POLÍTICA NACIONAL

Lula tenta desfazer mal-estar em Pernambuco e diz contar com o PSB nas eleições

Publicados

em


source
Lula tenta desfazer mal-estar em Pernambuco e diz contar com o PSB nas eleições
Reprodução

Lula tenta desfazer mal-estar em Pernambuco e diz contar com o PSB nas eleições

ex-presidente Lula usou o jantar com a cúpula do PSB de Pernambuco, na noite de domingo, para tentar desfazer o mal-estar criado com o partido pela disputa eleitoral do ano passado. Também destacou a importância de ter a sigla como aliada na eleição presidencial do ano que vem.

O petista argumentou que é necessário contar um partido grande de esquerda em sua coligação para não ficar refém de eventuais alianças que venha a conquistar entre legendas de centro. O PSB tem a nona maior bancada da Câmara, com 31 deputados.

O diretório de Pernambuco exerce forte influência nos rumos do partido. No ano passado, na disputa pela prefeitura de Recife, os dois partidos promoveram um embate duro no segundo turno entre os primos Marília Arraes (PT) e João Campos (PSB). O duelo, vencido pelo socialista, foi marcado por ataques de ambos os lados.

Você viu?

No jantar, Lula argumentou que tanto Arraes como o ex-governador de Eduardo Campos (1965-2014) já enfrentaram o PT em eleições e nem por isso ele deixou de gostar deles. O mesmo raciocínio valeria agora. Disse ainda que disputas locais não podem impedir os dois partidos de estarem juntos diante da necessidade de derrotar o presidente Jair Bolsonaro em 2022. Sinalizou também o apoio do PT ao candidato do PSB em Pernambuco. 

Comentários Facebook
Propaganda

POLÍTICA NACIONAL

Bolsonaro deve quase R$ 100 mil por não utilizar máscara em locais públicos

Publicados

em


source
Bolsonaro deve quase R$ 100 mil por não utilizar máscara em locais públicos
Reprodução: Redes Sociais

Bolsonaro deve quase R$ 100 mil por não utilizar máscara em locais públicos

O hábito de circular pelo país sem máscara e de promover aglomerações mesmo em momentos críticos da pandemia da Covid-19 pode pesar no bolso do  presidente Jair Bolsonaro (sem partido). O Maranhão já o inscreveu na dívida ativa do estado por causa de uma multa de R$ 80 mil, valor que pode vir a ser cobrado judicialmente. Há ainda autuações não pagas em São Paulo que podem somar R$ 3.868,97, no mínimo.

Bolsonaro esteve na cidade de Açailândia (MA) para entregar 287 títulos de propriedade rural no dia 21 de maio deste ano. Como de costume, ao chegar ao local, o presidente, sem máscara, cumprimentou apoiadores que se aglomeravam atrás de uma grade de proteção.

No discurso, ele fez críticas ao governador e seu adversário político Flávio Dino, na época no PCdoB, e perguntou para a plateia quem era “o gordinho ditador do Maranhão”.


Um decreto estadual proibia a realização de eventos com mais de cem pessoas. O auto de infração diz que fotos e vídeos não deixam dúvida de que Bolsonaro cometeu “transgressões da legislação sanitária vigente”.

Foi ainda considerado que houve agravante porque, supostamente, ele agiu com dolo (intenção). O documento também diz que a Presidência realizou o ato “sem os mínimos cuidados exigidos nas normas referentes à Covid-19”.

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana