BRASIL E MUNDO

Maquinista abandona controle de trem-bala para ir ao banheiro no Japão

Publicados

em


source
Maquinista abandona controle de trem-bala para ir ao banheiro no Japão
Reprodução

Maquinista abandona controle de trem-bala para ir ao banheiro no Japão

No Japão , um maquinista de 36 anos, abandonou o controle de um trem-bala em movimento para ir até o banheiro. Quando questionado, ele disse que sentiu fortes dores abdominais e que para não atrasar o percurso, preferiu ir até o banheiro sem parar o trem . As informações foram apuradas pela CNN.

Conforme as informações, o trem seguia em uma velocidade de 145 km/h e transportava cerca de 160 passageiros . Ao reclamar das dores, o maquinista solicitou para que um parceiro tomasse conta do controle do trem pelos três minutos em que ficou ausente. 

Porém, a pessoa solicitada não havia conhecimento sobre como manusear o trem e nem a licença para executar tarefa. A empresa após descobrir o caso, se desculpou pelo acontecimento e declarou que foi a primeira vez que situação acontece. Os trem-bala no Japão são conhecidos pela sua extrema pontualidade

O trem teve um atraso resgatado de um minuto e uma investigação será feita para analisar o caso. A empresa já divulgou que irá modificar as regras, aprimorar as práticas entre os colaboradores e punir com medidas disciplinares aos envolvidos no caso.

Situação aconteceu pela manhã do dia 16 de maio, no momento em que o trem passava pela estação de Atami e pela estação de Mishima, na província de Shizuoka.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Fotógrafa apaga álbum de casamento após ser proibida de beber água na cerimônia

Publicados

em


source
Fotógrafa apagou todas as fotos do casamento para se vingar do noivo
Luis Tosta / Unsplash

Fotógrafa apagou todas as fotos do casamento para se vingar do noivo

Uma fotógrafa apagou todas as fotos que havia tirado do  casamento de um amigo após ele proibi-la de comer e beber água durante a cerimônia. De acordo com a mulher, inicialmente, ela tinha sido convidada para participar da festa e, depois, o  noivo a chamou para fotografar o evento.

“Eu disse a ele que fotografia de casamento não era o meu forte, mas ele me convenceu dizendo que não ligava se todas as fotos não ficassem perfeitas. Eles estavam com um orçamento apertado, então eu concordei em ajudar, afinal eram meus amigos, e aceitei fotografar por apenas US$ 250, o que não é nada para um evento de 10 horas de trabalho”, relatou a mulher na rede social Reddit .

A fotógrafa disse que chegou no local por volta das 11h e somente por volta das 17h que a comida começou a ser servida. Com fome e sede, ela teria dito ao noivo que precisava de uma pausa de 20 minutos, mas ele não permitiu.

“Não tem open bar, nem nada, então não consigo nem pegar água e minhas duas garrafas de água estão vazias há muito tempo”, afirmou. O amigo dela disse que, caso ela quisesse interromper o trabalho, poderia ir embora e não receberia nada pelo que já havia sido feito.

Irritada com a situação, a mulher deletou todas as fotos que tinha feito do evento. “Apaguei todas as fotos que tirei do casamento na frente dele e saí dizendo que não era mais sua fotógrafa”, disse.

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana