ENTRETENIMENTO

Mariana Goldfarb não se considera curada da anorexia: “Processo profundo”

Publicados

em

 

source
Mariana Goldfarb não se considera curada da anorexia
Mariana Goldfarb não se considera curada da anorexia

Mariana Goldfarb voltou a falar sobre distúrbios alimentares . Ela já contou que sofreu muito com anorexia no passado e foi questionada se já está curada da doença. A apresentadora contou que não se considera completamente curada, mas também não se vê mais voltando ao quadro de antes.

“Tô nesse processo profundo de cura faz tempo. Não vejo voltando a desenvolver esse quadro, mas ainda trabalho essa questão e a cada dia que passa tô um passo mais longe”, disse Mariana.

Leia também

No começo deste ano, a apresentadora relembrou o período em que desenvolveu anorexia. Ela contou que o distúrbio alimentar surgiu quando começou a ficar mais famosa e queria estar cada vez mais magra, para receber mais elogios e ser mais amada pelos seguidores nas redes sociais.

“Quanto mais magra eu ficava, mais elogios eu recebia, o que é bem louco. Na balança pesava mais eu ser reconhecida e amada do que estar saudável e não sentir fome. No fundo, todo mundo quer ser amado e a gente fica mascarando isso. Se você está saudável e não tem o corpo dentro do padrão, não tem nada de errado com você. Se você está passando por ansiedade, compulsão, restrição, procure ajuda”, conta

Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Propaganda

ENTRETENIMENTO

André Martinelli sobre psicóloga no “BBB”: “Hoje precisam mais”

Publicados

em


source
André Martinelli relembra de quando participou do
Divulgação

André Martinelli relembra de quando participou do “BBB 13”

Nesta quarta-feira (26), os participantes do “BBB 22” tiveram acesso pela primeira vez ao atendimento da psicóloga do programa. André Martinelli, que participou do “BBB 13” e do “No Limite”, analisa que hoje em dia os brothers estão mais interessados no atendimento psicológico do que quando esteve na casa mais vigiada do país.

“Tinha psicóloga. Eu não cheguei a falar com ela dentro do programa. Acho que teve uma pessoa que fez atendimento. Antigamente não mostrava muito, não tinha tanto atendimento. Hoje, as pessoas estão precisando mais. Tinha médico também e uma vez até chamei. É um atendimento limitado, sem conversa. É sobre sintomas e como resolver”, relembra o modelo em entrevista ao Podmiga.

Além da procura pela psicóloga do programa, o modelo também enxerga outras mudanças na dinâmica do “BBB” com o passar dos anos. Em 2013, quando esteve no reality, as redes sociais não eram tão fortes quanto atualmente e ele diz que essa força da internet acaba impactando também nas proporções do cancelamento dos participantes.

“Hoje em dia a internet movimenta pensamentos. O pensamento de ódio flui mais na internet do que o de amor. A web quer engajar. Tem muita gente disposta a odiar as outras e elas se sentem bem com isso. Mudou muito da minha época [BBB13] para cá. Eu acho muito precoce você julgar uma pessoa em dois dias. É o caso do Rodrigo, que era amado, mas agora as pessoas não querem perto. Porque está com a energia carregada”, diz.


Fonte: IG GENTE

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana