mato grosso

Leilão arrecada mais de R$ 700 mil; dinheiro vai para combate ao tráfico de drogas

Publicado

O último leilão de bens apreendidos pelo crime de tráfico de drogas, realizado nesta segunda-feira (29.06), arrecadou R$ 779.550,00. Do total de 17 lotes, 16 receberam lances, com um montante de 364 ofertas. O valor quase dobrou o estipulado na abertura, que era R$ 473.300,00. Foram habilitadas 68 pessoas, dentre as quais se consolidaram 41 compradores.

A arrecadação é para o Fundo Nacional Antidrogas (Funad), sendo que cerca de 40% desse valor deve ser revertido à Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT) para aplicar no combate e prevenção às drogas. Ou seja, aproximadamente R$ 300 mil serão repassados para Mato Grosso.

No lote havia uma aeronave EMB-810D com capacidade para cinco passageiros, avaliada em R$ 720 mil, mas o lance inicial foi proposto em R$ 360 mil, e acabou vendido por R$ 565 mil. O avião era utilizado pelo Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) da Sesp-MT. Também constavam uma Hillux 4×4 09/09, dois caminhões, três motocicletas, além de nove carros de passeio, entre sucatas e veículos em condições de rodar.

Este é o quarto leilão realizado em 2020 pela Secretaria Adjunta de Justiça da Sesp-MT, totalizando R$ 2.870.980,00 arrecadados. Juntamente com a edição promovida em 2019, que arrematou R$ 600.190,00, tem-se o montante de R$ 3.471.170,00 para cálculo de repasse. Desta forma, o Estado deve receber R$ 1,3 milhão em recursos para serem aplicados em políticas de prevenção e combate às drogas.

Em seis anos, este é o maior valor arrecadado em leilões de bens apreendidos por crime de tráfico de drogas. Para ter uma ideia, em 2014 houve arrecadação de aproximadamente R$ 1 milhão, em 2015 apenas R$ 118 mil, em 2016 nenhum valor, em 2017 foram R$ 790 mil, seguidos de R$ 774 mil no ano seguinte. Em 2019, foram arrematados R$ 600.190,00, que estão inclusos no valor aguardado de repasse deste ano.

O valor deve ser repassado pelo Funad no segundo semestre de 2020. “Estamos nos dedicando à realização destes leilões porque acreditamos que é uma forma de reverter os recursos financeiros utilizados no crime justamente para combate-lo, resultando assim em ações que visem a prevenção ao uso de drogas e o ao tráfico, são ações em prol da sociedade”, destacou a secretária adjunta de Justiça, Lenice Barbosa.

Outros leilões

A Sesp-MT realizou, também este ano, leilão do Fundo Estadual sobre Drogas (Funesd-MT). Foram 232 lances para os 14 lotes e 39 compradores participaram da disputa. Ao todo foram arrecadados R$ 71,1 mil, e o valor inicial era de R$ 34 mil, ou seja, 108% a mais em bens arrematados.

Também está na previsão a realização de leilão de 12 imóveis apreendidos, como casas, fazendas, sítios e chácaras utilizados por traficantes de drogas. Com a venda desses bens, a expectativa é arrecadar cerca de R$ 13 milhões.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
publicidade

mato grosso

Catadores do Lixão de Cuiabá são beneficiados com cestas básicas e cobertores

Publicado


.

Mais de 350 famílias que sobrevivem da reciclagem de lixos retirados do Aterro Sanitário de Cuiabá foram beneficiadas novamente com a campanha “Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus”. Essa já é a segunda entrega realiza no local desde que a pandemia se instalou no Estado.  Além de alimentos e produtos de limpeza e higiene, os catadores receberam também cobertores do programa Aconchego. 

As ações solidarias do Governo do Estado são realizadas pela Secretaria de Estado de Assistência Social e Cidadania (Setasc) e lideradas voluntariamente pela primeira-dama, Virginia Mendes. 

A secretária da Setasc, Rosamaria Carvalho, que acompanhou pessoalmente a distribuição das cestas básicas, destacou a importância das ações para as famílias carentes e que também foram prejudicadas pela pandemia. “A intenção do Governo do Estado é oferecer um pouco de proteção paras essas pessoas que se enquadram na situação de extrema vulnerabilidade social e econômica. As iniciativas são todas lideradas voluntariamente pela primeira-dama do Estado, que tem um olhar fraterno por essas famílias”. 

O representante do Movimento Nacional dos Catadores, Tiago Silva, ressaltou que o sentimento é de gratidão por mais uma vez ser lembrado pela primeira-dama. “As famílias atendidas foram afetadas pela crise. Esses alimentos vieram atender quem realmente precisa”.

Antônio de Oliveira, que é vice-presidente da Cooperativa dos Trabalhadores de Materiais Recicláveis (Coopemar), contou que devido a pandemia as vendas de materiais recicláveis caíram. “A maioria desses materiais vendemos para empresas em São Paulo, mas devido a essa crise, muitas delas estão com as portas fechadas. O nosso estoque está maior que o esperado e as famílias não estão tendo renda por falta de venda desses produtos”. 

Para o catador Willian de Jesus, toda ajuda recebida é muito bem-vinda. “Só podemos agradecer por receber essas cestas e esses cobertores”.

 Aconchego

O Programa Aconchego, que já está em sua segunda edição, vai distribuir 200 mil cobertores paras as pessoas mais vulneráveis. No ano passado, foram beneficiadas 100 mil pessoas em todo Estado. E este ano a meta foi dobrada, em razão do aumento de pessoas carentes e em situação de vulnerabilidade social. 

Além dos municípios, os cobertores também serão entregues para moradores de rua, comunidades indígenas, entidades filantrópicas e famílias que se enquadram em situação de extrema vulnerabilidade. 

Para o cadastro de atendimento, as instituições, entidades e/ou grupos representativos devem enviar um ofício para o e-mail [email protected], com a lista das pessoas que serão beneficiadas, contendo nome completo, CPF, nome da mãe e número de identificação social (NIS).

Vem Ser Mais Solidário

A Campanha Vem Ser Mais Solidário – MT unido contra o coronavírus já está na segunda etapa e tem como meta distribuir mais de 100
mil cestas básicas nesta segunda fase. 

Em pouco mais de dois meses, a ação, que é liderada voluntariamente pela primeira-dama Virginia Mendes, arrecadou mais de R$ 5 milhões em doações, recursos que serão revertidos na compra de mais cestas básicas.

Esses recursos, somados aos investimentos realizados diretamente pelo Governo de Mato Grosso, vão possibilitar a distribuição de aproximadamente 230 mil cestas básicas ao todo, em todo Estado, beneficiando famílias carentes nos 141 municípios, algo em torno de 1,150 milhão de mato-grossenses, tendo em vista que cada cesta é capaz de alimentar uma família com cinco pessoas em média.

Se você quiser ajudar pode doar recursos diretamente na conta bancária especial, aberta exclusivamente para isso: Banco do Brasil, agência 3834-2, conta corrente número 1.042.810-0 (CNPJ 03.507.415/0009-00). Todas as doações serão revertidas para compra de cestas básicas.

Fonte: GOV MT

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Agronegocio

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana