mato grosso

Mato Grosso distribuirá 65 mil doses da vacina contra a Covid-19 aos municípios

Publicados

em


Nesta terça-feira (19), o Governo de Mato Grosso, por meio da Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), encaminhará as 65,7 mil doses da vacina aos 14 polos regionais, que mediarão a distribuição aos municípios.

Considerando as duas doses por pessoa, a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) estima vacinar aproximadamente 32 mil pessoas em Mato Grosso. A previsão é de que o imunizante chegue às 16h35 no Aeroporto de Várzea Grande.

“Esses dados estão sendo levados em consideração pelos nossos técnicos para que possamos fazer o encaminhamento da vacina. O procedimento será tanto por via área como terrestre, para agilizar a entrega”, explicou o secretário Gilberto Figueiredo, que já está a caminho de Mato Grosso, após participar do ato de entrega simbólica das vacinas pelo Ministério da Saúde.

Conforme alinhamento com os estados brasileiros e considerando o quantitativo encaminhado nesta primeira remessa, Mato Grosso vai garantir as duas doses da vacina ao grupo compreendido na primeira fase da vacinação, sendo o prazo de 14 a 28 dias para a aplicação da segunda dose.

De acordo com o direcionamento do Ministério da Saúde, nesta primeira fase serão vacinados prioritariamente pessoas idosas institucionalizadas com 60 anos ou mais (2,3 mil doses), pessoas com deficiência institucionalizadas (190 doses), indígenas aldeados (28,7 mil doses), trabalhadores da saúde que atuam na linha de frente do combate ao coronavírus (28,7 mil doses).

Logística

A ação faz parte do Plano Estadual de Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19 em Mato Grosso e prevê, caso necessário, o apoio de seis aeronaves do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) para distribuição do composto.

A escolta dos materiais até os 14 polos de distribuição será feita pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), além das Polícias Federal e Rodoviária Federal e o Ministério da Defesa. Nos casos em que for necessário, o Ciopaer disponibilizará sua frota aérea para dar celeridade à distribuição.

Os 141 municípios de Mato Grosso receberão as agulhas que já se encontram em estoque e que serão utilizadas no plano de vacinação contra a Covid-19. A SES também providenciou a aquisição suplementar de 6,5 mil seringas para o enfrentamento de vacinação, com investimento na ordem de R$ 2,8 milhões.

Vacinas

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou, neste domingo (17.01), as vacinas Coronavac e AstraZeneca para uso emergencial no Brasil. Ambas indicadas para pessoas acima de 18 anos e com aplicação de duas doses, sendo o prazo da AstraZeneca de 90 dias.

O Governo Federal deve anunciar ainda nesta semana o início da distribuição da vacina AstraZeneca.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Prefeitos que descumprirem Decreto Estadual serão responsabilizados

Publicados

em

O Ministério Público do Estado de Mato Grosso está realizando um levantamento de todos os decretos municipais que tratam das medidas de prevenção à Covid-19 e adotará as medidas cabíveis em relação aos prefeitos que descumprirem as restrições estabelecidas no Decreto Estadual 836/2021. Segundo o procurador-geral de Justiça, José Antônio Borges Pereira, eventual descumprimento da norma implicará em responsabilização cível e criminal.

“O Judiciário foi claro e objetivo ao atender nossa Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), a liminar aplica-se a todos os municípios, inclusive a Cuiabá. Os prefeitos que descumprirem serão responsabilizados por crime de desobediência e por eventual ato de improbidade administrativa. Não vamos aceitar desordem. Se não concordam com a decisão podem recorrer, mas jamais descumprir. Se insistir em descumprir pediremos o afastamento do cargo”, enfatizou o procurador-geral de Justiça.

Na quarta-feira passada, o desembargador Orlando de Almeida Perri concedeu liminar ao Ministério Público do Estado de Mato Grosso determinando ao município de Cuiabá que revogasse os dispositivos do decreto municipal que contrariavam as medidas restritivas estabelecidas no decreto estadual. A principal divergência diz respeito às condições que devem ser observadas para o funcionamento de todas as atividades e serviços.

No mesmo dia, o MP notificou o município de Várzea Grande para que fosse revogado parte do respectivo decreto municipal. Uma ação civil pública também foi proposta para garantir a uniformidade e harmonização das medidas de prevenção à Covid-19 na região metropolitana. O município de Várzea Grande assegurou ao MP a edição de um novo decreto. Na quinta-feira, a administração municipal de Nova Mutum também foi notificada pelo MPMT sobre o mesmo assunto.

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana