mato grosso

Mais de 14 mil livros são doados a 42 unidades penais de Mato Grosso

Publicados

em


Recuperandos de 42 unidades penais de Mato Grosso, que participam do projeto de remição por leitura, previsto pela Lei de Execução Penal, irão receber mais de 14 mil livros doados pelo Departamento Penitenciário Nacional (Depen). Os exemplares, que reúnem obras de Machado de Assis, Aluísio de Azevedo e Júlio Verne, por exemplo, já começaram a ser distribuídos.

De acordo com o último levantamento da Secretaria Adjunta de Administração Penitenciária, vinculada à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT), 358 reeducandos participaram das atividades de remição de pena por meio da leitura e a estimativa é que neste ano este número seja maior.

“A leitura proporciona maior possibilidade de conhecimento do mundo ao seu redor. E acredito que a leitura proporciona que este recuperando se empodere do conhecimento. No projeto de remição por leitura, essas pessoas não leem somente, mas a partir da resenha que é feita após, estes participantes se expressam e interpretam o que foi lido. Então não se trata de uma leitura sem propósito”, destacou a coordenadora do Núcleo de Educação em Prisões e pedagoga, Fabiana Nascimento.

A Recomendação 44 prevista na Lei de Execução Penal (Lei 7.210/84), prevê que o recuperando pode participar espontaneamente do projeto de remição por leitura que se dá a partir de obras literárias, clássicas, científicas ou filosóficas, disponibilizadas pela unidade. O preso tem um prazo de até 30 dias para realizar a leitura de uma obra, sendo que ao final deste prazo, ele deve produzir uma resenha que será avaliada.

Por livro lido, o recuperando pode ter até quatro dias de sua pena remida, sendo que que ele pode ler até 12 obras por ano e ter a possibilidade de remir 48 dias de pena. Para participar, basta que o preso seja alfabetizado e tenha interesse em aderir ao projeto.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Propaganda

mato grosso

Taxa de ocupação das UTIs chega a 92,97% em Mato Grosso

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 489 internações em UTIs públicas e 344 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 92,97% para UTIs adulto e em 40% para enfermarias adulto.

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) notificou, até a tarde deste domingo (13.06), 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 11.417 óbitos em decorrência do coronavírus no Estado.

Foram notificadas 407 novas confirmações de casos de coronavírus no Estado. Dos 427.979 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 12.872 estão em isolamento domiciliar e 401.968 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 489 internações em UTIs públicas e 344 em enfermarias públicas. A taxa de ocupação está em 92,97% para UTIs adulto e em 40% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (89.294), Rondonópolis (31.259), Várzea Grande (29.186), Sinop (20.792), Sorriso (14.770), Tangará da Serra (14.712), Lucas do Rio Verde (13.096), Primavera do Leste (10.959), Cáceres (9.222) e Alta Floresta (8.158).

A lista detalhada com todas as cidades que já registraram casos da Covid-19 em Mato Grosso pode ser acessada por meio do Painel Interativo da Covid-19, disponível neste link.

O documento ainda aponta que um total de 345.418 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 787 amostras em análise laboratorial.

Cenário nacional

No sábado (12.06), o Governo Federal confirmou o total de 17.374.818 casos da Covid-19 no Brasil e 486.272 óbitos oriundos da doença. No levantamento do dia anterior, o país contabilizava 17.296.118 casos da Covid-19 no Brasil e 484.235 óbitos confirmados de pessoas infectadas pelo coronavírus.

Até o fechamento deste material, o Ministério da Saúde não divulgou os dados atualizados deste domingo (13.06).

Recomendações

Já existem vacinas para prevenir a infecção pelo novo coronavírus, mas ainda é importante adotar algumas medidas de distanciamento e biossegurança.

Os sites da SES e do Ministério da Saúde dispõem de informações oficiais acerca da Covid-19. A orientação é de que não sejam divulgadas informações inverídicas, pois as notícias falsas causam pânico e atrapalham a condução dos trabalhos pelos serviços de saúde.

O Ministério da Saúde orienta os cuidados básicos para reduzir o risco geral de contrair ou transmitir infecções respiratórias agudas, incluindo o novo vírus. Entre as medidas estão:

– Lavar as mãos frequentemente com água e sabão por pelo menos 20 segundos. Se não houver água e sabão, usar um desinfetante para as mãos à base de álcool;

– Evitar tocar nos olhos, nariz e boca com as mãos não lavadas;

– Evitar contato próximo com pessoas doentes;

– Cobrir boca e nariz ao tossir ou espirrar com um lenço de papel e jogar no lixo;

– Limpar e desinfetar objetos e superfícies tocados com frequência.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana