artigos

Lugar de medicamento vencido ou sem uso é no lixo comum?

Publicados

em

Por Karina Luckmann

Não, em uma resposta simples e direta podemos afirmar que lugar de medicamento vencido ou sem uso NÃO É NO LIXO COMUM.

Infelizmente é muito comum que nós tenhamos em casa uma verdadeira farmácia, onde guardamos inúmeros medicamentos, podendo ser os que estão em uso para tratamento, ou aqueles que temos em caso de alguma necessidade qualquer. Mas o que fazer quando sobra medicamento ou acaba vencendo algum desses que estão guardados? Vamos por parte.

A primeira orientação que temos que passar é que você deve evitar de toda forma se automedicar. Então, quanto mais você evitar ter medicamento guardado em casa, mais seguro será. Pois mesmo que seja um simples remédio para dor de cabeça, ele pode fazer mal se for usado de forma inadequada. Portanto, não importa qual seja o medicamento, somente use após orientação ou prescrição de um farmacêutico e no caso de medicamento que tenha aquela tarja vermelha ou preta, não use em hipótese alguma sem a devida prescrição do médico ou do dentista.

Mas vamos lá, você estava em tratamento e sobraram alguns comprimidos ou até mesmo líquido no frasco que você não vai usar mais nesse tratamento. Então, a orientação é que você não guarde essa sobra para usar em outra ocasião caso apresente os mesmos sintomas e também não deve dar ou indicar para um parente, vizinho ou amigo. Lembre-se, cada pessoa é única e cada problema de saúde é singular. Nos dois casos a conduta farmacológica pode ser diferente e nem sempre o que é bom para você é bom para outra pessoa.

Por isso, quando sobrar medicamento ou quando vencer medicamento em sua casa, não jogue esses medicamentos no vaso sanitário ou no lixo comum. O que fazer então? Colocar todos os medicamentos (vencidos e sobras) dentro de uma sacola e levar eles até uma farmácia para que recebam esses produtos e descartem da maneira adequada. As caixas de papel devem ser descartadas corretamente no lixo reciclável, caso estejam secas e íntegras.

Por lei estadual, as farmácias ficam obrigadas a receberem medicamentos e produtos farmacêuticos que estejam com seus prazos de validade vencidos ou fora de condições de uso, para que através do plano de gerenciamento de resíduos de serviço de saúde, estes produtos sejam recolhidos e descartados sem prejudicar o meio ambiente.

Mas por que eu não posso jogar na pia, no vaso ou no lixo? Certamente você pode se perguntar isso. Temos que lembrar que o medicamento é um composto químico ativo e que esse composto reage com outros. Sendo assim, quando você joga no lixo, na pia ou no vaso sanitário acaba contribuindo para contaminação do meio ambiente, do solo e da água. Com isso, acabamos contaminando os animais e toda a população, trazendo prejuízos à nossa saúde. Jogar medicamentos no lixo comum pode acarretar ainda mais danos à saúde da população, podendo acontecer de alguém achar esse medicamento no lixo e ingerir.

Com todos os danos que podem ser causados por descartarmos incorretamente os medicamentos, vamos ficar atentos e sempre levar os medicamentos vencidos e as sobras que temos em casa, para alguma farmácia para que seja feito o descarte correto.

Uso Racional de Medicamentos e Descarte Correto SALVAM VIDAS!

Karina Luckmann é farmacêutica e ouvidora do Conselho Regional de Farmácia de Mato Grosso.

Comentários Facebook
Propaganda

artigos

Vamos destruir os muros?

Publicados

em

Por Francisney Liberato

Destrua os muros que atrapalham você de obter os seus sonhos. Tome atitudes planejadas e viva os efeitos disso.

Você já se encontrou em situação de dúvida no momento em que precisava tomar uma decisão? Conhece pessoas que desejam fazer algo novo, mas não tomam a atitude necessária?

O tema busca trazer para a nossa reflexão os “muros” que nos impedem de alcançar os nossos sonhos, e para destruí-los é necessário agir em prol da realização deles.

Conheço indivíduos que desejam ser aprovados em um concurso público e relatam que não têm tempo disponível para estudar como deveriam, e por causa disso não conseguem êxito nas provas. Ainda assumem que têm inteligência e capacidade para serem aprovados, mas não fazem o que é necessário: planejar e executar.

Se o seu sonho é ser aprovado num concurso público, queime os “muros”. Como assim? Elimine tudo aquilo que está te atrapalhando de realizá-lo. Se o que está te impedindo de prosseguir, rumo ao que deseja, for um relacionamento, termine-o. Se for o excesso de redes sociais, elimine-as. Se for um trabalho, peça demissão. Após isso, dedique-se com a sua força máxima e corra para receber o prêmio do sucesso.

Essas atitudes são convictas, entretanto, é necessário tomá-las de forma planejada e organizada e não simplesmente eliminá-las de forma impensada. Se for preciso sair do emprego, faça antes uma reserva financeira para que não haja nenhuma dificuldade neste percurso.

Use e abuse de sua inteligência emocional para derrubar todos os seus “muros”. Faça isso com prudência e moderação. Não deixe as oportunidades se esvaírem. Tome uma atitude e alcance o que realmente deseja.

Francisney Liberato é Auditor Público Externo do Tribunal de Contas de Mato Grosso. Escritor, Palestrante, Professor, Coach e Mentor. Mestre em Educação pela University of Florida. Doutor em Filosofia Universal Ph.I. Honoris Causa. Bacharel em Administração, Bacharel em Ciências Contábeis (CRC-MT) e Bacharel em Direito (OAB-MT). Autor dos Livros: “Mude sua vida em 50 dias”, “Como falar em público com eficiência”, “A arte de ser feliz”, “Singularidade”, “Autocontrole”, “Fenomenal”, “Reinvente sua vida” e “Como passar em concursos – Vol. 1 e 2” e “Como falar em público com excelência”. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana