POLÍTICA NACIONAL

Mandetta provoca após Queiroga anunciar que está com Covid: Tratamento precoce?

Publicados

em


source
Henrique Mandetta
O Antagonista

Henrique Mandetta



O ex-ministro da Saúde, Henrique Mandetta, provocou o atual, Marcelo Queiroga, que anunciou ter testado positivo para a Covid-19. Ao compartilhar no Twitter uma matéria sobre o resultado do exame de Queiroga, Mandetta questionou: “Será que vai fazer ‘tratamento precoce’?”. Vale ressaltar que Mandetta deixou o governo do presidente Jair Bolsonaro por desavenças com o mandatário. 


O deputado estadual Arthur do Val, o Mamãe Falei (Patriota-SP), também cutucou o ministro da Saúde. “E o Marcelo Queiroga, em? Foi chamado de negacionista e sofreu protestos em NY. Surtou e xingou os manifestantes. Acaba de testar positivo para coronavírus…Vai tratar-se com cloroquina? Sabemos que não. Esse pessoal não tem coragem nem de seguir o que fala”, postou em sua rede social. 


Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga,  testou positivo para a Covid-19. Ele é o segundo membro da comitiva do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) em viagem nos Estados Unidos a ter o diagnóstico positivo para a doença.


O ministro está entre os membros do governo que foram a Nova York acompanhar Bolsonaro. Nesta terça-feira (21), o presidente brasileiro discursou na cerimônia de abertura da 76ª Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU).

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Potássio: Geller reúne embaixadas do Irã e da Rússia para discutir custo da produção

Publicados

em

A alta de preços das commodities agrícolas e insumos, a variação cambial e o impacto da pandemia de Covid-19 têm influenciado os custos de toda a cadeia produtiva da indústria alimentícia. 

O deputado federal Neri Geller (PP/MT), que já foi ministro de Agricultura, cumpriu agenda nesta quarta-feira (20.10) com o embaixador da Rússia, Alexey Labetskiy, para discutir a alta nas importações de fertilizantes.

De acordo com Geller, o potássio subiu de U$S 340 para U$S 920, além da alta do próprio dólar. “Já estive com a embaixada do Irã, discutindo sobre nitrogenado (ureia), e agora, na pauta com a Rússia, vamos tratar do potássio já que o Brasil depende da importação desse produto. Mais de 90% do nutriente é importado”, disse o parlamentar.

Geller antecipou que uma agenda com o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes, a Aprosoja e Ampa será marcada para os próximos dias. “Precisamos estreitar relações comerciais com esses países que exportam insumos e criar condições para que nossos produtores possam negociar melhor na importação de fertilizantes”, expôs.

Neri explica que a redução para os insumos do setor contribuiria para diminuir o impacto sobre os custos de produção de alimentos, aliviando, consequentemente, o impacto nos preços pagos pela população brasileira, uma vez que o câmbio e demanda são duas variáveis que o Governo não pode controlar.

 

 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana