Ribeirãozinho

Máquinas da Prefeitura trabalhando em obra particular são apreendidas pela Polícia

Publicado

Dois caminhões basculantes e uma máquina de pá carregadeira pertencentes à Prefeitura Municipal de Ribeirãozinho e que eram utilizadas em uma construção particular foram apreendidos pela Polícia Civil de Torixoréu (560 km ao sul de Cuiabá) nesta sexta-feira (10.07). Na ação, cinco pessoas foram conduzidas para prestar esclarecimentos.

Diante das informações a equipe da Delegacia de Torixoréu foi até a zona rural do município de Ribeirãozinho, onde cinco pessoas foram surpreendidas utilizando dois caminhões basculantes e uma pá carregadeira para fazer o aterro de duas construções de propriedades privadas, constatando a prática criminosa contra a administração pública de improbidade administrativa.As diligências realizadas pelos policiais civis de Torixoréu iniciaram após denúncia encaminhada pelo Ministério Público Estadual, sobre maquinários usados supostamente para executar serviços em terrenos de propriedade particular.

“O Secretário de Obras do município também se apresentou posteriormente dando sua versão dos fatos. Um inquérito policial foi instaurado, as investigações devem prosseguir e as cópias dos expedientes produzidos também serão encaminhadas ao Ministério Público para as providências que o caso requer”, disse o delegado regional. O maquinário público foi periciado e apreendido. Cinco pessoas, entre elas, os operadores das máquinas e os responsáveis pelas construções,   foram encaminhados para Delegacia de Polícia de Torixoréu. Conforme o delegado regional de Barra do Garças que coordena as investigações, Wilyney Santana Borges Leal, os conduzidos foram ouvidos e prestaram esclarecimentos sobre os fatos na unidade policial.

Fonte: PJC MT

Comentários Facebook
publicidade

municipios

Ministério Público pede afastamento de prefeito que impediu PM de prender amigo

O prefeito, Ronivon Parreira das Neves (PSDB), queria impedir que a Polícia Militar prendesse, multasse e apreendesse o carro de um correligionário identificado pelas iniciais D.N.S.

Publicado

por


Reprodução

Ronivon Parreira das Neves prefeito de ribeiraozinho

Prefeito de Ribeirãozinho, Ronivon Parreira das Neves

O Ministério Público Estadual (MPE) pediu o afastamento do prefeito de Ribeirãozinho (distante 539 km de Cuiabá), Ronivon Parreira das Neves (PSDB), por supostamente impedir que a Polícia Militar prendesse, multasse e apreendesse o carro de um correligionário identificado pelas iniciais D.N.S. A ação civil pública é assinada pelo promotor Marcos Brandt Grampier Costa e também pede a suspensão dos direitos políticos do prefeito porque ele teria tentado intimidar os policiais.

 

De acordo com o que foi protocolado, os próprios PMs denunciaram a ação de Ronivon no momento em que os militares flagraram D.N.S. trafegando com uma caminhonete Toyota Hilux pela contramão e sem o Certificado de Registro de Licenciamento de Veículo (CRLV) e com o licenciamento atrasado. Os dois documentos são obrigatórios para circulação de qualquer veículo, segundo o Código Nacional de Trânsito.

 

O prefeito teria ligado para um sargento PM presente na ocorrência pedindo que seu protegido fosse liberado. O sargento colocou o telefone no viva-voz. “Nesta ligação, o prefeito Ronivon Parreira das Neves tentou intervir no trabalho de apreensão do veículo em questão, desejando que fosse o mesmo liberado, fato este ouvido pela guarnição, pois conforme mencionado, o telefone estava no viva voz”, escreveu o promotor Grampier Costa.

 

Como não foi atendido, o prefeito teria se dirigido ao Núcleo da Polícia Militar com um veículo oficial e conversado a sós com o sargento.

 

O prefeito e o sargento teriam conversado por cerca de 10 a 15 minutos. Como a porta estava entreaberta, foi possível ouvir Ronivon, nervoso, dizer “então você não vai liberar?” e ouvido um não como resposta. Foi quando o prefeito teria ameaçado cortar relações com a PM e, na sequência, levou embora o correligionário e a mulher deste.

 

*Com informações do Folha Max

 

Veja também:

‘Revolução sexual’ contra impotência faz 20 anos em 2018

Tomada de Contas investigará 16 editais de pavimentação de MT

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula

Bolsonaro vai propor alteração no sistema de votação eleitoral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana