BRASIL E MUNDO

Lázaro Barbosa atuou em conjunto com políticos e fazendeiros, diz delegada

Publicados

em


source
Lázaro Barbosa é acusado de ter integrado uma organização criminosa junto a políticos e fazendeiros
Reprodução

Lázaro Barbosa é acusado de ter integrado uma organização criminosa junto a políticos e fazendeiros

A polícia de Goiás, que investiga a rede de apoio do matador de aluguel Lázaro Barbosa , acredita que o criminoso não agiu sozinho. Segundo reportagem do Fantástico, da TV Globo, ele fazia parte de uma organização criminosa que reunia de fazendeiros a políticos da região.

“Nessa organização criminosa, a gente já levantou que pessoas importantes participam dela. Nós temos empresários, fazendeiros, políticos…”, conta a delegada Rafaela Azzi. Um dos suspeitos é o fazendeiro Elmi Caetano, que segundo as investigações teria escondido Lázaro em uma de suas propriedades.

Você viu?

Segundo a reportagem, a polícia teria encontrado uma mensagem de voz no celular do fazendeiro : “Ele está dormindo lá naquele barraco onde a mãe dele morava”. A investigação aponta que Elmi Caetano pode ter sido o mandante de uma chacina, em Ceilândia, no Distrito Federal.

“Considerando que havia um laço anterior, que o Lázaro já era conhecido do proprietário e que na entrevista (interrogatório inicial) o proprietário fala que aquela família devia um dinheiro a ele, nós não descartamos a hipótese de que ele tenha realmente usado Lázaro para cobrar a dívida, e em não recebendo, matar aquelas pessoas”, explica Rafaela Azzi.


Em entrevista à equipe do Fantástico, Ilvan Barbosa, advogado do fazendeiro, negou as suspeitas e, em tom de ameaça, afirmou que no Brasil não existe prisão perpétua e que seu cliente sairia da cadeia.

Comentários Facebook
Propaganda

BRASIL E MUNDO

Sucessor de Merkel será escolhido hoje; o que esperar das eleições na Alemanha

Publicados

em


source
 Angela Merkel
Reprodução

Angela Merkel



A Alemanha vai às urnas neste domingo (26) para escolher o sucessor da chanceler Angela Merkel, após ela ocupar o cargo por 16 anos. As pesquisas indicam vitória do SPD, de Olaf Scholz. Estas deverão ser as eleições mais concorridas dos últimos anos no país.

A questão ambiental é uma das que mais tem marcado a campanha eleitoral. As greves climáticas no país têm sempre muita participação e vários movimentos têm colocado o tema nas ruas para que não seja ignorado.



O “Fridays for future” é um desses movimentos e Leonie Bremer é uma das ativistas que mais se tem destacado na luta contra as alterações climáticas.São três os candidatos que podem ocupar o lugar que vai ser deixado por Angela Merkel.

Com as pesquisas a separá-los por pouco pontos, nenhum parece entusiasmar muito os alemães, que estão divididos entre Armin Laschet, da CDU de Merkel, Olaf Scholz, do SPD, atual ministro das Finanças no governo de coligação, e Annalena Baerbock dos Verdes.

Nos últimos três debates entre os principais candidatos, Olaf Sholz foi considerado vencedor numa pesquisa feita imediatamente após a discussão.

Ganhe quem ganhar, parece ser certo que vão ser necessários pelo menos três partidos para formar governo, já que dificilmente se repetirá a coligação que agora está no poder entre a CDU e o SPD.

Democratas cristãos e sociais-democratas parecem não se entender e procuram aliados. Os Verdes aparecem como boa solução, nos dois casos, mas ainda não se sabe quem será o terceiro partido a fazer parte do governo.Sete partidos têm representação parlamentar.

A Alemanha tem uma espécie de clausula de barreira sobre a entrada na câmara de debates, e os partidos precisam atingir 5% dos votos para evitar que partidos extremistas, por exemplo, consigam eleger parlamentares.

* Com informações da RTP – Rádio e Televisão de Portugal

Fonte: IG Mundo

Comentários Facebook
Continue lendo

Polícia

ENTRETENIMENTO

MATO GROSSO

Política Nacional

CIDADES

Mais Lidas da Semana