BRASIL E MUNDO

Mais 4,2 milhões de doses de vacinas covid-19 são enviadas para todo o Brasil

Publicados

em


O Ministério da Saúde entrega, nesta semana, mais 4,2 milhões de doses de vacinas covid-19 para todos os estados e Distrito Federal. São novos lotes contendo 1,8 milhão de doses da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, e 2,3 milhões de doses da Pfizer/BioNTech. A distribuição começou nessa quinta-feira (17) e está prevista para ser concluída nesta sexta (18).

As doses são destinadas para continuidade da vacinação de pessoas com comorbidades, gestantes e puérperas com comorbidades, pessoas com deficiência permanente, trabalhadores do ensino básico e trabalhadores do transporte aéreo. Além disso, estão incluídos agentes das forças de segurança e salvamento e Forças Armadas, povos ribeirinhos, trabalhadores da saúde e pessoas com 60 anos que vivem em instituições de longa permanência.

Nessa pauta de distribuição, as vacinas da Pfizer são destinadas para primeira dose. Para as vacinas do Butantan, o Programa Nacional de Imunizações (PNI) recomenda que os estados façam a reserva da segunda dose.

A campanha de vacinação contra a Covid-19 caminha em ritmo acelerado. Desde janeiro, o Ministério da Saúde já destinou a todas as Unidades Federativas mais de 114 milhões de doses de imunizantes contratados. Até o momento, mais de 84 milhões foram aplicadas.

Com informações do Ministério da Saúde

Fonte: Brasil.gov

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Caso Lázaro: ex-mulher e ex-sogra são indiciadas

Publicados

em


source
Lázaro Barbosa
Reprodução

Lázaro Barbosa

A caso de Lazaro Barbosa de Sousa, o serial killer do Distrito Federal, morto em 28 de junho, durante ação da polícia , continua em andamento, sob investigações e com novos indiciamentos. Nesta terça-feira, 27, mais duas pessoas que teriam ajudado Lazaro a fugir foram indiciadas pela Polícia Civil: a ex-mulher e a ex-sogra do suspeito. Além delas, o fazendeiro Elmi Caetano Evangelista, 73, e o caseiro já haviam sido indiciados.

“Nós tivemos na Polícia Civil de Goias treze inquéritos policiais envolvendo esse caso, dez deles foram concluídos e remetidos ao judiciário com sugestão de arquivamento, uma vez que só tinha o Lázaro como autor dos delitos”, afirmou o Delegado Cléber Martins.

“Os elementos de provas colhidos no inquérito mostraram que elas de fato deram auxílio para que ele não fosse capturado pelas forças policiais. Tanto prestando informações para ele, dando guarita e alimentação, levando ele para locais, para esconderijos e sobretudo iriam propiciar a fuga definitiva dele”.

O fazendeiro Elmi Caetano foi detido e deixou a prisão de Águas Lindas no dia 17 de julho, mas segue com tornozeleira eletrônica. Segundo Martins, não há indícios da participação de empresários ou outros fazendeiros na fuga de Lázaro. Mesmo assim, a investigação continua.

– Com informações de UOL.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana