Cuiabá

Live vai reunir profissionais da Educação para discutir os impactos sociais do programa ‘A União Faz a Vida’

Publicados

em


Jorge Pinho

Clique para ampliar

Profissionais de seis unidades educacionais da rede pública municipal de Cuiabá estarão participando nesta quarta-feira (14), às 9 horas, da live nacional do Programa União Faz a Vida. A live que será transmitida no canal do Youtube, do programa, vai apresentar os resultados de um estudo, sobre os impactos sociais do programa. A União Faz a Vida, criado em 1995, é o principal programa de Educação da Cooperativa Sicredi e, é desenvolvido pela Prefeitura de Cuiabá, por meio da Secretaria Municipal de Educação (SME), através de um convenio.

A coordenadora técnica de Ensino da Secretaria Municipal de Educação, Zileide Lucinda dos Santos contou que o programa  é executado na rede pública municipal de Educação há oito anos, por meio da adesão das unidades educacionais. A escola piloto do programa em Cuiabá foi a EMEB Ten. Octacílio Sebastião da Cruz, localizada no CPA III.

Atualmente seis Escolas Municipais de Educação Básica participam do programa. Ao todo estão envolvidos cerca de 134 professores, 9 Técnicas de Educação Infantil (TDI) e 2.300 crianças/estudantes, da Educação Infantil até o 6º Ano. Além da formação dos profissionais, o programa possui material estruturado para os estudantes e orientação aos pais.

“O programa é desenvolvido dentro dos princípios da cooperação e da cidadania a partir de uma metodologia de ensino que privilegia o empreendedorismo e oportuniza novos projetos e descobertas. Em Cuiabá, o programa vem transformando a vida de milhares de crianças e adolescentes, educadores e famílias”, disse a secretária adjunta de Educação, Débora Marques Vilar.

Comentários Facebook
Propaganda

Cuiabá

Pessoas que vivem com HIV devem informar unidades às quais estão vinculadas para vacinação contra a covid-19 em polo específico

Publicados

em


Davi Valle

Clique para ampliar

A vacinação contra a covid-19 das pessoas que vivem com vírus da imunodeficiência humana (HIV), que estão na faixa etária de 55 a 59 anos, será no SAE Grande Terceiro, durante o mês de maio. A vacinação em um local específico visa garantir o sigilo do diagnóstico desses pacientes, o que é assegurado por lei e também na nota técnica nº 282/2021 do Ministério da Saúde. 

“Existe toda uma mobilização nacional para que a vacinação seja feita nos SAEs justamente para não expor o usuário. Como ele já é vinculado no Serviço, onde faz o tratamento, ele vai ser vacinado no Serviço. E assim o Ministério da Saúde regulamentou para minimizar a quebra do sigilo do diagnóstico, que é um direito do paciente assegurado por lei”, explica Mariela Padilha, coordenadora do Programa IST/Aids da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). 

Para serem vacinadas no SAE Grande Terceiro, essas pessoas precisam seguir o seguinte passo-a-passo: 

1.Acesse o site cadastro.vacinacuiaba.com.br

2.Clique em “Aceitar e Continuar” no quadro pré-cadastro

3.Selecione a opção “Pessoas com comorbidades de 55 a 59 anos” e clique em próximo passo

4.Selecione a opção “Centro de Evento do Pantanal – Portaria” e clique em próximo passo

5.Preencha todos os dados do solicitante destacados como “obrigatório”. Na opção “Estabelecimento”, informe qual unidade está vinculado (SAE Grande Terceiro, SAE Regional Norte ou CERMAC) e na seção “Comorbidade Relacionada” selecione a opção “Imunossuprimidos”

6.Clique em “Enviar Cadastro”. 

Após o cadastramento, a pessoa deve aguardar a confirmação do agendamento, acompanhando diariamente no site da campanha “Vacina Cuiabá”, na aba “Consultar Cadastro”. Na data da vacinação, o paciente deverá estar munido dos seguintes documentos: 

– QR Code com as informações de data, horário e local de vacinação

– Documento oficial com foto

– Guia de encaminhamento para vacinação assinado por profissional de saúde, disponível no SICLOM, em caso de usuários vinculados na unidade do CERMAC.

Quem já realizou o cadastro e foi agendado para ser vacinado em outro polo de vacinação será atendido normalmente nesses locais. Mas caso a pessoa queira mudar o local de vacinação para o SAE Grande Terceiro, deve entrar em contato com a equipe da unidade, pessoalmente ou pelo telefone (65) 3634-0497. Importante destacar que, mesmo que a pessoa queira o sigilo de seu diagnóstico, também terá esse direito assegurado nos demais polos de vacinação. 

A vacina da covid-19 é contraindicada para pessoas com HIV que sejam menores de idade (lembrando que, no momento, estão sendo vacinadas aquelas com idade entre 55 e 59 anos); que estejam com sintomas relacionados à infecção oportunista ou com sintomas gripais. 

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana