GERAL

Maior parte do incêndio na Chapada dos Veadeiros é controlado

Publicado


O Corpo de Bombeiros de Goiás (CBM-GO), que combate o incêndio no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros desde a última segunda-feira (28), conseguiu controlar a maior parte das chamas. O trabalho de bombeiros resultou no controle de 16 quilômetros da linha de fogo que seguia na margem direita do rio Preto.

“O trecho controlado representa a maior parte do incêndio que avançava no interior do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros. Na APA [Área de Proteção Ambiental] do Pouso Alto os combates resultaram na redução dos focos de calor. Combatentes permanecem no trecho do rio Preto, em vigilância”, informou o CBM-GO, em nota, no final da manhã de hoje (4).

Os trabalhos de combate ao fogo estão, agora, concentrados nas regiões dos saltos do rio Preto, povoado da Capela e Mulungu/Morro do Ministro. São 148 pessoas envolvidas no trabalho de combate ao incêndio na área, além de 24 veículos e cinco aeronaves.

Além dos bombeiros de Goiás, também participam da ação o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), a Rede Contrafogo (formada por brigadistas voluntários para combater incêndios na região) e a Secretaria de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Goiás (Semad).

O fogo teve início no dia 25 de setembro, em uma propriedade rural no município de Cavalcante, no interior da Área de Proteção Ambiental do Pouso Alto. A baixa umidade e alta temperatura na região contribuíram para o fogo se espalhar e até ontem (3) o fogo atingiu 34 mil hectares na APA de Pouso Alto (4% do total da área) e 9 mil hectares do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (3% do total da área).

Edição: Liliane Farias

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
publicidade

GERAL

Covid-19: plano de imunização está praticamente pronto, diz Bolsonaro

Publicado


O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (26), durante sua live semanal nas redes sociais, que um plano nacional de imunização contra a covid-19 está praticamente pronto e que o governo federal vai adquirir uma vacina tão longo ela seja autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 

“Uma vez certificado pela Anvisa, qualquer medicamento e qualquer vacina, da nossa parte, imediatamente nós providenciamos a compra. E um programa, um plano nacional de imunização está praticamente pronto na Saúde pra gente vacinar quem quer”, disse.

O Ministério da Saúde tem acordo para a compra de doses de uma potencial vacina produzida pela farmacêutica britânica AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, incluindo um pacto de transferência de tecnologia e produção local do imunizante pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

O governo federal mantém contato com outros laboratórios estrangeiros que desenvolvem doses contra a covid-19 e que, se aprovadas, também poderão ser adquiridas para imunização geral da população. Nesta quarta-feira (25), a farmacêutica Pfizer informou que deu início ao processo de pedido de registro junto à Anvisa.

Jogo de alfabetização

Durante a live, o presidente estava acompanhado do ministro da Educação, Milton Ribeiro, e do secretário nacional de Alfabetização, Carlos Nadalim. A pasta deve lançar, esta semana, um aplicativo para auxiliar crianças no processo de alfabetização.

Batizado de Graphogame, o aplicativo foi desenvolvido por especialistas finlandeses e pode ser baixado gratuitamente pela internet, sendo que o uso posterior não requer conexão.

“É uma ferramenta de apoio aos professores para auxiliar as crianças no processo de alfabetização”, explicou Nadalim. O jogo é voltado para crianças na faixa de idade de 4 a 9 anos e usa uma metodologia que estimula o desenvolvimento da consciência dos sons da língua oral e sua relação com as letras, em um processo chamado de instrução fônica.

A expectativa do governo federal é que o aplicativo possa suprir parte do prejuízo que crianças nessa faixa etária estão tendo com o fechamento das escolas e a suspensão das aulas em função da pandemia de covid-19.

Edição: Paula Laboissière

Fonte: EBC Geral

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana