mato grosso

Mauro entrega novo complexo que vai melhorar atuação da Polícia Civil

Publicados

em

O governador Mauro Mendes entregou o novo complexo que abriga cinco delegacias de Sinop (500 km de Cuiabá). Durante a solenidade, ele fez questão de destacar que um ambiente de trabalho adequado irá refletir em melhor prestação de serviço à população.

A nova estrutura foi inaugurada na tarde desta quarta-feira (05.05) e abriga no mesmo prédio todas as unidades da Polícia Civil de Sinop: Delegacia Regional; 1ª Delegacia de Polícia; Delegacia Especializada de Defesa da Mulher, Criança, Adolescente e Idoso; e Delegacia Especializada de Roubos e Furtos e a Central de Flagrantes.

“Melhorar a qualidade das unidades otimiza o trabalho e cria um ambiente mais profissional, muito melhor para o trabalho da Polícia Civil. E, no final do dia, temos como reflexo a melhor prestação de serviço para a população”, pontuou o governador, lembrando que a implantação do complexo foi possível com as parcerias da prefeitura, iniciativa privada, Assembleia Legislativa, Ministério Público e Judiciário.

Mauro Mendes destacou que o Governo de Mato Grosso tem feito uma série de investimentos na Segurança Pública, por meio do programa Mais MT. “Vamos ampliar esse trabalho de adequação das unidades das forças de segurança, para que nossas Polícias Civil e Militar e os bombeiros possam prestar um serviço mais eficiente e de qualidade para todos”.

Para a construção do complexo, cujas obras iniciaram em setembro de 2020, foi investido R$ 1,5 milhão. Também foram adquiridos mobiliários e equipamentos de Tecnologia da Informação com R$ 500 mil oriundos de emenda do deputado estadual Dilmar Dal Bosco.

“Acreditamos no seu governo e em todas essas retribuições, governador, principalmente, para beneficiar a segurança pública. Parabéns por dar esse retorno à população”, disse o deputado.

O secretário de Estado de Segurança Pública, Alexandre Bustamante, frisou que a recuperação fiscal do Estado tem permitido investimentos na melhoria da área, com a entrega de novas viaturas, armamento, tecnologia de qualidade e novas unidades às forças de segurança.

“Este ano ainda, vamos entregar o melhor armamento para cada policial de cada unidade e 100% da Polícia Civil vai ter instrumento de investigação de qualidade, com tecnologia de ponta, o que vai acabar com o uso do papel. Só pedimos que os policiais trabalhem com mais afinco, o que tenho certeza que vai acontecer, pois temos homens e mulheres de qualidade e que merecem equipamentos e locais de trabalho dignos”, destacou Bustamante.

O novo complexo possui quase 4 mil metros quadrados, sendo mais de 2,2 mil de área construída. As delegacias têm salas climatizadas e um espaço amplo e confortável para o trabalho das equipes e atendimento à população.

A estrutura conta com 67 salas, 33 banheiros, estacionamento coberto para 16 veículos e aberto para aproximadamente 35 carros, área verde com 700 metros quadrados, além de uma sala destinada à Polícia Militar.

O delegado-geral da Polícia Judiciária Civil, Mário Dermeval, agradeceu ao empenho da gestão estadual para implantar a nova estrutura. “A população pode ter certeza de que não mediremos esforços para garantir o bom desempenho de nossa atuação”.

Para o delegado regional de Sinop, Carlos Eduardo Muniz, o novo complexo de delegacias representa a garantia de exercer o bom serviço policial para a comunidade, que, segundo ele, só procura a Polícia Civil porque tem algum problema e merece ser tratada com respeito e dignidade.

“Esse complexo é fruto de muita luta e estou emocionado hoje, pois todos nós policiais merecemos um ambiente como esse, excepcional, salubre e digno, porque servimos às pessoas e para servir bem, temos que estar bem. É uma honra muito grande estar nessa função e ter a confiança de nossos gestores”, finalizou ele.

Também participaram o secretário-chefe da Casa Civil, Mauro Carvalho, o secretário de Educação, Alan Porto, o comandante-geral da Polícia Militar, José Jonildo de Assis, o comandante-geral do Corpo de Bombeiros, Alessandro Borges, o deputado federal Juarez Costa e os deputados estaduais Dilmar Dal Bosco, Xuxu Dal Molin e João Batista.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Distribuição de vacinas para lactantes e trabalhadores da assistência social é definida

Publicados

em

Mato Grosso deve iniciar, nos próximos dias, a vacinação contra Covid-19 de lactantes e trabalhadores da assistência social, conforme pactuação da Comissão Intergestores Bipartite de Mato Grosso (CIB-MT). O colegiado de saúde definiu a distribuição para este e outros grupos das 71.440 doses de vacinas enviadas nesta sexta-feira (18.06) pelo Ministério da Saúde, sendo 37.440 da Pfizer e 34.000 da CoronaVac.

De acordo com a Resolução Nº 63, devem ser vacinadas com primeira e segunda doses do imunizante CoronaVac as lactantes de bebês de até 1 ano de idade completos. As doses correspondentes à segunda aplicação deste grupo ficarão reservadas nas Redes de Frio dos Escritórios Regionais de Saúde e entregues em data mais próxima do prazo para a aplicação. Ao todo, deverão ser contempladas com essa remessa de vacina 20% das lactantes.

O documento ressalta ainda que, completado este grupo de lactantes e caso o município ainda disponha de doses destinadas para este público, os imunizantes poderão ser destinados para a vacinação das lactantes de crianças de 1 ano e um dia de idade até 2 anos completos.

Já os trabalhadores da assistência social serão imunizados com a primeira dose da Pfizer. A pactuação prevê a vacinação de 91,6% deste público. A imunização ocorrerá conforme a relação atualizada destes trabalhadores, com base nos cadastrados do Sistema Nacional de Cadastro de Trabalhadores do Sistema Único de Assistência Social, mantido pelo Ministério da Cidadania.

Outros grupos

A resolução ainda definiu que um quantitativo das doses da Pfizer deverá contemplar a aplicação da primeira dose em gestantes e puérperas com comorbidades e sem comorbidades com prescrição médica, pessoas com comorbidades ou com deficiência permanente grave, forças de segurança, salvamento e forças armadas, além de trabalhadores da educação.

Parte das doses da CoronaVac serão destinadas a seis municípios do Estado, que farão a segunda aplicação para conclusão do esquema vacinal dos grupos de trabalhadores da saúde, pessoas com 60 anos ou mais institucionalizadas, em pessoas com comorbidades ou deficiência permanente, gestantes e puérperas pertencentes. Serão contemplados com essas doses os municípios de Apiacás, Campo Verde, Cuiabá, Luciara, Rondonópolis e Tesouro.

Para a vacina da Pfizer, o prazo de aplicação da segunda dose é de até 12 semanas. Já para a vacina CoronaVac, o prazo da segunda dose varia entre 14 e 28 dias. O detalhamento das vacinas por público-alvo pode ser acessado no documento em anexo.

Caso os municípios alcancem a completa vacinação dos públicos-alvo estabelecidos para a imunização, a CIB orienta a continuidade da imunização dos demais públicos elencados pelo Ministério da Saúde.

Após a distribuição dos imunizantes aos municípios, as vacinas deverão ser armazenadas conforme as condições estabelecidas pela fabricante e Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e com o apoio da segurança pública.

A aplicação das doses deve ser obrigatoriamente registrada pelos municípios no Sistema Nacional do Programa de Imunização (SI-PNI), do Ministério da Saúde. Até o momento, Mato Grosso já recebeu 1.572.670 doses de imunizantes contra a Covid-19.

Confira a seguir, em anexo, a quantidade de doses que cada município vai receber.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana