation 5, personalizado. Ele viria decorado com as cores do McDonald’s, além de desenhos de batatas fritas e lanche, como na imagem acima.

A rede se esqueceu, porém, de um pequeno detalhe: pedir a autorização da Sony. Depois do controle circular as redes sociais, com muitos internautas falando mal do seu design, a empresa dona do PS5 vetou o brinde.

“A Sony PlayStation não autorizou o uso de seu controle em materiais promocionais relacionados ao evento da Stream Week proposto e pedimos desculpas por qualquer inconveniente causado. A semana de transmissão do McDonald’s foi adiada e os controles do PlayStation da Sony não serão incluídos no sorteio”, declarou o McDonald’s da Austrália, que ainda vai sortear outros prêmios, como moletons e assinaturas na Twitch.

Comentários Facebook
Propaganda

TECNOLOGIA

Apple Store atualiza regras de pagamento; veja o que muda

Publicados

em


source
Acordo judicial permite que desenvolveres entrem em contato direto com o consumidor, mas não resolve disputa com Epic Game
Bruno Gall De Blasi

Acordo judicial permite que desenvolveres entrem em contato direto com o consumidor, mas não resolve disputa com Epic Game

A Apple atualizou as regras da App Store para permitir que os desenvolvedores entrem em contato direto com os usuários para pagamentos, trata-se de um acordo judicial com as empresas que questionavam o controle da gigante americana sobre a loja.

Na primeira semana de outubro, a Apple disse pretendia adiar a implementação das mudanças mais significativas no modelo de negócio da App Store desde o começo das atividades, em 2008. Isto porque, a revisão, no centro do debate sobre o funcionamento da big tech , pode custar à empresa bilhões de dólares anualmente.

Com as novas regras, os desenvolvedores agora podem contatar os consumidores diretamente sobre métodos de pagamento alternativos, contornando a comissão de 15% ou 30% da Apple.

Eles poderão pedir aos usuários informações básicas, como nomes e endereços de e-mail, “desde que essa solicitação seja opcional”, informou a fabricante do iPhone.

A Apple propôs as mudança, em agosto, em um acordo judicial com pequenos desenvolvedores de aplicativos.

Mas é improvável que a concessão satisfaça empresas como a Epic Games, desenvolvedora do “Fortnite”, com quem a Apple tem uma disputa de longa data sobre sua política de pagamento.

Leia Também

A Epic abriu um processo com o objetivo de quebrar o controle da Apple sobre a App Store, acusando a empresa de operar um monopólio em sua loja de bens e serviços digitais.

Em setembro, um juiz ordenou que a Apple afrouxasse o controle das opções de pagamento na App Store, mas concluiu que a Epic não poderia provar violações antitruste.

Ambas as partes interpuseram recursos.

Para a Epic e outros desenvolvedores, a capacidade de redirecionar os usuários para um método de pagamento fora do aplicativo não é suficiente – eles querem que os jogadores possam pagar diretamente sem sair do jogo.

A Apple também enfrenta investigações nos Estados Unidos e na Europa por alegações de abuso de posição dominante.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana